Parecer mais velho do que você realmente é pode não ser sinal de má saúde

Publicado em 9.11.2010

Uma nova pesquisa desafia uma antiga ideia médica: os cientistas descobriram que as pessoas que parecem ser mais velhas do que realmente são não têm necessariamente problemas de saúde.

Segundo os pesquisadores, os médicos simplesmente acreditavam que a avaliação rápida de quantos anos uma pessoa parece ter tinha algum valor de diagnóstico. Mas os resultados do estudo foram surpreendentes: as pessoas têm que parecer uma década mais velhas do que sua idade real para que isso seja um sinal certo de que elas não estão bem de saúde.

O estudo incluiu 126 pessoas com idades entre 30 e 70 anos, que tiveram que preencher um questionário sobre sua saúde física e mental. Em seguida, os pesquisadores tiraram fotos dos pacientes e as entregaram para 58 médicos. Os médicos avaliaram quantos anos os pacientes pareciam ter, e então imaginaram o quanto esses pacientes estavam ou não saudáveis.

Os resultados mostram que 99% das pessoas que parecem ser 10 ou mais anos mais velhos do que sua idade real têm má saúde mental ou física.

Os médicos foram incapazes de prever o estado de saúde dos pacientes que pareciam ser até cinco anos mais velhos do que sua idade real. Mas foram capazes de adivinhar com precisão o estado de saúde dos pacientes que pareciam 10 ou mais anos mais velhos do que realmente eram.

Segundo os pesquisadores, os médicos às vezes fazem julgamentos precipitados sobre a saúde dos pacientes baseado somente na percepção de sua idade (se o paciente parece velho ou jovem para sua idade). Porém, os profissionais não devem assumir que as pessoas que parecem jovens são saudáveis e as pessoas que parecem um pouco mais velhas do que sua idade não são, pois isso não acontece normalmente. [LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

8 Comentários

  1. A forma de se vestir e cuidar da aparência (barba, para quem citou) entra em SAÚDE MENTAL.

    Thumb up 1
  2. Quando tentamos advinhar a idade de uma pessoa e erramos em 10 anos para mais…. (sem comentários!) Mas quando erramos por média 5 anos é muito relativo e aceitável.

    Thumb up 1
  3. Se prestar atenção ao texto perceberá que somente em pessoas que aparentam ter 10 ou mais anos do que sua idade real o diagnóstico pela aparência pode ser considerado, logo o título que expressa “pode não ser” se aplica como o próprio texto traz como exemplo em pessoas que aparentam ter idade de 5 anos a mais do que a real.

    Thumb up 4
  4. Acho que alguém vacilou na hora de escrever o título ou a matéria. Se liga ai galera.

    Thumb up 4
  5. Não entendi a matéria.
    Primeiro cita que “pessoas que parecem ser mais velhas do que realmente são não têm necessariamente problemas de saúde” e mais adiante diz que “resultados mostram que 99% das pessoas que parecem ser 10 ou mais anos mais velhos do que sua idade real têm má saúde mental ou física”
    Qual a conclusão correta?

    Thumb up 8
  6. “Parecer mais velho” é relativo, já que é praticamente impossível excluir da avaliação outros fatores como roupas, barba, etc

    Thumb up 3
  7. Incoerente! Se “Os resultados mostram que 99% das pessoas que parecem ser 10 ou mais anos mais velhos do que sua idade real têm má saúde mental ou física” então porque o título “Parecer mais velho do que você realmente é pode não ser sinal de má saúde”???

    Thumb up 13

Envie um comentário

Leia o post anterior:
oleodepeixepill
Mito: tomar óleo de peixe na gravidez torna os bebês mais espertos?

Muitas mulheres toma...

Fechar