Google cria roteador wi-fi SUPER SIMPLES para resolver todos seus problemas de internet

Quem nunca quis jogador um roteador pela janela que atire a primeira pedra.

Resolver um problema de conexão está na lista das piores coisas de se fazer na vida. É preciso revirar a bagunça de cabos, procurar endereços de IP, lembrar um nome de usuário e senha, localizar configurações e esperar contra toda a esperança que você não cause mais dificuldades ao invés de solucionar qualquer coisa.

O Google quer acabar com tudo isso. A gigante de tecnologia promete tornar sua vida muito mais simples com seu novo roteador wi-fi, o OnHub.

roteador wi fi onhub google (2)

À venda

O Google lançou seu novo produto hoje nos Estados Unidos, em parceria com a fabricante TP-Link. Outro dispositivo, fabricado pela Asus, está sendo desenvolvido.

Por US$ 199 (cerca de R$ 688 no câmbio atual), a empresa promete tornar seu Wi-Fi mais rápido e confiável, e dar-lhe a capacidade de atualizar e corrigir sua conexão naqueles raros momentos em que só desconectar e reconectar não adianta nada.

A má notícia, no entanto, é que ainda não há previsão de quando essa maravilha chegará em outros mercados. Ou seja, não sabemos quando vamos poder comprar um.

roteador wi fi onhub google (4)

Roteador wi-fi do Google é bonito, é bonito e é bonito

“Nós passamos muito tempo com as pessoas que estavam tendo todos os tipos de problemas com o Wi-Fi”, disse Trond Wuellner, gerente de produto do Google que visitou muitas casas para desenvolver o novo roteador.

A coisa mais impressionante sobre o OnHub é sua aparência. O roteador médio é aquela coisa quadrada e horrorosa, com fios e antenas por todos os lados, que as pessoas se esforçam para esconder em qualquer canto da casa.

roteador wi fi onhub google (3)

Já o OnHub é um dispositivo cilíndrico com uma luz piscando no topo, nas cores azul e preta (mais opções estão a caminho, para melhor se adequar a diferentes decorações). É bonito.

Isso é intencional: se o OnHub ficar no centro de tudo, sua conexão vai ser muito melhor. Não é legal deixar o roteador atrás de portas fechadas ou debaixo da sua TV, mas sim no topo de uma estante, por exemplo. O formato cilíndrico foi pensado para tornar os usuários menos propensos a empilhar as coisas em cima dele, o que também destrói o sinal.

roteador wi fi onhub google (5)

Compartilhar

O OnHub não é feito só de aparências. Ele tem 13 antenas internas, 12 para lançar sinal e uma para medir o congestionamento na rede. O software do dispositivo constantemente monitora canais e frequências, certificando-se de que você está conectado da forma mais eficiente.

O objetivo do Google é que as pessoas aprendam a compartilhar. A maioria dos roteadores tentar abafar o outro; o OnHub quer dividir o pão.

A maior parte de sua interação com o dispositivo acontece através de um aplicativo no seu smartphone. É chamado Google On, e está disponível para iOS e Android. Você configura a sua rede através do aplicativo e, depois de escolher um nome de usuário e senha, há uma maneira fácil de enviar essa senha para as pessoas que dela necessitam. Por meio do aplicativo, você pode priorizar um dispositivo para se certificar de que receba sinal suficiente para ver seu filme no Netflix, por exemplo, e até mesmo solucionar um problema de conexão.

roteador wi fi onhub google (1)

Enquanto a luz em cima do ObHub estiver verde brilhante, está tudo bem. Laranja é uma luz de advertência, solicitando que você abra o app para ver o que deu errado com seu roteador.

A mais alta tecnologia

OnHub suporta o mais recente em Bluetooth e Wi-Fi, além da nova linguagem Weave do Google, projetada para ajudar os aparelhos e dispositivos conectados na casa a conversarem entre si.

O OnHub, aliás, deve ser expandido um dia. O Google planeja muitas outras funções para o dispositivo, tanto que o aplicativo destinado a ele se chama “Google On”, não “App de Roteador” ou “OnHub”.

roteador wi fi onhub google (2)

Isso é parte da razão pela qual você pode temer a ideia de um roteador Google. A empresa já sabe a sua localização, seu e-mail, seu histórico de pesquisa e agora ainda vai farejar tudo o que você conecta à internet? Para não mencionar que seria muito fácil para a empresa tornar o OnHub melhor para os serviços do Google do que outros.

Wuellner promete que esse não é o caso. “Estamos realmente muito orgulhosos do trabalho que fizemos certificando-se que o OnHub seja um membro confiável e seguro de sua família”, afirma. Há configurações no aplicativo que os usuários podem ativar e desativar para determinar que dados podem ser compartilhados.

Se o produto for realmente tão bom quanto anuncia, acho que os usuários não irão nem pensar sobre isso, visto que a sociedade está sedenta por um roteador simples e eficiente há muito tempo. [Wired]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta