Os 10 mais nojentos e diabólicos parasitas

Publicado em 7.10.2010

Só a palavra “parasita” já causa arrepios a muita gente, e aquela imagem de lombrigas enormes das aulas de biologia nos vêm à memória. Mas se você acha que lombrigas são os piores parasitas do mundo, você está enganado.

Esses bichos são muito espertos – o que define a “parasitose” é que eles se aproveitam de outros organismos para sobreviver. E eles não têm piedade do seu hospedeiro. Prepare seu coração, seu estômago e conheça 10 bichinhos realmente nojentos e diabólicos:

10. Câncer canino transmitido sexualmente

Cachorros possuem uma forma de câncer que é sexualmente transmitida. Você pode até pensar “mas câncer não é parasita”. Originalmente, esse câncer era apenas um tumor. Mas agora é transmitido sexualmente, através de mordidas ou de lambidas e essas células infectadas vivem como parasitas no corpo do canino, drenando sua energia para crescer. Normalmente, desaparecem depois de nove meses de infecção, mas isso dá tempo suficiente para o cachorro passar a doença para algum amigo, se nenhum cuidado for tomado.

9. Trichomonas gallinae

O Tiranossauro Rex mais bem preservado do mundo, conhecido como Sue, está exposto atualmente no Museu Field, de Chicago. Há suspeitas que Sue tenha sido morta por protozoários que atacam aves até hoje, o Trichomonas gallinae. Pela foto de Sue você pode ver que há cicatrizes no crânio dela – antes achava-se que elas eram provenientes de alguma batalha que ela travou com outro tiranossauro, mas agora cientistas acreditam que pode ter sido obra de um protozoário que atacou a boca e a garganta do bichão. Em aves de rapina hoje o protozoário causa várias lesões no bico e na garganta e faz com que eles morram de fome. Como as feridas são similares à de Sue, o mesmo pode ter acontecido com o T-Rex.

8. Hymenoepimecis argyraphaga

Apesar dos parasitas infestarem seus hospedeiros e tornarem a vida deles bem difícil, eles não o matam, normalmente. Não é o caso dos parasitóides que destroem e depois consomem o seu hospedeiro. O Hymenoepimecis argyraphaga é uma vespa parasitóide tão terrível que o Alien dos cinemas foi inspirado nelas. Você lembra que os filhotes de alien parasitavam o corpo dos humanos para se formarem e depois saiam de suas barrigas explodindo o coitado do ator coadjuvante? Basicamente é isso que acontece com a aranha Plesiometa argyra. Ovos de vespa são colocados dentro dela e, de alguma forma, eles controlam a mente da aranha, que constrói teias especialmente preparadas para receber as larvas depois e mantê-las seguras. Então, quando estão prontas, as larvas devoram a aranha de dentro para fora, saindo do corpo da hospedeira e se aproveitando da casa que ela construiu.

7. Wolbachia

Essa bactéria infesta 70% dos invertebrados do mundo e desenvolveu estratégias incríveis para continuar se espalhando. Em fêmeas, eles aproveitam a “carona” e invadem os filhotes que a hospedeira irá gestar eventualmente. Como os machos são “inúteis” ela mata os filhotes machos ou então os transforma em fêmeas, para que a taxa de machos seja menor. Em moscas da fruta, acredite se quiser, a bactéria consegue transmitir seus genomas inteiros em algumas de suas células.

6. Niphanda fusca

A Niphanda fusca é uma borboleta que, assim como os chupins, coloca seus ovos no ninho de outra espécie e se manda. Normalmente, os ovos são postos no ninho de formigas Camponotus japonicus. Quando as larvas nascem, elas exalam um químico que convence as formigas de que elas são formigas também e fazem com que as pobres “mães” alimentem as larvas de borboleta com os próprios ovos de formigas do formigueiro.

5. Loa loa

A Loa loa é um verme que vive nas florestas e nos pântanos da parte oeste da África. Ela infecta humanos através de vetores, pequenos mosquitos e moscas que, quando mordem uma pessoa, deixam os vermes lá. A “minhoquinha” simpática então vive sob a pele do seu hospedeiro, se alimentando de fluidos do corpo, quando ainda é dia (e a pessoa tem mais chances de ser mordida por um novo inseto que irá transmitir o parasita para outra vítima). De noite, ela vai para os pulmões do infeliz hospedeiro e, eventualmente, vão morar nos olhos da pessoa.

4. Sacculina carcini

As fêmeas dessa espécie de craca invadem caranguejos e criam uma espécie de raiz que se espalha pelo corpo de sua vítima, se alimentando de nutrientes dissolvidos no corpo do bicho. O parasita também se aloja na parte de baixo do caranguejo, onde podem estar eventuais crias que podem ser infectadas também. As fêmeas acabam nutrindo essas cracas como se fossem seus próprios ovos. Já os machos infectados acabam modificando seus corpos para ficarem mais largos, como as fêmeas e passam a “gestar” as cracas como uma fêmea faria.

3. Ophiocordyceps unilateralis

Esse parasita transforma formigas em verdadeiros zumbis. Pode parecer bizarro, mas é realmente assustador: o fungo infecta uma formiga, mata o coitado do inseto e um longo esporo cresce da cabeça da formiga. Normalmente o fungo faz com que a formiga morta se prenda a uma folha onde, através do organismo dela, ele pode arranjar nutrientes, e seu esporo pode infectar mais vítimas.

2. Cymothoa exigua

Um dos mais bizarros parasitas dessa lista é esse crustáceo, que, literalmente, se aloja no corpo de um peixe hospedeiro e substitui a sua língua. Ele entra pelas guelras do peixe e se prende na base da língua do coitado. Lá, ele toma todo o sangue que vai para o órgão. Isso faz com que a língua se atrofie e caia. Quando isso acontece, o parasita toma o lugar do órgão e se torna a língua do peixe.

1. Toxoplasma gondi

Talvez você conheça esse das aulas de ciência – o toxoplasma é um protozoário que até parece saído de algum filme barato de ficção científica, mas é muito real. Seu hospedeiro primário é o rato. Para fazer com que o rato se torne uma presa mais fácil, ele controla a mente do roedor, fazendo com que ele fique atraído por xixi de gato, tudo isso para ir parar dentro de um hospedeiro maior. E você sabia que esse bichinho infecta 50% da população mundial e que pode influenciar até mesmo o resultado das Copas do Mundo? Nos humanos ele pode causar neuroticismo. [LiveScience]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

48 Comentários

  1. po cara è`massa mas q dododododododododododododododododododododododododododododo da q las people

    Thumb up 2
  2. que coisa mais nojenta eu tambem nao suporto aranhas cabeludas ecaaaaaaaa

    Thumb up 9
  3. Creio que faltou um outro exemplo de parasitismo, que igualmente cruel, atinge milhares de seres vivos. São os animais parasitados pelo ser humano, como os cavalos, que trabalham como bestas de carga, principalmente em grandes centros urbanos, sem nenhum tipo de proteção e compensação.

    Thumb up 75
    • Veja a definição científica de parasitismo e entenda que o seu exemplo é classificado como esclavagismo, e não parasitismo.
      Não concordar com as atitudes de algumas pessoas não é motivo para propagar ignorância.

      Thumb up 38

Envie um comentário

Leia o post anterior:
Excited Shopping Woman
Hábitos de consumo podem ser herdados geneticamente

Pode ser que você pr...

Fechar