Misticismo: 7 formas “antigas” que são na verdade invenções recentes

Você quer adicionar um pouco mais de sentido e profundidade na vida? Não está mais encontrando respostas apenas em latinhas de cerveja? Se você está em busca de novas crenças, ou tem apenas curiosidade de conhecê-las, porque não se aprofundar em uma antiga e mística?

Mas tome cuidado quando você está escolhendo, porque algumas dessas “antigas” práticas são tão autênticas quanto uma nota de três reais. Confira abaixo 7 formas de crenças “antigas” que tiveram uma invenção recente:

Formas de Misticismo

7 – Ioga

misticismo formas antigas ioga

Se você perguntar para qualquer expert em ioga a quanto tempo existe essa atividade, ele possivelmente dirá que ela é praticada há mais ou menos 5 mil anos. Em outras palavras, centenas de anos antes dos aliens construírem as pirâmides egípcias, pessoas já se alongavam e refletiam serenamente.

A realidade: a ioga como conhecemos hoje – um conjunto de posturas combinadas com técnicas de respiração – remontam aos anos 1960. “Mas como assim? Estão me enganando!”, você grita rasgando seu colchonete de ioga em dois. Bem, é que 5 mil anos de idade foi a quando foi encontrada uma imagem no Vale do Indo de um homem sentado de pernas cruzadas. Mas convenhamos, embora essa seja uma das principais posições do ioga, é também uma maneira de se sentar em uma superfície plana.

A palavra ioga também é mencionada em alguns textos religiosos hindus de 2,5 mil anos de idade, mas é provável que tenha sido usada com outro significado, relacionado com cavalos.

Apenas no século 19 um príncipe indiano chamado Krishnaraja Wodeyar III produziu algo parecido com o que chamamos de ioga hoje: um manual chamado Sritattvanidhi, que listou 122 posições inspiradas principalmente na ginástica indiana. O que realmente influenciou o ioga moderno, entretanto, foi o Império Britânico que introduziu aos índios à nova mania de exercícios que varria a Europa no momento.

Depois, um cara chamado B.K.S. Iyengar veio com a ideia de combinar essas técnicas de exercício com alguns dos ensinamentos descritos nos textos antigos hindus, como o Yoga Sutras, na década de 1960. Desde então, os fãs de ioga têm crescido aos milhões, mas poucos percebem que estão praticando uma versão de aula de ginástica do início do século 20.

6 – Tarô

Qualquer coisa relacionada com cartas de tarô provavelmente vai ser descrita como antiga e misteriosa. De acordo com os fãs das cartas, elas têm origem no Egito antigo, e através do tempo, por algum motivo, acabaram relacionadas com cabala e com mitos do Santo Graal.

A realidade: as cartas de tarô foram originalmente concebidas não para serem observadas por pessoas enquanto elas ouvem música de harpa e fazem adivinhações, mas para servirem para um jogo de cartas semelhante a qualquer outro dos dias atuais.

As pessoas só começaram a usar o tarô para descobrir sua fortuna há cerca de 250 anos. Isso representa bons 400 anos depois que as cartas foram importadas do Oriente Médio para as outras partes do mundo. Cartões normais de jogo têm uma história mais longa na Europa do que cartas de tarô, precedendo-as por no mínimo 50 anos.

5 – Satanismo

Se formos ter a cultura popular como base, o satanismo teria existido desde nossos primeiros antepassados. Filmes como A Nona Porta, estrelado por Christopher Lee, retratam satanistas praticamente na Idade Média.

A realidade: o satanismo como conhecemos hoje, com pentagramas, cruzes invertidas e devoção por roupas pretas desbotadas, data do ano de 1966 e foi inventado por um músico chamado Anton LaVey. Isso torna o satanismo mais jovem do que os Rolling Stones. Claro, você pode encontrar descrições de atividades satanistas de vários séculos passados. Mas esse “satanismo” deve ser uma má interpretação de uma prática religiosa obscura e não o que conhecemos hoje.

4 – Tabuleiro Ouija

Há quem ache que o tabuleiro Ouija é um passatempo inofensivo ou um portal para o inferno feito de papelão. Sejam amantes ou inimigos de Ouija, todos concordam com uma coisa: as placas para evocar espírito têm uma história longa e misteriosa, tendo surgido na China antiga ou até mesmo com os romanos.

A realidade: o tabuleiro Ouija é tão místico como uma boneca da Optimus Prime: na verdade, as duas criações são de propriedade da mesma pessoa. O tabuleiro foi inventado por empresários em 1890, e ainda hoje a palavra “Ouija” é uma marca registrada da companhia Parker Brothers.

Os ritos Ouija são confundidos com a prática chinesa “Fuji”, que envolve um método completamente diferente de adivinhação e usa uma vara para escolher os caracteres chineses escritos em areia. Outras culturas antigas podem ter usado métodos vagamente semelhantes para obter conhecimentos ocultos sobre o futuro, através de “espíritos”. Mas dizer que estes ritos eram Ouija é como dizer que as corridas de carruagem romana eram uma antiga forma de Stock Car.

3 – Ninjutsu

A coleção secreta de sabedorias e habilidades ninjas conhecida como “ninjutsu” tem em torno de mil anos, segundo alguns praticantes. Mas você pode aprendê-la ainda hoje! Mesmo que na América atual não exista um sistema de classes rígidas com senhores feudais para lutar contra.

A realidade: ninjas nunca usaram macacões pretos e máscaras, como Hollywood nos ensinou. Mas eles existiram, certo? Sim, provavelmente, mas não antes do século 20. A escola de Stephen Hayes, que popularizou ninjutsu no Ocidente na década de 1970, não foi nem sequer levada a sério pelas tradicionais escolas de artes marciais no Japão. Suas pretensões de legitimidade histórica são baseadas em um monte de antigos pergaminhos que seu líder se recusa a mostrar para qualquer pessoa.

2 – Sexta-feira 13

De acordo com Dan Brown, a má reputação da sexta-feira 13 remonta a 13 de outubro de 1307. Dezenas de cavaleiros templários foram presos pelo rei corrupto da França, enquanto ansiavam pelo fim de semana. Os cavaleiros, cuja missão era proteger os peregrinos na Terra Santa, foram presos e torturados, e seu líder foi queimado na fogueira. Antes de morrer, ele lançou uma maldição sobre os presentes, e muitos morreram dentro de um ano. Os franceses ficaram tão impressionados com isso que obedientemente decidiram não só lembrar da maldição para sempre, mas também maldizer as sextas 13.

A realidade: há abundantes referências históricas para explicar o motivo da sexta-feira 13 e do próprio número ser considerado azarado. Mas, em um exemplo da vida imitando a arte, ninguém ligava em se casar ou não às sextas ou dias 13 até o início do século 20, depois de um romance best-seller com o nome de “Friday the Thirteenth” (Sexta-Feira 13) ter sido lançado.

Esse livro de 1907 conta a história de um empresário desonesto que conspirava para derrubar o mercado de ações. Sim, sem máscaras de hóqueis, apenas negócios. Mas, inexplicavelmente, a partir daí a data ficou marcada negativamente em nosso calendário.

1 – A religião Viking

Vikings são tão impressionantes quanto os mitos da Escandinávia pré-cristã que os acompanham. Há desde martelos gigantes até cavalos de oito patas nas histórias épicas. Mas para muitas pessoas – aqueles que sentem uma profunda ligação com a cultura nórdica e querem se juntar a uma gangue ou apenas estão zangadas por seus pais fazerem elas se levantarem cedo para ir à igreja – o paganismo escandinavo continua vivo. Ele é conhecido como Odinismo ou Asatru por seus seguidores modernos.

A realidade: praticamente tudo que sabemos sobre o paganismo escandinavo vem do Eddas, dois livros compilados no século 13 por um cara hilariante, conhecido como Snorri Sturluson. Mas espere, o século 13 ainda é bastante antigo, certo? Sim, mas há um problema aqui: Snorri escreveu os livros centenas de anos após a Escandinávia ter sido cristianizada. Para muitos estudiosos o Ragnarok – o conhecido fim do mundo viking – é apenas uma releitura do Apocalipse.[Cracked]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

106 respostas para “Misticismo: 7 formas “antigas” que são na verdade invenções recentes”

  1. Nem tanto, nem tão pouco. Hoje vivemos a construção de uma Torre de Babel Virtual…

    Acontece que no século XX se intensificou a tendência de “formatar” conhecimentos e práticas visando a divulgação e/ou comercialização. Nada contra isso, a explosão de informações traz à luz conhecimentos misturados, distorcidos e diluídos. Sociedades secretas antiquíssimas foram criadas instantaneamente. Iniciações e iniciados surgiram com a velocidade que a COMUNICAÇÃO foi permitindo e disponibilizando. Aliás… com a Informação, sempre surge a Desinformação. Com a Comunicação, surge a Confusão.

    Como sempre, Os artigos do Hypescience instigam, informam e induzem ao debate.

    Como dizia o filósofo pré-socrático Epistemus “uma verdade só serve para ser destruida” … Ou foi o Bachelard ??? já nem sei…

  2. “…mas é provável que tenha sido usada com outro significado, relacionado com cavalos”. Yoga é uma palavra que em sua raiz significa “ligar, “juntar”, “unir”. Tem o mesmo sentido que a palavra “religião”, que vem do latim “religare”, ou seja, religar (seja com Deus ou com o próximo). É um corpo de doutrina espiritual como tantas outras que inclui meditação e/ou exercícios respiratórios para atingir a iluminação/shamadi.

    Quanto ao TaroT, não sei onde foi que a autora do artigo pesquisou. O Tarot original surgiu no Egito, há milênios, com seus 22 Arcanos, cujas lâminas representam os passos iniciáticos que todo sacerdote da antiga religião deveria caminhar. Também representa o estado atual ou futuro de nossa vida (por isso serve como previsão). Muito tempo depois surgiram outros tipos de cartas, como as dos ciganos, mas baseada totalmente no Tarot Egípcio.

    Satanismo não precisa dizer muito. Assim como sempre houve devotos de Deus (seja Jeová, Zeus/Júpiter, Brahma, Allah, Pai, Odin, etc.), sempre houve seu polo oposto, os adoradores do Deus em seu pólo negativo, Lucífer, Satã, Hades etc.

    Sexta-feira 13 realmente desconheço sua origem. Sei apenas que o número 13 do Tarot é A Morte. Também devemos recordar a mitologia nórdica, em que Odin convida os deuses para um banquete, porém esquece de convidar o 13º deus, Loki, o qual amaldiçoou os outros deuses.

