Núcleo da Terra pode ter camada misteriosa

Publicado em 13.12.2010

O núcleo da Terra é composto principalmente de ferro, dividido em um centro interno sólido de aproximadamente 2.440 quilômetros de largura, coberto por uma camada exterior líquida de cerca de 2.250 quilômetros de espessura.

Embora a maior parte do núcleo seja de ferro, os pesquisadores já sabiam que ele continha uma pequena quantidade de elementos mais leves, como oxigênio e enxofre. Conforme o núcleo se cristaliza ao longo do tempo, os cientistas acreditam que o processo força a maioria desses elementos leves, que migram através do núcleo externo líquido.

Agora, geocientistas acreditam que detectaram todos estes elementos leves concentrados nas regiões mais extremas do núcleo. A descoberta parece ser uma nova camada do núcleo da Terra, e, segundo os cientistas, pode ajudar a resolver os mistérios do campo magnético do planeta.

Para estudar o núcleo da Terra, os pesquisadores monitoraram as ondas sísmicas que viajam através de sua camada exterior. As ondas foram geradas por terremotos na América do Sul e no sudoeste do Oceano Pacífico, e foram registradas utilizando matrizes de sismógrafos no Japão e no norte da Europa.

As velocidades das ondas sísmicas que viajaram através da camada mais exterior do núcleo, em diferentes profundidades, sugerem que a sua composição não é a mesma em todos os lugares. Em vez disso, os primeiros 300 quilômetros do núcleo são uma estrutura distinta, com a seção mais próxima a fronteira constituída até 5% de elementos leves.

Alguns pesquisadores podem chamar a descoberta de uma nova camada do núcleo da Terra, e outros não. Os geocientistas compararam a “nova camada” às camadas da atmosfera. Por exemplo, a estratosfera, acima de nossas cabeças: é ou não é uma camada? Não há limite para isso, apenas uma mudança no perfil da temperatura com a altitude.

Da mesma forma, não há limite para inferir uma parte superior do núcleo, e uma inferior, apenas uma inclinação lenta na velocidade da onda, e, eventualmente, um ligeiro aumento quando se aproxima da superfície do núcleo.

Os pesquisadores acreditam que os resultados podem ajudar a resolver os mistérios sobre o campo magnético da Terra. Eles acreditam que a rotação do núcleo da Terra dá poder ao campo magnético que circunda o planeta. Um problema persistente é saber como o núcleo provém energia para esse campo magnético.

Segundo os cientistas, a solução mais plausível é que a expulsão de elementos leves a partir do núcleo libera o que é chamado de energia potencial gravitacional. Conforme esse líquido leve sobe, transmite a energia que carrega o fluxo de metal no núcleo, que por sua vez ajuda a manter o campo magnético em execução. A explicação se encaixa com o perfil de velocidade de onda observada na pesquisa.

Os pesquisadores afirmam que futuros terremotos podem fornecer uma compreensão ainda melhor desta estrutura ultraperiférica do núcleo. Segundo eles, a principal coloraboração dos próximos estudos será produzir um modelo melhor sobre os líquidos do núcleo e avaliar o crescimento do núcleo com a composição da camada. [LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

13 Comentários

  1. Uaaaaaaaaaaaaaaa´!!! gostei muito, depois de ouvir falar tanto na *Midia de *Planetas iguais a *Terra a milhões de anos luz, que me comoveu muito em saber de coisas dentro de nossa *Nave- mãe, magestral, não sera a teoria da terra Ôca??? acho que se aproxima bastante, quamto camadas de cima e debaixo, prefiro mais a de-baixo, porque envolvem mais na mola master do *Sistema que esta bem preoculpante, sò temos a ganhar em envolvermos mais com que esta au alcanse de nossas compreenções
    e que poderam nos adiantar em muito nossa evolução, de nosso *Planeta,*População, meio ambiente ambiente, e nos fortalecerá em tudo, infinitamente melhor do que ficar buscando *Moeda no espaço infinito.

    Thumb up 1
  2. Um campo magnético não pode existir se não houver um campo elétrico alimentando-o.

    Logo, o campo magnético da Terra (que se divide em várias camadas), é principalmente alimentado por uma fonte elétrica externa, ou seja, o vento solar.

    Thumb up 6
    • Não ENTENDI NADA Glauco:nos ÍMÃS PERMANENTES que fabricamos, há um campo magnético, que pode durar SÉCULOS, em volta do magneto.ONDE estaria o CAMPO ELÉTRICO para alimentá-lo?Por favor esclareça isso para mim!

      Thumb up 1
  3. é realmente interessante esse assunto, pois existe algo no centro da terra que exerce uma força de atraçao muito forte sobre quase tudo o que esta na superfície. Seria interessante se descobrissem o que tem lá.

    Thumb up 2
  4. Quem mandou faltar às aulas de matemática: “Deem-me alguns parâmetros e eu calculo os outros” – Quem disse isso?

    Thumb up 0
  5. Vocês bem que poderiam escrever uma matéria sobre o uso da tecla “Caps Lock”. Muita pouca gente por aqui sabe pra que serve…

    Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
maji1
Conheça o Spa para Macacos da Neve

Os primatas que mais...

Fechar