Nova espécie descoberta: o caranguejo-aranha escalador de árvores

Cientistas descobriram uma nova espécie de caranguejo que vive nos Gates Ocidentais, uma região indiana rica em biodiversidade.

O animal – também de um gênero novo – habita buracos das árvores, bem acima do solo. Cabendo na palma da mão, tem um corpo azulado, quase negro, e se alimenta de vermes e sementes.

Os pesquisadores o nomearam Kani maranjandu, sendo Kani a comunidade tribal que primeiro o notou, e “maranjandu” o termo coloquial local para caranguejo.

Diferentes

A. Biju Kumar, um professor de biologia aquática na Universidade de Kerala, liderou um projeto nos Gates Ocidentais para examinar caranguejos de água doce. Depois de ficar sabendo da existência do estranho animal que escalava árvores pelo povo Kani em 2014, ele e sua equipe passaram meses tentando capturar um espécime.

Finalmente, conseguiram. Os cientistas descreveram o Kani maranjandu como tendo uma casca externa distinta, ou carapaça, grande, inchada e convexa. Suas pernas são extremamente longas, com pontas afiadas e curvas que os ajudam a agarrar-se às árvores com segurança.

Os caranguejos vivem em buracos cheios de água. Os membros da tribo Kani detectaram sua presença quando viram bolhas de ar saindo dessas cavidades. Fora dos buracos, eles movem-se rapidamente sobre os troncos das árvores, usando suas patas dianteiras espessas e com pinças para se propelirem.

Os animais são tímidos, recuando profundamente dentro das cavidades quando alguém se aproxima. Os mais jovens se abrigam no dossel das árvores, a quase dez metros de altura. Isso é incomum para caranguejos, que normalmente não sobem mais de alguns metros.

Evolução

De acordo com Tohru Naruse, especialista em biodiversidade do caranguejo na Universidade de Ryukyus, do Japão, que não esteva envolvido na descoberta, este estilo de vida indica que os caranguejos não podem se dispersar extensamente, então sua escala tende a ser limitada a uma área muito pequena.

Tal restrição geográfica poderia significar que qualquer impacto no seu habitat colocaria a espécie em risco.

Kumar também enfatizou a importância do habitat do caranguejo, ou seja, as grandes árvores e o ecossistema florestal dos Gates Ocidentais. A existência dos bichinhos depende da água da chuva coletada nas cavidades de árvores, e os caranguejos costumam mudar de árvore se as cavidades secam. A carapaça larga e inchada é uma adaptação que os ajuda a manter água em suas câmaras branquiais.

Para Peter K.L. Ng, biólogo da Universidade Nacional de Cingapura que ajudou a classificar o Kani maranjandu, a característica mais interessante da espécie é como ela ilustra a evolução do caranguejo. “Esses caranguejos, independentemente de onde foram encontrados e como estão relacionados (ou não) uns aos outros, evoluíram para usar habitats especializados para melhorar a sua sobrevivência – neste caso, árvores”. [NatGeo]

Por: Natasha RomanzotiEm: 11.04.2017 | Em Animais, Principal  | Tags: , ,  
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (12 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta