Mulheres fumantes perdem 14,5 anos de vida

Publicado em 30.11.2008

mulher fumante fumando

Os males do cigarro tiram uma média de 14,5 anos de vida da mulher fumante. Os efeitos do dano do fumo são extensos, bem documentados e podem ser observados desde o berço até a morte prematura.

Envie por email Não se acanhe e envie este artigo por email para fumantes. Quem sabe você ajuda um a parar de fumar.

Sabemos que fumar emburrece e segundo médica estadunidense Dra. Sharon Phelan “fumar é um hábito danoso que afeta negativamente quase todos os órgãos do corpo. Simplesmente não há uma boa razão para não parar” de fumar.

Lista dos riscos de fumar:

  • É a causa principal de câncer de pulmão e a principal causa de morte por câncer em mulheres. Desde os anos 1950 as mortes por câncer aumentaram mais de 600% nos EUA.
  • Fumar aumenta significativamente o risco de muitos outros tipos de de câncer em mulheres incluindo câncer de mama, câncer oral, câncer de faringe, laringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga, útero e cervical.
  • Mulheres que fumam tem o dobro de chance de desenvolverem doença coronária e 10 vezes mais riscos de morrer de doença pulmonar obstrutiva crônica do que não fumantes.
  • Fumar aumenta o risco de efisema, bronquite, osteoporose, artrite, catarata, baixa densidade óssea após menopausa e fratura nos quadris.
  • O cigarro pode também levar a menopausa prematura, doença nas gengivas, perda de dentes e envelhecimento prematuro da pele.
  • Mulheres fumantes em idade reprodutiva podem ter mais dificuldades em engravidar, ter partos prematuros, bebês com peso muito baixo, bebês com baixa função pulmonar, bronquite ou asma.
  • Mulheres com mais de 35 anos que fumam e tomam anticoncepcionais tem risco de desenvolver coágulos sanguíneo fatais.

Como parar de fumar de vez?

“Grávidas não devem fumar em hipótese nenhuma e o cigarro não deve ser permitido em casa depois que o bebê nasce”, disse Sharon. “Infelizmente nós sabemos que bebês e crianças são muito mais expostas à fumaça de cigarro do que adultos e que os pais, guardiães ou outros membros da casa fumam sempre perto delas.”

Parar de fumar é contagioso, mesmo assim quase 60% das crianças entre 3 e 11 anos são expostas à fumaça de cigarro, o que as coloca em risco acentuado de desenvolver uma grande quantidade de problemas de saúde. [Whashington Post]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Concordo plenamente com a campanha para a erradicação do fumo. Mas, poderia existir outros métodos mais eficientes de convencer os fumantes a tomarem essa decisão. Se tem uma coisa que o ser humano tem enraizado no subconsciente é a aventura de mergulhar onde o medo cria parede por qualquer circunstância. Fiquei a perguntar-me: Se o número de pessoas com câncer nos EUA cresceu 600% desde 1950; quanto por cento cresceu a população daquele pais nesse mesmo tempo? E tem outra, o cigarro foi mais popularizado depois dos anos 80. Os EUA são um país onde o protestantismo predomina e consumo de droga e bebidas alcoòlicas lícitas também. Uma pesquisa séria deve levar em conta muitos detalhes porque, senão, torna-se um incentivo contrário àquilo que ela propõe.

    Thumb up 1
  2. Sem contar que é “muito feio” e deságradavel ver mulheres fumando,mais até que os homens…perdem a delicadeza…e o “cheiro” de cigarro é muito ruim!! Vamos eliminar o cigarro do mundo…muitos vícios começam com cigarros,a acabam se transformando em hábitos muito piores!

    Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
trabalho-g
Funcionários estão ‘cansados’ de e-mail

Uma pesquisa feita c...

Fechar