Partícula de Deus encontrada? Cientistas podem anunciar descoberta do bóson de Higgs esta quarta

Publicado em 2.07.2012

ATUALIZAÇÃO: Sim o Higgs de Boson foi encontrado. Leia aqui.

O CERN (Laboratório Europeu para Física de Partículas), que abriga o famoso Grande Colisor de Hádrons (Large Hadron Collider – LHC), acelerador de partículas que fica na Suíça, convidou cinco grandes físicos teóricos – incluindo Peter Higgs, da Universidade de Edimburgo (Escócia), professor de física que deu nome a partícula de Deus – para uma conferência na próxima quarta-feira (4 de julho).

Isso gerou especulações de que o bóson de Higgs finalmente foi encontrado. Parece coisa certa que os cientistas de duas missões independentes – CMS e ATLAS – desenhadas para provar a existência da partícula vão anunciar que ela foi finalmente “descoberta”.

O bóson de Higgs

A partícula de Deus foi proposta pela primeira vez por Peter Higgs em 1964, 48 anos atrás.

O bóson de Higgs, como foi nomeado, é tido como a chave para entender todo o universo. Isso porque ela é, supostamente, a partícula que dá a todas as outras sua massa – por exemplo, aos átomos, que formam toda a matéria do mundo, inclusive nós.

Isso funciona da seguinte maneira: conforme as partículas viajam através do bóson de Higgs, elas adquirem massa, assim como nadadores atravessando uma piscina ficam molhados. Se não fosse assim, ou seja, sem essa massa, estas partículas viajariam pelo cosmos à velocidade da luz, incapazes de se unir para formar átomos.

O que está jogo na descoberta do bóson de Higgs, portanto, é nada mais, nada menos que todo o Modelo Padrão da Física, a teoria mais bem aceita de que como surgiu a matéria no universo.

Se o bóson não existir, os cientistas terão que repensar tudo que conhecem do universo, para explicar de outra forma – talvez com teorias menos aceitas da física – como a matéria ganha sua massa.

O caminho até aqui

Depois de quase meio século, em dezembro do ano passado, os cientistas das duas experiências separadas do LHC mencionadas acima (CMS e ATLAS) informaram que tiveram resultados parecidos, nos quais encontraram “picos” em seus dados em aproximadamente a mesma massa: 124 a 125 giga elétron-volts (GeV).

Os dados poderiam ser devidos a uma flutuação, mas também poderiam significar algo. Porém, essa significância estatística não era suficiente para concluir nada: poderia ser tanto a presença do bóson quanto uma falha.

A descoberta não estava muito acima do nível de certeza “dois sigma”. O nível “cinco sigma” é necessário para reivindicar uma descoberta, porque significa que há menos de uma chance em um milhão dos dados serem um acaso estatístico.

Mas, por terem diminuído a gama de energias em que o Higgs poderia ser detectado – abaixo de 124 GeV -, os cientistas informaram que deveriam ser capazes de anunciar sua descoberta em no máximo um ano.

“Nós agora temos mais do dobro dos dados que tínhamos no ano passado”, disse o diretor de Pesquisa e Informática do CERN, Sergio Bertolucci, em um comunicado. “Isso deve ser suficiente para ver se as tendências que vimos nos dados de 2011 ainda estão lá, ou se elas foram embora. É um momento muito emocionante”.

Ao mesmo tempo dessa declaração, o laboratório deixou bastante claro que ainda não sabe se o bóson de Higgs foi descoberto. Eles pediram para o público não acreditar nos rumores, insistindo que seus físicos ainda estão estudando os dados.

“Se e quando uma nova partícula for descoberta, ATLAS e CMS vão precisar de tempo para verificar se é o muito procurado bóson de Higgs, o ingrediente que faltava do Modelo Padrão da física de partículas, ou se é uma forma mais exótica do bóson que poderia abrir a porta para uma nova física”, disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.

As apostas de diversos especialistas, no entanto, é de que, com os novos dados, os cientistas do LHC anunciem um reforço dos resultados a um nível de “quatro sigma” – um estágio abaixo do nível necessário para reivindicar uma descoberta – e isso será, com certeza, um grande passo para não negar que o bóson existe.

“Nós olhamos os dados deste ano sozinhos, e agora temos que combiná-los estatisticamente com o que encontramos no ano passado para formar um novo conjunto de dados. Se o sinal tiver crescido em ambos os experimentos a um nível de certeza significativo, então, seria um forte indicador [de que a partícula existe]”, disse Claire Pastor-Themistocleous, chefe da equipe do detector CMS, no Reino Unido.

Que quarta-feira chegue logo, porque tudo indica que vai abrir uma nova era de discussões na física.[DailyMail, TPM, Telegraph, Yahoo]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

44 Comentários

  1. Vejam o que diz a revista “Scientific American de dezembro de 2012, pgs. 63 e 75, sobre o boson de higgs: “Até agora não foi encontrado nada”. É claro que encontraram alguma coisa com sigma 5, mas não era o boson de higgs. Existem muitas partículas que faltam ser encontradas e esta era uma delas. Está adiado este encontro.

    Thumb up 0
  2. Sinceramente, ainda não entendi essa discussão entre os que se dizem “religiosos” e os que se acham “amantes da ciência”. Não há incompatibilidade nenhuma entre uma coisa e outra. Alguns “amantes da ciência” se esquecem que a Ciência não fechou nenhum campo de pesquisa sobre os assuntos fora do campo físico. Por sua vez, os “religiosos” devem entender, que cada descoberta da Ciência, revela uma Lei que rege e mantém em equilíbrio o Universo onde estamos inseridos. A existência de uma inteligência superior a humana é uma teoria plausível e nunca foi descartada pela Ciência (se um cientista expõe opinião diferente, é a opinião dele, e não da Ciência, pois inexiste qualquer trabalho científico nesse campo, que tenha sido acolhido como a verdade absoluta). A Lei de Causa e efeito, tanto utilizada pela Ciência, também pode ser aplicada a outros campos. Uma vez que encontramos um EFEITO INTELIGENTE(em vários estudos de observação da realidade que nos rodeia, inclusive em nós mesmos, do micro ao macro), obrigatoriamente haverá uma CAUSA INTELIGENTE, se a causa não é a inteligência humana (não conseguimos reproduzir o evento observado), logo haverá uma outra inteligência superior a humana que planejou a lógica de tal evento. Religião e Ciência não são antagônicas, desde que a mente humana não se aprisione em velhos pré-conceitos, e se feche para novos horizontes.

    Thumb up 14
    • Existem efeitos inteligentes (um livro, um relógio) e efeitos que parecem inteligentes (a mão que escreve o livro e faz o relógio, a mente que elabora o livro e o relógio), fazer a distinção pede sabedoria e ponderação. Existem processos naturais que ao longo do tempo produzem efeitos que aparentemente são inteligentes, mas que são apenas o resultado de forças brutas e causas naturais, agindo ao longo de muito tempo. Há quem simplesmente negue que forças brutas e causas naturais possam produzir efeitos inteligentes, e outros que simplesmente determinam que o que eles acham que é um efeito inteligente é um efeito inteligente.

      Eu questiono a sabedoria de quem age desta forma. Sou detestado por isto.

      Thumb up 4
  3. Isto gera debates longos…
    Este assunto é muito interessante, vamos ver então o que descobrem.
    Na minha opinião, religião e ciência podem sim andar juntas, basta saber discenir e ter respeito. Por exemplo eu, sou Cristão, mas não nego a ciência, e sei que ela é muito importante e explica muita coisa. A religião para mim é fundamental e a ciência também.

    Thumb up 6
    • Caro Andre Luis,

      concordo com você e faço minhas as suas palavras. Sou espírita, e dentre as várias coisas que a doutrina nos ensina está o respeito ao pensamento alheio, pois acreditamos no livre-arbítrio, e cada um usa o seu como lhe convém. Abraços!

      Thumb up 0
  4. Não creio, como cientista que sou, que tenhamos condições de refutar a Criação de Deus, mesmo porque ela é o regente principal da nossa vida, assim como de todo planeta.
    Muitos foram os que se aventuraram por essa vereda pseudo-científica e até hoje estão atrás de suas teorias tolas.

    Thumb up 9
  5. Esclarecimento:
    Os crentes eufóricos estão em toda a parte e adoram aparecer, já apareceram e vão continuar aparecendo, podemos classificar-los como uma subespécie de troll.
    O grande mal disso é que o religioso que gosta de ciência e vem aqui pra ler, acaba injustamente se sentido ofendido pelo que dizemos, mas nos referimos a esses trolls, e não à religiosidade.
    No entanto a visão aqui é científica, e o choque com as crenças religiosas é inevitável, precisam entender isso, por isso é importante o discernimento.

    Thumb up 20
    • Penso que o mais importante de tudo é que as pessoas exponham suas idéias sem ofender umas às outras, e respeitem a opinião alheia também. É o debate (limpo) de idéias, de pensamentos, que nos tira da inércia mental, que nos faz refletir sobre outros pontos de vista e ver as coisas sob novos ângulos. Isso nos faz crescer, evoluir. Já dizia o sábio Raul: “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.” Pode crer gente, ele estava certo!

      Thumb up 8
  6. Não sei quase nada sobre ciência e também não sou nenhum teólogo, mas há algo que está escrito na bíblia que me maravilha sempre que leio que afirma que a sabedoria de Deus é loucura para os homens.Por mais que a humanidade procure saber sobre suas origens nunca encontrará respostas claras e objetivas,pois não cabe a um ser criado compreender o principio da essência de sua criação.

    Thumb up 22
  7. Legal o texto. Só é triste ver que as pessoas acreditando em coisas diferentes, acham que a deles é a correta, me refiro aos comentários tanto dos religosos quanto dos céticos/ateus.
    Pessoas, só iram acordar quando for tarde demais, não sei porque se preocupam tanto com o que a outra pessoa acha, já que nem sequer sabem o nome delas de verdade…
    Felicidades para todos, sejam mais humanos no quesito ‘amor ao próximo’. Porque importa se o universo surgiu de uma explosão cósmica ou dos poderes telepáticos de uma entidade divina.

    Thumb up 4
    • “access denied”, questão de crenças? O criacionismo é o equivalente a achar que “miasmas” causam doenças, e não os micróbios. O criacionismo é equivalente a colocar borra de café em queimaduras, achando que está ajudando. É a crendice, a ignorância e a superstição.

      Eu acho que vale a correção de todo mundo que está errado. O resultado é simples, quando você corrige um sábio, ele se torna teu amigo, e quando você corrige um tolo, ele se torna teu inimigo. Eu tenho muitos inimigos e pessoas que são francamente hostis à mim, só por que eu as corrigi…

      Thumb up 13
    • access denied, gostei do seu comentário. Uma vez eu ouvi a seguinte frase: quando todos pensam igual é porque ninguém está pensando. A diversidade do que acreditamos e buscamos é que nos mantem em constante evolução (já pensou uma humanidade formada única e exclusivamente por gente que não raciocina???? Estáticos por toda a eternidade… não teríamos saído das cavernas). O que falta é o respeito à diversidade de opiniões.

      Thumb up 0
    • Estes dias morreu um cara que tinha a opinião de que era verdadeiro o versículo bíblico que fala que os cristãos podem ser mordidos por cobras e não morrerão.

      Às vezes as pessoas estão simplesmente erradas. Acontece, ninguém está 100% certo o tempo todo. E aí, quando alguém está errado, você “respeita” a opinião dele? Ou corrige o erro?

      Thumb up 0
    • Cesar, há coisas em que eu simplesmente não me meto.

      Thumb up 2
  8. É preciso questionar os conceitos científicos que são abrangentes e flexíveis demais e que com o tempo acabam perdendo todo seu valor, pois dependem de comprovações experimentais e isto leva anos e anos para acontecer. Permanecem então no campo das teorias….

    Thumb up 6
    • Poxa, Emmanuel, faz tanto tempo que tanta gente boa está explicando que as teorias científicas tem comprovação não só em laboratório mas também em campo, e você vem com “permanecem no campo das teorias” como se não fossem mais que elucubrações sem qualquer pingo de realidade?

      Thumb up 13
  9. Eu acho um absurdo a intolerância entre a Religião e a Ciência embora não faço distinção senão ao método.
    enquanto a busca de Deus, não vejo nada mais que um grande espelho das vaidades, o qual, o final da ignorância é sempre o inicio de uma ainda maior e a duvida é seu maior requisito.