    Snorri Sturluson realmente foi quem compilou os diversos mitos e histórias dos deuses nórdicos, mas isso não significa que a religião nórdica não existia há tempos imemoriais.

  3. Stephine,mas do que você está falando?
    Quanta besteira! Você não falou de Yoga, de Satanismo, de misticismo…nem de nenhuma coisa que mencionou. Falou sim, das “atividades comerciais modernas”, que andam “vendendo” por aí como estas coisas.
    Vamos desenvolver CIENTIFICAMENTE estes assuntos?

  4. Penso que o autor do texto cometa 1 erro rudimentar: usar termos abrangentes como ioga e satanismo, por exemplo, para referir-se a formas e práticas específicas destes (que não traduzem sua totalidade)… Quando o autor fala em “ioga que conhecemos”, deveria dizer “ioga que eu conheço”…rs, referindo-se a escolas específicas de ioga, que abordam aquilo à que ele se refere como “ginástica indiana”… Pois existem várias outras, que muito pouco ou nada têm a ver com ela, como a bhakti ioga, por exemplo… O mesmo para satanismo… É ridículo que se cometa 1 erro tão tosco como esse…E mais ridículo ainda que 1 site de ciência (RE)publique 1 aberração como esta [completamente superficial e anti-científica…]. Isso é ciência ou especulação pseudo-cultural tendenciosa?

  5. Ioga não é mistica. ‘-‘
    Se acalmar a mente em um estado similar ao que estamos dormindo, as regiões do cérebro “conversam” entre elas melhor (por isso conseguem sentir melhor, resolver problemas facilmente e talz), a parte ‘mistica’ seria a glandula pineal, que nenhum cientista conseguiu identificar a função dela. Só pqe não consegue identificar o que é, já é mistico e não existe, não é certo, não é para dar valor. XD
    Mas muitos conseguiram sentir extremamente bem e resolver os problemas com grande facilidade, é como se fosse direto para o topo da piramide de Maslow. XD

  6. Acho que há uma grande diferença entre o ninja de Hollywood e o ninja mercenário do Japão Feudal. O uso de roupas pretas possivelmente é invenção do cinema e, muitas das técnicas ensinadas hoje se baseiam no Hapkido e no Kempo de Okinawa (vulgarmente conhecido como Karate). O ninja real do Japão Feudal teve sua origem incerta, mas é provável que tenha surgido a partir de técnicas criadas por samurais renegados, camponeses e monges chineses. Algumas técnicas das escolas que dizem ensinar ninjutsu lembram muito o Karate, principalmente as técnicas com armas (Kobudo) bem como as técnicas de luta desarmada (Taijutsu). Vale lembrar que o estudo do Taijutsu no Karate é comum em alguns estilos que mantém a raiz na tradição de Okinawa, como o estilo Shito-ryu. Mesmo em estilos modernos como o Shotokan-ryu e o Kyokushin é possível notar a semelhança de algumas técnicas. Muitas escolas aproveitam o fenômeno Naruto e ensinam, na verdade, técnicas de Karate e/ou Wushu para seus alunos.

    • Eu concordo… O ninjutsu ensinado hoje em dia tem sim alguns erros… Mas quem gosta de história, e até jogos históricos como Samurai Warriors, vai perceber que a maioria das classes de ninjas lá(principalmente Hattori Hanzö e Kotari Fûma) realizam ninjutsus para acabar com as tropas inimigas… Obviamente o jogo mostra muitos efeitos e lendas, porém a base do jogo é real, como a unificação do Japão realizada por Nobunaga Oda… Logo, os relatos de “ninjutsus” são reais… Não como uma luta em si, mas como se fosse um movimento, ataque ou qualquer coisa especial realizada por cada clã ninja em si

    • Para quem realmente acreditou que o yôga como conhecemos só existe desde 1960, recomendo leitura de autores como Mme. Blavatsky e Annie Besant, ou será que vocês acreditam que elas nasceram em 1960?

  7. Aliás gostaria de acrescentar uma coisa…
    O Satanismo pode ter 6000 anos….

    Pois os Sumérios, da antiga Babilónia, faziam sacrifícios humanos em honra a um deus cornudo “MOLECH”.

    pesquisem sobre isso…

    • Que legal, asamod, mas até onde estudei, tudo o que nos resta da antiga babilônia (arcaica) é… cerâmica. Datada de 5000 e não 6000 anos atrás. O resto, como os famosos portais azuis reconstruídos no museu de Berlim, por exemplo, são bem mais recentes. Outra coisa, o nome da divindade não é “Molech” e sim Marduk, porém não há NENHUMA repito, NENHUMA referência à aparência da divindade, muito menos desses cultos bizarros que tu descreveu aí. Ah, e só pra constar, a referência mais antiga à essa divindade veio da Epopéia de Gilgamesh, encontrada em Uruk, na terceira dinastia de Ur, datada também há 5000 anos atrás. Acho melhor VOCÊ pesquisar mais sobre isso. E em livros acadêmicos de prefrência. Fica a dica. (y)

    • Wikipedia é uma enciclopédia livre onde qualquer um pode por comentários explicando algo. É como aquí neste espaço onde só tem sabichão.
      Quando fizer referência, cite algo mais confiável.

