6 Maneiras de melhorar a vida sexual da mulher

Publicado em 25.07.2008

impotência mulher

Impressionada com a quantidade de mulheres que mencionaram nesta página que não conseguem obter orgasmos, resolvi colocar este novo artigo no ar.

As mulheres com disfunção sexual realmente não estão com sorte. Diferentemente dos homens não há medicamentos para tomar. Se você ficar estritamente dentro das regras a melhor coisa que a ciência pode oferecer é aconselhamento, um dispositivo que aplica sucção no seu clitóris ou terapia física para a vagina. Onde está aquela conveniente pílula azul para as mulheres?

E muitas daquelas que tem desejo sexual não conseguem atingir o orgasmo. Recentemente foi descoberto que medicamentos para impotência masculina como Viagra podem ajudar as mulheres a chegarem ao clímax.

Conseguir ajuda para mulheres com problemas sexuais é um problema complicado. “Essa é uma área altamente negligenciada”, disse para a CNN a Dra. Sharon Parish, que trata mulheres com disfunção sexual. “Muitos médicos da área primária não tem idéia do que fazer.”

Portanto, se você quer ajuda para seus problemas sexuais você deve fazer algumas sugestões ao seu médico. Se você não insistir, nada vai mudar.

Seguem alguns tratamentos para a “impotência feminina”, ou seja, a disfunção sexual da mulher:

1. Drogas para a impotência como Viagra, Cialis e Levitra

Alguns estudos, um deles bastante recente, mostram que funciona para algumas mulheres com problemas sexuais, outros estudos mostraram que os medicamentos não funcionam.

A maior dificuldade para uma mulher pode estar em encontrar um médico para prescrever este medicamento, pois ele foi aprovado apenas para homens.

A solução: Seja aberta com seu médico. Pergunte se ele ou ela está disposto a considerar prescrever estes medicamentos. Seja clara que você sabe que estes medicamentos não foram aprovados para mulheres e que você sabe dos riscos e benefícios.

2. Testosterona

Alguns especialistas dizem que a testosterona ajudou muitas de suas pacientes. Não ajuda apenas com o desejo sexual, mas colabora também com a excitação, segundo eles.

A testosterona é um conhecido ampliador da libido e é produzida naturalmente pelo corpo da mulher e do homem. Mas a testosterona sintética foi aprovada para o uso em homens.

Assim como no item anterior, se você está interessada em tentar a testosterona deverá dizer isso para seu médico. Converse sobre os benefícios e riscos e saiba que nem todos os riscos foram totalmente compreendidos ainda.

Tem um grande problema: A testosterona está disponível apenas em doses masculinas, que são altíssimas para as mulheres. Você precisa de um médico que esteja familiarizado sobre como adequar a dose para mulheres.

3. Arginina

Alguns médicos sugerem o uso de uma pomada com arginina, um aminoácido que supostamente aumenta o fluxo sanguíneo.

Em princípio deve agir como o Viagra. Especialistas afirmaram observar os benefícios em algumas pacientes e não em outras. Segundo eles as mulheres podem tentar e decidir por si mesmas.

4. Ervas anti-estresse

Você não precisa ser médica para saber que quando você está sob estresse não está no clima para fazer amor. Estresse pode afetar a libido feminina. As mulheres são mais afetadas pelo estresse do que os homens. Algumas ervas anti-estresse indicadas para problemas sexuais por médicos são: ashwagandha (Withania somnifera), astragalus, ginseng (Ginseng panax). O licopódio também pode ser usado para o estresse, mas seu médico terá que monitorar seus níveis de potássio.

5. Remédios experimentais

Alguns medicamentos que não estão disponíveis no mercado também podem ajudar. A fibanserina e bremelanotida trabalham no cérebro para aumentar a excitação sexual. Uma terceira opção, o Libigel, é um gel que aumenta a testosterona.

Mas estes medicamentos só podem ser utilizados por mulheres que façam parte de testes clínicos.

6. Não espere iniciativa do outro lado

Esta é a regra mais importante: não espere que seu médico pergunte sobre os seus problemas sexuais. Você deve sentir-se na posição de trazer este tópico à tona primeiramente, pois muitos médicos não se sentem confortáveis para iniciarem esta conversa.

Lembre-se também que medicamentos não irão ajudar todas as mulheres com problemas sexuais. Segundo médicos, medicamentos ajudam cerca de metade das mulheres na pós-menopausa e apenas 20% daquelas que ainda menstruam. O restante, segundo eles, se beneficiou com o conselho de psicólogos e psiquiatras. Por isso é fundamental que você leia os 12 Segredos para melhores orgasmos femininos. [CNN.com]

Autor: Alessandra Nogueira

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

256 Comentários

  1. Existem diversas causas possíveis para falta de desejo, pouca excitação (falta de ereção no caso de homens) ou dificuldades de chegar ao orgasmo. Mas se o problema surgiu ou se agravou com o tempo, um desequilíbrio energético pode ser o motivo, e terapias como acupuntura e shiatsu podem ajudar.

    Thumb up 1
  2. ola,meu nome e Andreia tenho 37 anos,fui 21 anos casada e nunca tive um orgasmo com penetração,primeiro tenho q gozar com sexo oral antes da penetração.
    estou separada a 6 meses,e conheci ema pessoa,e com ele o problema e o mesmo.
    nao sei oque fazer,preciso resolver este problema,se puder me ajudar ficarei grata,,

    Thumb up 63

Envie um comentário

Leia o post anterior:
etanol-t
Etanol, o natimorto [Opinião]

Quais as perspectiva...

Fechar