Não, pílula anticoncepcional não engorda

Publicado em 9.06.2011

É muito comum as mulheres afirmarem que pílula anticoncepcional engorda. O que, a partir de agora, é cientificamente mentira.

No início desse ano, um estudo constatou que a pílula não deixa ninguém mais gordo (primatas, pelo menos). Agora, mais um estudo recente constatou que a pílula não leva ao ganho de peso, apesar do que muitas mulheres falam por aí.

Ingela Lindh, estudante universitária sueca, demonstrou em sua tese que é um mito o boato de que a pílula torna as mulheres mais cheias. Ela analisou 1.749 mulheres com idades entre 19 e 44 anos, as quais responderam questões sobre a saúde a cada cinco anos.

Conclusão: ninguém que tomava a pílula engordou mais do quem não tomava. Segundo o estudo, a pílula, que contém estrogênio e progesterona, é o anticoncepcional preferido entre as mulheres com idade inferior a 29 anos. Depois disso, os preservativos são mais populares, em seguida do DIU.

Ingela explica que as mulheres decidem parar de usar pílulas anticoncepcionais por diversas razões, incluindo o medo de efeitos colaterais, como ganho de peso e alterações de humor.

As participantes de fato ganharam cerca de 10 quilos durante o estudo, mas os únicos fatores que afetaram esse ganho de peso foram o envelhecimento e o tabagismo. Os cientistas disseram que as mulheres podem estar culpando a pílula pelo ganho de peso natural que ocorre com a idade.

Isso pode ser verdade, mas muitas mulheres continuam convencidas de que a pílula causa algum tipo de variação do peso. Os médicos ainda têm que estudar as afirmações sobre mudanças de humor também, que para muitas mulheres é suficiente para tornar o uso da pílula insuportável.

Ingela acredita que suas descobertas devem encorajar mais mulheres a tomarem a pílula. “É importante deixar que elas saibam que a pílula não afeta o peso, pois há um temor real de que elas engordem, especialmente entre mulheres jovens, e isso pode ser uma das razões pelas quais eles não queiram usar esse método anticoncepcional”, diz.[Jezebel]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

17 Comentários

  1. axo um absurdo esse tipo de comentario que mulheres engordam porque comem muito ou por causa da idade e colocam a culpa no anticoncepcional, conheço muitas meninas novas que engordaram horrores quando começaram a tomá-lo, eu por exemplo qdo engravidem ganhei 10 quilos aos quais perdi facilmente após o parto, bastou voltar a tomar a pílula para inchar e engordar até mesmo mais do que pesava antes da gravidez.

    Thumb up 5
  2. Com certeza há algo errado nesta pesquisa.Acho que todo mundo sabe que na prática não é bem assim.Ela entra em contradição com a realidade.Eu conheço mulheres que tinham uma alimentação saudavel e que faziam atividade fisica regularmente e que após o uso da pílula engordaram significativamente.Na verdade não conheço nenhuma mulher que não tenham ganhado peso após o seu uso.Acho que alguma influencia a pilúla tem,seja direta ou indireta.Mas há também outros fatores.As vezes pode ser que certa mulher faz uso de uma pílula inadequada.Ouvi dizer q o ideal é fazer um exame para medir as taxas d hormônio e então fazer uso de uma pílula q seja “compatível” para q não haja alterações hormonais resuntando no aumento do peso.

    Thumb up 2
  3. Sinceramente, acho que é só pensar pelo lado biológico. A pílula contém hormônios, e está comprovado que os mesmos favorecem a retenção de líquido em algumas mulheres(vide a fase pré menstrual nas mulheres, onde as mesmas chegam a aumentar até 2 kg na balança devido a esta retenção de líquido causada pela guerra de hormônios que enfrenta-se nesta fase). Logo, pessoas que fazem uso de pílulas, incham, retém líquidos e ficam mais pesadas SIM. Agora, quanto a engordar propriamente, daí não sei. Talvez este ganho de peso possa ser explicado também pela depressão e ansiedade que certas pílulas causam em algumas mulheres (hormônios, ah, os hormônios!), levando-as a comer mais? Vai saber? Anyway, afirmo que a pílula engorda certas mulheres sim.