    • Ezio, se vc descer no final da página da Wikipedia existe uma secção chamada Referências, e o link de Moloch tem no mínimo 15 fontes. A Wikipedia é confiável, caso alguma página contenha um erro, este pode ser relatado e terá a correção em pouco tempo.
      Mais info: http://tecnologia.terra.com.br/noticias/0,,OI3277787-EI12884,00-Wikipedia+e+confiavel+diz+especialista.html

    • Diabos com chifres é coisa da Inquisição da Igreja Católica. Antigamente muitos deuses eram representados com chifres ou outras alegorias estranhas para nós.

    • Chifres simbolizavam fertilidade. E os deuses eram deuses e não demônios. Demônios foram inventados pelo cristianismo para vulgarizar deuses alheios.

    • Satanismo e Moloch tem tanto a ver quanto o cristianismo tem com a religião aborígene. ¬¬
      Procurem saber das coisas antes de acreditar nesses documentários cristãos meia-boca por aí.

  8. este artigo só fala BESTEIRA.

    O tarot surgiu por volta do séc XVII, um dos primeiros foi o “tarot de Marseille”, na verdade existem centenas de baralhos diferentes de tarot, consoante o trabalho artístico e simbologia das cartas.
    Muitas gravuras têm simbolismo da qabalah.
    Jamais poderia ser cartas para um simples jogo, pois os símbolos que ali surgem nas cartas são esotéricos.
    (exemplo: o pentagrama, o cálice, o Mago e o numero 8 em seu chapéu : oito simboliza a eternidade), etc.
    A carta do mago simboliza a evolução espiritual, a iniciação, a magia cerimonial etc.

    O Satanismo não surgiu com o Anthon Lavey.
    Apenas ficou mais popular nessa época.!!!

    Pois muiiito muiito antes disso, já na idade Média, se praticava o satanismo (há séculos atrás), tanto que os maníacos da Inquisição queimaram milhares de pessoas (a maioria nem eram bruxos, mas a igreja andava obcecada com essa matança mórbida).
    Muitos padres deixaram-se influenciar pela magia negra e também participavam secretamente em cultos.
    alguns até escreveram grimóriuns de magia negra, como por exemplo o famoso grimórium do Papa Honório.

    O LAvey, fundou a igreja de satan «church of Satan» e apenas fez o satanismo ficar mais popular, apenas isso.

    Actualmente existem muitos cultos, alguns tão disfarçados que as pessoas nem se apercebem que sejam saTânicos

    • Você tem alguma referência histórica?
      Todo satanista que se preze conhece LaVey e sabe que o Satanismo veio dele. Qualquer prática mágica anterior a isso é pagã, demonologista, Stregheria, etc.

  9. Acho que o pessoal está comentando besteira. Sem dúvida que estes misticismos são muito antigos e o texto não nega isso hora nenhuma.

    O autor do texto e a tradutora do Hyper tomaram cuidado pra sempre falar “o ioga COMO CONHECEMOS HOJE”. Claro que existiu a muito tempo, mas depois que virou modinha foram modificando muito, só mantiveram o nome.

    • Vc não leu o título da matéria??
      “7 formas ‘antigas’ de misticismo que na verdade são invenções recentes”.

    • Yoga é modinha new age.
      Conheço pessoas que estudam ou estudaram e praticam o budismo e o hinduísmo e afirmam de pé junto que ioga não funciona.

    • Sim, o texto nega sim… Como disse: onde se lê “ioga como conhecemos hoje”, devia estar escrito: “ioga como eu a conheço hoje”… Essa ioga modinha, não contém em si todas as formas de ioga existentes.. Nivelou por baixo.. e muito baixo mesmo. O texto serve para quem não conhece nada sobre os temas expostos, e que vai associar cada 1 deles a sua forma de expressão mais pop… Deixa todo o resto de lado, como se simplesmente não existisse, e isso não é ciência..

    • Verdade…
      O cracked.com (pelo que vi) é um site mais relacionado a um humor inteligente, não a fatos embasados.

  10. Opa!!!

    1. Buda, que viveu, aproximadamente, em 400 a.C. já fazia meditação (Yoga).
    2. O tarô – com uso místico –, data no mínimo do século XVIII.
    3. O satanismo é medieval, sim – se não for anterior –.
    4. Os ninjas surgiram no Japão Medieval. Eram agentes secretos do shogun. Na sua maioria, mulheres. A arte surgiu primeiro entre os camponeses como forma de defesa (por isso a maioria das armas desses derivam de instrumentos agrícolas).
    5. A informação sobre a sexta-feira 13 também me pareceu estranha. Me parece que a superstição vem da Roma antiga.
    6. O Ragnarok é bem mais antigo do que o exposto no artigo. O cidadão se esqueceu que a escrita surgiu muito depois, desprezou a cultura falada que é milenar. E as semelhanças são maiores com a religião hindu. Algum sincretismo religioso deve ter acontecido, mas vamos devagar.

    Esse é o segundo artigo do site Cracked – postado aqui no Hypescience – com informações suspeitas ou imprecisas. Fiquem atentos nessa assinatura nas matérias. E suspeitem.

    • sobre o 1 meditação e yoga são coisas completamente diferentes…você pode meditar sem fazer yoga mas n pode fazer yoga sem meditar…e sobre o ninjutsu, na verdade ele surgiu na china mas foi adaptado e levado aos japão feudal…e como diz a matérias os ninjas na época n usavam exclusivamente os famosos macacões pretos e sim roupas para se camuflar ao abiente (pq convenhamos usar um macacão preto em pleno dia é ser a coisa menos ninja possível).

