Mulheres com dificuldade de engravidar correm mais riscos

Publicado em 20.05.2010

Uma má notícia para as mulheres que tentam engravidar, mas encontram dificuldades para conceber: a probabilidade de haver complicações durante os nove meses é maior para esse grupo. Por isso, o cuidado deve ser mantido mesmo após a tão sonhada concepção. O estudo foi publicado na revista australiana Fertilidade e Esterilidade.

Estudos anteriores haviam mostrado que as mulheres que conceberam através de fertilização in vitro e outros tratamentos de fertilidade apresentaram um maior risco de complicações durante a gravidez. A novidade dessa pesquisa foi a conclusão de que os problemas na gravidez não estão relacionados aos métodos usados para conceber a criança.

Os pesquisadores analisaram as gestações de 2.171 mulheres que procuraram tratamentos de fertilidade entre 1991 e 2001 e conseguiram conceber e dar à luz sem o uso de tecnologias de reprodução assistida. Suas gestações foram comparadas a um grupo aleatoriamente selecionado de 4.363 mulheres que deram à luz a partir da população em geral.

Descobriu-se que cerca de 8% dessas mulheres tiveram a pressão arterial alta em comparação com cerca de 5% da população em geral. Cerca de 35% das mulheres com dificuldades de engravidar tiveram que se submeter a cesarianas, contra um taxa de 23% do resto das mulheres analisadas.

Embora rara, a mortalidade infantil também foi mais comum: 1,3% contra 0,7%. Os autores ainda concluíram que “a dificuldade em conceber está de alguma forma fortemente associado a nascimentos prematuros”. [Reuters]

Autor: Rafael Alves

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

1 comentário

Envie um comentário

Leia o post anterior:
velhinha
Será que envelhecer é uma doença?

Para alguns cientist...

Fechar