Novo concreto consegue se auto-regenerar

Publicado em 3.05.2009

concreto regenerativo

Um professor da Universidade de Michigan, nos EUA, criou uma espécie de concreto que tem a capacidade de se regenerar. Victor Li, professor de engenharia civil, compara sua invenção com a própria pele “se arranhamos nossa pele, ela irá se curar. O mesmo ocorre com esse concreto. Sem band-aid nem outros remédios” explica.

Uma ponte ou uma estrada feita com esse concreto poderia reparar buracos, arranhões e outros danos causados naturalmente pelo seu uso.

Li declara que esse tipo de material seria perfeito para construções em áreas onde terremotos são comuns. Ele compara o concreto normal após o impacto com seu novo concreto: “aposto que você iria preferir que sua casa fosse feita com o novo concreto” brinca.

Mesmo após um pedaço de concreto especial ter passado por vários testes de resistência, ele mantém suas propriedades – não chega a voltar ao normal, ainda apresenta pequenas ranhuras, como se fossem arranhões, mas não perde suas propriedades.

Li declara que observou edifícios antigos, algumas construções romanas, por exemplo, e que elas, muitas vezes, passavam pelo processo de recuperação, como seu concreto especial. “Não é um processo novo. A diferença é que queremos que nosso concreto se recupere o tempo todo, que seja um processo contínuo”.

“Queremos que esse tipo de inovação, que irá preservar o meio-ambiente pois aproveita o mesmo material diversas vezes, esteja presente em construções da nossa geração e das próximas” conclui o professor. [Live Science]

Autor: Cezar Ribas

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

9 Comentários

  1. Esse concreto tem no site da universidade de michigan, e em varias outras fontes de jornalismo. A composião até agora, não foi revelada, apenas suas propriedades, e de que é reforçado com fobras de carbono.

    Essa tecnologia está sendo negociada para ser aplicada para o Projeto Venus, embora a universidade ainda nao tenha liberado por falta de patentes comerciais,

    Thumb up 0
  2. Ao Nascimento.
    Você está desqualificando todo um comentário extremamente válido por um mero erro de português.
    O artigo é interessante, mas nos deixa cheios de perguntas e com uma sensação de vazio. Minha primeira reação foi clicar na foto esperando ser um link para um video ou algo do tipo.
    De modo algum o comentário está trazendo imagem negativa. Todos devem saber receber críticas.

    Thumb up 0
  3. A explicação da propriedade desse concreto pode ser vista no site Inovação Tecnológica.

    Thumb up 0
  4. Ao usuário Acima – Se você gostaria de pedir alguma eXplicação , deveria ao menos escrever o português correto .

    Como fã do site , acredito que se não foi colocada as informações detalhadamente sobre o assunto como a composição química do concreto , resultados dos testes realizados postados em video no youtube pra você assistir e etc … , é porque essas informações também não foram encontradas pelo adm do site .

    Você com esse seu comentário está trazendo uma imagem negativa e destrutiva ao site que é prestigiado por milhares de usuários de internet como eu e vc , e que até ja foi comentado em um programa da TV Globo sobre o ótimo conteúdo de informações ricas e atualizadas .
    Resumindo : seu comentario é totalmente inútil e desnecessário.

    Ass; Usuário e fã

    Thumb up 0
  5. concordo totalmente com o colega acima!!
    axei a materia fantastica, fikei lendo do comeco ao fim me perguntando como e acaba a materia sem obter a resposta. faltou embasamento.

    Thumb up 0
  6. Bom Dia
    Sou assinante deste fantástico site. Peço a gentileza se for possivel enviar o nome completo do inventor do novo concreto, ou contato do inventor.
    atenciosamente,
    Luiz Antonio

    Thumb up 0
  7. Concordo com Eduardo.. seria muito interessante saber como certas coisas funcionam.. porque sem isso a noticia fica inutil de ser passada a frente

    Thumb up 1
  8. Sou fã deste site, acompanho diariamente… mas, gostaria muito que as informações aqui presentes fosse sempre acompanhada por uma esplicação e não somente o fato. Por exemplo a matéria acima diz sobre a existência de um possível concreto que se regenera, no entanto, não exemplifica com a teoria cientifíca para que possamos dar credibilidade a informação através de um embasamento cientfíco. Então se comentarmos um fato sem explicação ficará como falacioso!

    Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
recorde-bizarro-grande
Homem completa 141 rotações pendurado em uma furadeira

Ele conseguiu quebra...

Fechar