    • Meditação não tem NADA a ver com ioga. Ioga é aquele povinho que fica fazendo posição de cachorro na academia. Meditação é meditação, ioga é ioga. Todo satanista sabe que o satanismo com esse nome é de LaVey. Assim como no mínimo metade das linhas mágicas de hoje em dia são herdeiras da Golden Dawn, de Gardner e de Crowley.

  11. Bacana a materia… Pra mim religião em todos os sentidos sempre se segue para o lado financeiro, quem paga o pato sempre somos nos inofencivos e “bobos” fieis. Mais cada um tem sua maneira de pensar né? Essa da sexta feira 13 não seria nessa data 13/07/1307 ? Faria mais sentido não?

  12. Ficou ótima esta materia. Impressionante como hoje ouvimos varias e varias interpretações… e olha que voces citaram somente 7 delas…rs. Ficou bem objetiva e direta. Tudo que temos contato recente relacionado a antigas praticas, vivencias, etc… sofreram (e muito) interpretações ao longo dos tempos. Eu por exemplo, CREIO em uma forma de Energia Criadora que no Cristianismo chama-se de DEUS, mas não acredito na existencia de Jesus Cristo.
    Valeu, muito boa a materia e essa vai pra coleção.

    • Pois é! Também creio numa Energia Superior Criadora e nas Energias de Segundo Plano Manifestadora. Na realidade tudo é energia. Tudo resume-se em Prótons, Eletrons e Neutrons (para alguns seria uma nota de três reais. O Espírito Energia carregado da Inteligência Maior é que nos dá entendimento e encapa nossa Alma que é uma essência da Energia Criadora. Daí por diante a Energia Espírito vem cumprir um papael aquí neste Planeta e para tanto precisa-se materializar-se seja na pessoa do Zé, do João ou do Jesus. No último caso, como há Energias mais evoluída, aliás, super evoluída, podemos chamá-la de Cristo e para tanto ela incorporou em Jesus que poderia ser eu, você. o Zé, o Mané ou qualquer um Joaquim.

    • Ola Ezio, legal sua colocação.
      Sobre a energia que vc citou como “Cristo”, ela não incorporou. Ja pesquisei muito sobre essa palavra (Cristo) e um resumo curto… todos nós a temos de forma latente (poderia citar varias passagens biblicas, varios proverbios e outros, mas nao é este o caso) e ela se manifesta quando mais necessitamos dela… esta manifestação é atribuida o nome de Fé e daí, voce pode saber o que a Fé faz… ou seja, a Fé (que é reconhecida cientificamente por uma emanação de nossa propria energia latente e ainda desconhecida). Pesquise sobre o assunto e verá que ela nao incorpora… ja nascemos com ela.
      Abç.

    • Poderia ser mais extensivo na minha explicação, mas resumi ao máximo. Observo que você entende bem do assunto. Apesar que comentar sobre isto cria paradóxos inveitáveis em virtude desses conhecimentos serem muitos profundos e só quem o busca endente sem poder explicar com simplicidade. É muito complexo.
      Mas quanto ao Cristo, poderíamos classificá-lo como uma forma de energia mais evoluída. Nós, particularmente precisaremos de várias encarnações para purificar nosso Espírito Energia e alcançar tal magnitude. Algumas citações bíblicas que podemos usá-las como argumentos está aquela em que diz que para ganharmos os Reinos dos Céus será necessário nascermos de nôvo. É uma faca de dois gumes que leva à dúbia interpretação. No mundo encarnado seria abandonar certos costumes e adquirir novo caráter. No mundo espiritual, munda da enegria espírito, seria a reencarnação para lapidar as impurezas que impregnaram-nos.

    • Sim, realmente. Mas eu procuro não usar palavras que podem dar direção a alguma religião ou filosofia. Por exemplo… reencarnação, associa-se muito ao espiritismo… logo, um evangelico poderá interpretar mal e não observar ou aproveitar o comentario. Isso também é o oposto. Então, tento usar palavras que sejam neutras mas, nem sempre consigo expressar objetivamente… teria de tecer um enorme comentario.

    • Ultimamente acredito que existe algumas disputas dentro do cast do site para ver qual pseudo-jornalista se torna mais popular nos comentários, pois não é possível que tanta asneiras venham sendo escritas sob um tom de seriedade, e não me refiro apenas a esta matéria acima, mas a várias outras que venho acompanhando.Sendo um pouco mais específico na matéria acima, nos é mostrado toda a ignorância popular para com estes assuntos, a começar pelo título que nos remete a supostamente alguma coisa do assunto, e no entanto a autora simplesmente atira um punhado de assuntos.
      No meu comentário lá em baixo eu poderia fazer um comentário com todos os dados necessários a provar que a matéria é ignorante, porém , este não é meu papel, mas sim da estudante, e se não me engano, ela não fará um trabalho melhor do que nos expôs acima. Contudo, a fama rápida que atinge por causa dos leitores que se digladiam em teses e suposições faz com que o ego dela se infle e ela acredite que tenha feito um bom papel.
      Colombo e Cabral são dois bons exemplos do que nos fazem engolir a séculos, quanto as suas crenças, para muitos vc será taxado de ateu, etc, mas para alguns poucos conhecedores, vc apenas sinalizou a ponta do iceberg…portanto nesta mesma linha, esta matéria não pode ser levada a sério…e tem mais, estou cancelando e abandonando este site de vez, pois á um ano, ele vem nos proporcionando o que tem de pior na mídia eletrônica…..e eu tenho coisas mais importantes a fazer…
      Abraços a todos….

    • Daniel
      Lendo seu comentario, não tiro sua razão e a aopio.
      Geralmente acontece isso mesmo. Em ocasiões anteriores, ja quase chutei o pau da barraca. Hoje uma de minhas fontes deste genero é a Info Ciencia que traz materias mais serias. Aqui, eu entro também pois temos de levar em consideração que tem Jornalistas e colunistas Sérios. Não sei te falar o nome pois nao costumo ver os nomes de quem publica mas sim o conteudo. E além do mais… se for uma disputa e tiver enchendo o ego…rs… deixa quieto.
      Eu particularmente penso assim: Vou me transformando naquilo que expresso… e, se isso é um fato, um colunista que se expressa seriamente, logo, será visto tanto quanto… e o contrario, também vale.
      E também… informação não ocupa espaço… eu gosto mais de ver os comentários do que a noticia em sí pois, os comentarios me traz outras opiniões e pontos de vistas que, muitas vezes, a noticia chega a ser infime perto do que os comentarios enrriquece (claro, considerando aqueles que agregam…rs.).
      Abraço.

    • Satanismo, como ele é conhecido, foi iniciado nos anos 60….anterior a isso, todas as seitas não cristãs, eram consideradas satanicas…(claro, sob a ótica da igreja católica)

    • Malcher, a materia diz que o Satanismo que conhecemos hoje, foi associado a “Praticas Antigas de Religiões Ocultas”. Logo, descobertas arqueologicas (que tem sim amparo cientifico) são “somente associadas” ao que conhecemos como Satanismo para melhor entendimento, mas isso nao quer dizer que aqueles restos sejam de rituais Satanicos. Como não é possivel saber todos os tipos de “religião” ou “rituais” que existiram desde os primordios da humanidade, há uma associação ao que já é conhecido. Da mesma forma que hoje, algumas pessoas recorrem a determinadas praticas como uma forma de protesto à sociedade ou à forma de educação… na antiguidade, criavam-se Rituais ou Religioes em protesto as que existiam.
      Se Lutero não houvesse “protestado” contra a forma que “pregavam” o Cristianismo, não existiriam os “Protestantes” de hoje que por muito tempo chegaram a ser chamados de “Crentes”. O Satanisno como dito em outro comentario, foi uma forma de protestar “opostamente” ao Cristianismo.

    • E o que isso tem a ver com Satanismo?
      A Igreja tem rituais (preciso falar da liturgia, dos ritos, dos cultos, da hierarquia, da simbologia cristianista?) e nem por isso é satanista.

  13. Quanta asneira!!… Quem escreveu isso não deve ter mais de dois dedos de testa, deveria ter vergonha de expor um texto desses sem embasamento algum, e pior ainda é publicá-lo num site que pensei ser sério…

    Tem um ditado que diz o seguinte:

    “A inteligência é uma constante. E a população cresce…”

    • Águia.
      Toda leitura representa o ponto de vista de alguem… cada um interpreta de uma forma e, é graças a estes pontos de vistas diverentes que podemos enrriquecer nosso conhecimento e como voce mesmo cita, tornar a inteligencia uma constante.
      Vendo isso pelo seu prisma de colocação, não levar em consideração a matéria é negar o aumento de informação e, consequentemente, de inteligencia.

      Ah!!! Ia esquecendo. Teu ditado é totalmente contraditorio visto que a população cresce por falta de informação em contra-partida, a inteligencia é uma constancia desde que voce dê oportunidade a ela de a ser…rs.

    • Errado, isso aqui deveria ser relacionado a ciência, e ciência não deve ter pitaco ou ponto de vista de ninguém.

    • Marcelo, concordo que deveria ser somente relacionado a ciência… mas cada um interpreta uma frase ou noticia de forma diferente. vendo por este lado, os comentários e pontos de vistas valem a pena ser colocados. Veja pelo lado de que, voce pode opinar numa materia… diferente da televisão que ouvimos e, se quisermos expor o que pensamos, temos de ficar colocando isso na roda de amigos.
      Todo comentário, opinião e ponto de vista é valido.
      Abç.

    • Uma materia, mesmo que vinda do autor ou criador do fato não é o ponto de vista dele?

  14. Creio que há alguns equívocos nos textos. Mas quanto ao Tarô parece-me que inicialmente era mesmo um jogo que acabou derivando para práticas divinatórias. O mesmo deve ter acontecido com o baralho comum, que é usado na cartomancia. De qualquer forma, é, como não podeira deixar de ser, apenas uma crendice, como a astrologia, a numerologia e práticas similares.

  15. Aqui nos comentários ninguém consegue admitir a veracidade dos fatos. É o mesmo que descobrir que uma religião, que a pessoa praticou toda vida, é uma farsa. As pessoas não aceitam assim de uma hora pra outra rsrs.

    • vc qm aceita qq verdade q a internet joga em cima dos seus peitos sem confirmação de nada, nem fontes…

      aproveite e nos diga qual é essa religião q é uma farsa.

    • Poderíamos aceitar as veracidades dos fatos, se estes fossem produzidos de uma forma decente, e não como uma pseudo matéria sensacionalista, para começar a autora misturou um monte de correntes de fora do misticismo ao mesmo. Para uma pessoa leiga no assunto, ler uma matéria dessas é como uma revelação, para alguém que conhece o assunto não passa de idiotice do autor.
      Se você se der o trabalho de pesquisar ou ler em livros notará que o que nos é proposto acima, não passa de falta de conhecimento e empenho em fazer uma matéria melhor…
      Você ainda deve acreditar que Colombo veio parar nas américas por que um vento desviou ele da rota….assim como Cabral….etc..

    • Daniel.
      As vezes, para alguem que conhece o assunto, é dificil aceitar fatos e pontos de vistas alheios. Realmente sua ultima frase faz sentido quanto a Colombo e Cabral para muitas pessoas, e serve também para as que se julgam conhecedoras.

    • Farsa ou verdade, depende muito do ponto de vista de quem avalia…

    • Farsa é Farsa. Verdade é verdade.

      Ponto de vista se relaciona a opiniões.

  16. essa parte dos ninjas chutou o balde.
    por mais que hollywood seja uma piada, como praticante de wushu, arte marcial chinesa, sei que boa parte das artes ninja tem origem na china e não no japão, além de que os ninjas eram um tipo de assassino de aluguel, mercenários como se prefira, que agiam ocultamente tanto para assassinar como para espionagem.
    claro que foram associados aos japoneses devido ao uso da Kataná, que era uma arma muito resistente, digo isso porque tenho uma em casa.

    • wushu se fala na China (mandarim), aqui no Brasil é Kung fu (portugues).

      a origem das origens das artes marciais é indiana..

      essa historia de ninja nada mais é do que um assassino contratado. a arte marcial que ele usa pode ser qualquer uma. depende de qual ele estudou em vida.

      ninjitso como arte marcial é só mais uma pra por faixa na cintura.

      e o yoga é mais de meditação do que elastica, se que se exercitar faça elastica, yoga é treinamento mental.

    • Mas é um bom esporte, praticado com responsabilidade, faz bem pro corpo e pra mente.

    • Acabei de perguntar pra minha noiva (chinesa, e não só de sangue – viveu lá até os 25 anos) e ela nunca ouviu falar em “wushu”. Eles conhecem como gongfu, sendo que a pronúncia é gonfu (o segundo “g” é mudo).

    • Ela era de uma região cantonesa ou dos mandarins? Esses idiomas diferem muito.

  17. Stephanie, matéria muito interessante.
    Só uma observação. Atenção com as traduções.
    Sei que vivemos em tempos em que é fashion ser homoafetivo mas “uma boneca da Optimus Prime” – item 4.
    Optimus Prime é o líder dos Transformers. Não merece esse tratamento.

    Poderíamos acrescentar à lista também a Teologia da Prosperidade que supostamente remonta a Cristo mas na verdade foi criada bem recentemente.

    • Optimus prime não é lider dos transformers, ele é lider dos Autobots. Decepticons também são transformers. 😉

  18. Qual será o problema do diretor desse site merreca com as tradições dos antigos?? Parece que querem apagar a memória ancestral das pessoas!

    7-) Yoga
    A Ioga é milenar, recente é o sentido que os ocidentais deram à ela. A Ioga não serve para ocidentais, e é praticada de diversas formas diferentes por indianos desde o nascimento. Os exercícios e a respiração são apenas uma pequena parte de alguns estilos de Ioga, muitos nem os tem.

    6-) Tarô
    Essa arte também é milenar, e o jogo original de cartas são relacionadas aos 22 Arcanos Maiores, estudados profundamente no Egito Hermético. Eles só podem estar falando dos estilos de Tarô mais novos nessa lista.

    5-) Satanismo
    Não tenho opinião.

    4-) Tábua de Ouija
    Não sei quem inventou, mas funciona! Mas ninguém deveria usar essas coisas…

    3-) Ninjutsu
    As técnicas que eles ensinam no ninjutsu atual foram desenvolvidas pelo exército japonês como técnicas de quebramento rápido – mto rápido na verdade – durante a Segunda Guerra. Os ninjas da antiguidade eram seguranças e mercenários que não podiam ser categorizados como samurais, e geralmente não deviam honrar nenhum shogun. Eles realmente usavam máscaras, e eram usados principalmente em assaltos rápidos que necessitavam de alta ocultabilidade. O ninja original era um homem, e ele foi um dos maiores assassinos profissionais da Ásia.

    2-) Sexta-feira 13
    Não tem nada a ver com Dan Brown ou com o que esse site tá dizendo. O Immanuel Velikovsky explicou bem o que ocorreu na antiguidade nessa data no livro “Mundos em Colisão”, mas infelizmente eu não me lembro de cabeça e meu livro tá emprestado…

    1-) A religião Viking
    As Runas são textos sagrados vikings muito anteriores ao século 13 aC, e dizer que uma civilização da antiguidade prosperou por tantos séculos sem uma religião oficial só pode ser brincadeira. E o Ragnarok tem muito mais a ver com o Gênesis do que com o Apocalipse. Gostaria de saber quem são esses estudiosos que dizem o contrário! Ou então esse site tendencioso está só mentindo prá nós novamente!

