Mundos virtuais ajudam pessoas a desenvolver habilidades na vida real

Publicado em 12.12.2011

Uma nova pesquisa sugere que longe de alienar os jovens da vira real, os mundos virtuais põem à disposição ambientes únicos que podem ajudar no aprendizado e absorção de novas situações.

Acadêmicos do projeto Inter-Life, fundado pelo Conselho de Pesquisa Social e Econômica (ESRC), desenvolveram mundos 3D que funcionam como comunidades informais, permitindo a jovens interagir e dividir atividades usando avatares.

Os avatares personagens tridimensionais, controlados pelos participantes. Os mundos virtuais oferecem a possibilidade de ambientações interativas e realísticas, que podem ir além da normalidade; assim, permitem que pessoas novas desenvolvam habilidades usadas no mundo real, como as cognitivas e organizacionais.

O projeto envolveu jovens em atividades criativas como gravações de filmes e fotografia. Os estudantes deveriam aprender a lidar com diferentes cenários do mundo (composto de ilhas privadas), além de participar da comunidade online por vários meses. No desenrolar da ideia, os pesquisadores encorajaram novas formas de comunicação, incluindo as usadas online.

O líder do projeto, professor Victor Lally, afirma: “Nós demonstramos que você pode planejar atividades com crianças e os fazer trabalhar com comprometimento, energia e envolvimento em mundos 3D, por um período de tempo significante”.

Segundo o pesquisador, é um meio muito atraente, e pode ter um impacto grande na extensão da educação e treinamento além das condições geográficas. “Mundos 3D parecem fazer isso de uma forma mais poderosa do que as outras ferramentas sociais disponíveis na internet. Quando propriamente configurado, esse espaço virtual pode oferecer locais seguros para experimentar novas oportunidades impossíveis a 15 anos atrás”, adiciona.

A pesquisa representa uma oportunidade de acessar o impacto emocional e social dos mundos virtuais 3D. Até agora, poucos estudo nessa área puderam ajudar jovens na aprendizagem.

O Inter-File é parte de um programa que mira estreitar o espaço entre a aprendizagem dos jovens e a dominância das tecnologias na vida cotidiana.

“As aplicações são gigantes”, comenta Lally. “Você agora pode criar múltiplas simulações ou localizações de campo, usando a tecnologia 3D para ‘teletransportar’ os participantes a experimentos e atividades. E os estudantes podem dividir o conhecimento através de gravações, gráficos, e tecnologias de voto para julgar atitudes e opiniões dos outros. Esse tipo de tecnologia 3D tem muitas aplicações em qualquer lugar que jovens e adultos queiram trabalhar”, comenta. “Poderia ser usado para simular ambientes de treinamento, contextos de mercado e entrevistas – além de outras possibilidades. Os mundos virtuais têm potencial na educação, e também em outras aplicações sociais e acadêmicas”.[ScienceDaily]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

11 Comentários

  1. As pessoas que comentaram anteriormente não fazem ideia o que é o Second Life , em 1º lugar o SL nem um jogo é , mas sim uma plataforma de comunicação e multimédia em formato 3D.Fracasso? Quem define o SL como um local de conversa e passeio esta muito longe do que se pode fazer dentro do Second life.Desde empresas te vários ramos , médicos com clinicas varias, lojas inworld e outras interligadas com a realidade, escolas, universidades , politicos , programadores,marketing construtores de conteudos 3D , designer etc , tudo existe dentro do Second Life.Tudo que existe dentro da plataforma foi criado pelos utilizadores e não como acontece em games online.

    Thumb up 4
    • mesmo assim … vc ter algo no mundo virtual não quer dizer nada
      é inutiu … vc continua não tendo nada
      porque não tenta a mesma coisa na vida real ?

      é mais legal matar demonios jogando darksiders

      Thumb up 0
    • Nunca soube usar o SL…mas acredito que seja bem interessante em termos de aprendizado!

      Thumb up 1
  2. Eu sei que nao é interativo, mas GTA IV é uma ótima porta para desenvolver habilidades… Eu mesmo, aprendi a dirigir com Need 4 Speed.

    Thumb up 1
    • Aprender dirigir com NFS4 deve ser como tirar habilitação por telefone ¬¬

      Thumb up 7
    • Como se fosse a coisa mais real do mundo fazer uma curva fechada a 150Km/h fazendo drift.

      Sei.

      Thumb up 0
    • nunca fez isso? é meio chato na verdade. deve ter um plano de fundo bacana, senão fica chato. Exemplo de fracasso: Second Life. Ficar vagando e conversando blehh.
      Já os espaços virtuais do Playstation 3 (esqueci o nome) ou do Xbox tem uma finalidade: fazer network em torno do tema games. Pessoas podem formar grupos de jogos e amizade.
      O novo MMORPG que cria o mundo da DC tbém parece ser legal. Mas ainda não testei

      Thumb up 4

Envie um comentário

Shares
Share This

Compartilhe

Seus amigos vão adorar!