    Saudações,

    Ariadne

    Thumb up 3
  4. OLá,

    Sinceramente, acho que é só pensar pelo lado biológico. A pílula contém hormônios, e está comprovado que os mesmos favorecem a retenção de líquido em algumas mulheres(vide a fase pré menstrual nas mulheres, onde as mesmas chegam a aumentar até 2 kg na balança devido a esta retenção de líquido causada pela guerra de homrônios que enfrenta-se nesta fase). Logo, pessoas que fazem uso de pílulas, icham, retém líquidos e ficam mais pesadas SIM. Agora, quanto a engordar propriamente, daí não sei. Talvez este ganho de peso possa ser exoplicado também pela depressão e ansiedade que certas pílulas causam em algumas mulheres (hormônio,s, ah, os hormônios!), levando-as a comer mais? Vai saber. Anyway, afirmo que a pílula engorda certas mulheres sim.

    Saudações,

    Ariadne

    Thumb up 1
  5. Sempre achei que as pilulas AC engordavam por fatores psicológicos e não por fatores químicos. Existem alguns porquês para a afirmação das mulheres que a pilulas engordam.
    1° Preguiça; como tomar a pilula demanda alguns esforços físicos (ir até o armário, pegar/tirar/erguer/engolir a pilula) e esforços mentais (lembrar que tem que tomar), justificar um efeito colateral saciaria tal preguiça; *Muitas mulheres se queixam que esqueceram, ou estavam com preguiça, então meninas de tpm, não venham achar que estou chamando todas as mulheres de preguiçosas.
    2° Ganho natural de peso associado com o uso de alguma coisa do pós-puberdade. “Linha de pensamento Supersticioso”
    3° Acomodação, as mulheres que engordam, 80% são por desleixe, e o pior, elas não aceitam que engordam por desleixe, então procuram desculpas aleatórias do porque de engordar… Problemas na tiroide, privação de vícios, uso de remédio, entre um monte de coisa acabam virando desculpas para o desleixo da maioria… Engordou, é porque come mais do que o que deveria, aceitar a realidade é o primeiro passo para mudar.

    Na verdade engordar é sintoma de uma compulsão do self, conflitos do ego, repare que as pessoas mais nervosas e desequilibradas emocionalmente são ou gordas ou as magras (estou falando de distúrbio de peso, não 5 quilos pra + ou pra -), digo que se deve a um problema do ego, porque em sua maioria, quem tem problemas com o peso tem tendencia a comportamento infantil, se ofendem com facilidade, entram na defensiva e atacam facilmente a outros, não aceitam a realidade e fantasiam os desenganos do cotidiano.

    Thumb up 12
  6. valor nutricional no cigarro?
    cara…
    não só são os alimentos que engordam…
    ou a ausência deles que emagrecem…
    o cigarro é uma “sopa” de substâncias químicas onde muita dessas substÂncias ou até mesmo a maioria é sintetizada em laboratório, a química presente no cigarro não é reconhecida no nosso organismo…ou seja é toxica…
    cada organismo vai responder de uma forma a essas toxinas…

    vou dar um exemplo de uma substância química que todo mundo conhece, que não possui valor nutricional, mas dá sensação de enchaço, de excesso de peso: o corticóide!
    e outra…
    o cigarro não emagrece, oq ocorre é que as pessoas que tentam parar de fumar e ficam em abstinência tentam substituir o vício involuntariamente por comida…
    quando bate aquela vontade de fumar, a pessoa troca o fumo por alimento afim de saciar sua ânsia.
    Há casos em que o viciado em nicotina não se alimenta corretamente o que provoca a queda no peso, se a pessoa não se alimenta corretamente, não existe cigarro que deixe a pessoa gorda!

    Thumb up 1
    • Da próxima vez vou deixar uma observação nos meus comentários: “isso é sarcasmo”.

      E outra, o texto Não citou “deixar de fumar”, diz claramente que o tabagismo é causa da ganha de peso.

      O que eu disse foi justamente(…) melhor, leia novamente meu primeiro comentário!

      PS: você só reafirmou, meio repetindo tudo já dito. Aprenda a ler e compreender.

      Thumb up 3
  7. Apesar de dificilmente engordar, quando comecei a tomar anticoncepcional engordei 5 kilos numa semana, depois meu peso estabilizou, mas foi bem obvio pra min que nao era so boato…
    pss,eu nao sou neurotica com meu peso, e tbm n acho que as mulheres deviam deixar de tomar so por uns quilinhos mais…
    mas tem alguma coisa errada com essa pesquisa, heim?!

    Thumb up 3
  8. Laura:
    O texto acima descreveu que o anticoncepcional não engorda, o caso da sua mãe é totalmente diferente, pois, devido as taxas de hormônios, ocorreu uma tireóide que causou o ganho de gordura/massa.
    Douglas:
    Tabagismo causa e sim, ganho de peso, como também, emagrecimento. Isso vem de cada pessoa e seu hábito alimentar, uns deixam de fumar para comer quando resolver parar de fumar, outros, por outro lado, assim quando bebem uma cerveja, gostam de “beliscar” alguma coisa. o tabagismo não age diretamente no ganho de peso, mas influência e muito dependendo do hábito de cada um.

    Thumb up 0
    • Ou seja: *tabagismo* não engorda.
      Do contrário, na embalagem do cigarro, viria informando os valores nutricionais do mesmo.

      Reflita: “Armas não matam pessoas. Pessoas matam pessoas.”

      Thumb up 2
  9. VOCES QUE ME DESCULPEM MAS ISSO É PURA MENTIRA POIS AS PILULAS PODEM ATÉ Ñ AFETAR DIRETAMENTE MAS MINHA MÃES TEVE UM PROBLEMA NAS GLANDULAS TIREOIDES POR CONTA DO ANTI CONSEPCIONAL, PROBLEMA QUE FICOU COMPROVADO POR EXAMES FEITO NO H. DAS CLINICAS E ESSE DISTURBIO FEZ COM ELA GANHASSE PESO.

    Thumb up 3
    • Sendo assim Laura, você mesma se contradisse: se você reconhece que as pílulas “podem até não afetar diretamente”, então você não pode afirmar que “isso é mentira”.

      Se sua mãe teve um problema na tireóide, foi isso que fez com que ela tivesse qualquer tipo de oscilação em seu peso, e não a pílula. Você está trocando o efeito pela causa. Não é porque alguém passa por algo que surge indiretamente de uma prática, que tal consequência deve ser considerada como parte dos efeitos dela.

      Por exemplo, eu posso dizer que comer muito dá “depressão”. Para isso, eu justifico que quem come muito engorda, e pessoas muito acima do peso podem ter depressão. Posso achar mais de um exemplo de alguém que passou por uma situação assim, mas isso não significa que “comer causa depressão”, ainda que nessa pessoa específica, seu hábito tenha sido uma causa indireta.

      Mas como toda pesquisa, essa também deve ser tomada com cuidado. Não é incomum que pesquisadores mudem de ideia com o tempo, e uma nova pesquisa mostre que esses dados estavam errados. É preciso tomar tudo como um grão de sal.

      Thumb up 5
  10. “(…)os únicos fatores que afetaram esse ganho de peso foram o envelhecimento e o TABAGISMO.”

    Até onde tenho conhecimento, fumar não engorda. Aliás, há casos de quem ganha peso parando de fumar. Mas isso são outros ‘fatores…

    Thumb up 7
    • Afetar o ganho de peso, não quer dizer que engorda, e sim que pode mudar o modo ou a velocidade de engorda.

      Thumb up 1
  11. Questões assim, quando são “legitimadas” pelo senso comum, são difíceis de abandonar. Até porque, é muito cômodo colocar a culpa em um agente externo ao invés dos hábitos específicos da própria pessoa.

    Como diz uma frase famosa: “correlação não significa causalidade”. Não é porque duas coisas acontecem “ao mesmo tempo” ou “sucessivamente” que isso implica que ambas estão diretamente relacionadas – isso é uma falácia clássica.

    Existe o famoso exemplo da água: “100% das pessoas que passaram por ‘X’, também beberam água”. (Onde “X” pode ser qualquer coisa, como “ficaram doentes”, “morreram”, “participaram de atos violentos”, etc.) Logo, beber água causa “X”. Nesse caso, é óbvio que a relação é falsa, porque todo mundo aceita que beber água não pode causar qualquer outro efeito.

    Mas no caso de uma pílula por exemplo, não. As pessoas “aceitam” que aquilo acontece, e na verdade, passam a procurar exemplos que comprovem o que elas no fundo *já aceitam como sendo a verdade*. É o famoso desvio para a confirmação (confirmation bias).

    Não estou dizendo com isso que tenho plena convicção de que essa pesquisa é prova final sobre o assunto, mas sim que normalmente é muito mais fácil manter o que já achamos verdadeiro do que aceitar uma nova informação.

    Thumb up 3

Envie um comentário

Leia o post anterior:
Floresta-tropical
Esperança: florestas estão sendo melhor cuidadas

Um estudo realizado ...

Fechar