    • Concordo plenamente consigo, GLAUCO, no tocante às informnações postadas e às postagens tendenciosas que pululam neste site.

    • Totalmente de acordo com vocês. Fiquei um tanto pasma diante das informações. Tendenciosa, superficial e descuidada essa matéria. Acho de bom grado uma boa revisão antes de repassarem essas matérias, já que nem todos terão senso crítico ou conhecimento pra questionar.

    • Esse site deve estar virando site de piadas.
      O Ragnarök é como o fim do mundo viking sim
      Mas ele acontece quando Fenrirsulfr mata Odin, o deus supremo nordico
      Nada haver com Apocalipse biblico

    • O ragnarok é mais antigo, o final dele é o início da bíblia, com aqueles dois “pelados” no Éden. Pena que adoramos o cristianismo e fechamos os olhos pro “resto” das religiões e culturas.

    • Concordo que parece muito tempo… tempo até de mais para uma realidade de… sei lá… 70…80…90 anos que temos de vida.
      Contudo, o calendário que usamos hoje é o gregoriano… que foi desenvolvido a pedido de um papa… fazem uns 420 anos. Ou seja… a própria cronologia divulgada pelo cristianismo é duvidosa. 2 mil anos? Será mesmo? Incrível que nada da época tenha sobrevivido para um carbono-14. É uma história muito bem contada, apenas isso.

  19. É realmente engraçado como a mente humana recebe uma sugestão e passa a acreditar numa verdade inventada. Parece mais fácil acreditar em uma mentira quando nos dizem “é um ritual antigo” do que em alguma descoberta comprovada atual, estranha necessidade de estar ligado ao passado, praticando esses “ritos”. O medo do futuro é tão grande que preferimos rechaçar o futuro por não saber o que nos trará que tornamos verdade esses mitos.

    • A mentira “reconfortante” parece mais agradável e aceitável que conhecer a verdade, por isso acreditamos no dragão invisível na garagem… Já dizia Carl Sagan.

    • Carl Sagan não era astrônomo e sim Astrofísico e fez mais pela divulgação da ciência do que muitos que vieram antes e depois dele.

  20. Verdade, uma coisa que seria interessante, é nos post aqui do site, sempre constar ao menos uma fonte de averiguação. Se não no final não passa de palavras soltas sem comprovação.
    E muitos, como eu, leva o site a sério, mas corremos risco de ao divulgar, passarmos por situação constrangedoras.

  21. Qnt ao ninjitsu creio q o texto esteja incorreto ao afirmar que essa prática não existe antes do séc. 20…
    Há registro dessa prática desde o séc. 14. Porém, é incerto determinar com exatidão a origem deles… mas, os indícios remotam de datas muito antes do séc. 20 como afirmado no artigo…

  22. So me ficou uma duvida, o tarot possui 22 arcanos maiores que não me parece se encaixar em nenhum “jogo de baralho como outro qualquer”, os arcanos menores, ligados aos naipes pode ate ser, mas cartas como a torre, a estrela e o tolo não me parecem cair em algum jogo divertido.

    • É verdade. O que parece mais é que foram duas peças distintas colocadas juntas. Tanto é que nas interpretações das cartas os Arcanos Maiores (as 22 cartas) têm um significado bem mais filosófico e de cunho psicológico/universal do que os Menores, que podem ser interpretados para ver o futuro simplesmente. Os Maiores servem bastante para avaliação de atitudes e interações psicossociais. Uma prova disso é que os ditos ‘baralhos ciganos’ são baseados nos Arcanos Menores, também como o Grand Eteilla etc.

    • Acredito que falta muita coisa nos textos. Não sou religioso,mas no caso dos Vikings,por exemplo…esta antiquíssima civilização só deixou isso? Duvido!

  23. Sobre o yoga, alguns complementos:

    1) Um dos primeiros textos a associar técnicas físicas (posturas e respiração) ao yoga propriamente dito (o caminho espiritual) foi a escritura conhecida como Hatha Yoga Pradipika, que provavelmente foi escrito no séc. XIV, muito antes dos britânicos e da ginástica militar indiana.

    2) É claro que esta escritura não criou o que hoje chamamos de Hatha Yoga (popular e erroneamente conhecido como «yoga do corpo»). Este texto apenas compilou conhecimentos que já existiam e que na realidade foram fundados por um monge chamado Gorakhshanath, de uma tradição de ascendência tântrica chamada Natha Sampradaya.

    3) O que se pratica hoje, embora privilegie técnicas corporais que lembram algumas técnicas antigas, nem de longe tem relação com a tradição do Hatha Yoga, que remonta à Índia medieval e que, embora rara hoje em dia, felizmente permanece viva, inclusive no Brasil.

    4) Iyengar foi um dos professores que se aproveitaram do interesse crescente dos ocidentais pela cultura oriental. Mas quem realmente iniciou esta expansão do yoga como ginástica foi seu professor, Krishnamacharya. Além de Iyengar, um outro aluno de Krishnamacharya também se deu bem fazendo isso: Pattabhi Jois, que criou uma linha própria de ginástica inspirada no Hatha Yoga, o Ashtanga Vinyasa Yoga (conhecido popularmente como Ashtanga Yoga). Realmente, as linhas desses três professores pouco têm a ver com o yoga (o caminho espiritual) ou com o Hatha Yoga (o yoga em que se usam técnicas corporais).

Deixe uma resposta