    Thumb up 7
    • Concordo em termos. Religião e Ciência caminham lado a lado, diferente do que muitos leigos pensam. Acho patético alguém fazer questão de abrir a boca para criticar um religioso ou um cético. Teoria, teoria, respeito a parte…

      Thumb up 1
    • Essa perca de tempo é praticada pelas frentes militantes dos dois lados, já que religiosos e ateus de verdade, quando são pessoas inteligentes e racionais que sabem pensar e discernir, não praticam esses confrontos cíclicos e inúteis.
      Considero que a intolerância não é entre ciência e religião, embora sejam coisas que não se misturam dado que uma se baseia em razão e dúvidas e outra em fé e certezas (essa é só uma definição clássica, há variações a partir dessas premissas), elas têm foco distinto e confronta-las é uma perca de tempo.
      As vezes inevitavelmente me vejo obrigado a entrar no debate porque faço um post científico, aí alguém vem e põe religião no meio, e não tem nada a ver, isso incomoda, na boa.

      Thumb up 3
    • O Stephen Jay Gould defendia os “ministérios não-interferentes”, algo como a ideia de Galileu Galilei (ele dizia que a Bíblia ensina como chegar ao céu, e não como o céu havia sido feito).

      O problema é que não há ministérios não interferentes. A ciência não dita como a religião deve ser, mas o estudo das religiões e antropologia é algo que deve ser bastante ofensivo a quem é religioso (colocar todas as religiões no mesmo saco e estudar tudo como um fenômeno social ou biológico).

      Mas os atritos acontecem mesmo quando a religião faz afirmações objetivas sobre a realidade, afirmações que podem ser testadas pela ciência. Um exemplo simples é o chamado “poder da oração”, os religiosos afirmam que as orações curam, aí os cientistas perguntam “será mesmo?” e fazem um teste, e descobrem que, na verdade, quando você informa as pessoas que há um grupo de orações rezando pela cura delas, elas tendem a piorar (na média), a cobra começa a fumar.

      Se a religião dissesse apenas que a oração liga o homem ao divino, a ciência não teria nada que dizer, por que o divino escapa da alçada dela: ele é sobrenatural e, como tal, não pode ser testado cientificamente. Mas a religião quer mais que ligar o homem ao divino, quer dominar e determinar a maneira de ver e viver a vida, e acaba se intrometendo no “ministério” da ciência.

      E é aí que surgem os conflitos.

      Thumb up 8
  10. Ironia das ironias vai ser se o Tevatron, um acelerador de partículas mais antigo e mais barato, e que está para ser aposentado (se já não foi), conseguir anunciar antes a descoberta do Bóson de Higgs, e o trabalho do LHC servir apenas para confirmar a descoberta do Fermilab.

    Thumb up 7
  11. Antes que algum crente eufórico apareça rs
    O apelido “espiritual” adquirido pelo bóson de Higgs, na realidade, é por acaso: A expressão vem de um livro do físico ganhador do prêmio Nobel Leon Lederman, cujo esboço de título era “A Partícula Maldita” (“The Goddamn Particle”, no original), em alusão às frustrações de tentar encontrá-la. O título foi, depois, cortado para “A Partícula de Deus” por seu editor, aparentemente temeroso de que a palavra “maldita” fosse ofensiva.

    Thumb up 27
    • E o nome pegou, para desgosto de poucos.

      De qualquer maneira, essa não certamente não será a descoberta final, que explicará “tudo”. Porém, um belo avanço.

      Alexandre Neuwert

      Thumb up 2
  12. hahahaha
    adoro os comentários nestes artigos “polêmicos”
    principalmente os comentários do Jonatas que acrescentam muito no debate.

    Thumb up 3
    • É bem capaz…

      Thumb up 1
  13. Ótima noticia! Agora é só esperar para ver a “guerra” que vai surgir nos comentários do Hypescience entre “Ateus x Crentes” por causa da matéria ;)

    Thumb up 11
    • Mais especificamente por causa de um simples nome de uma partícula que nem se sabe se existe ainda!

      Thumb up 3
  14. Façam suas apostas. Qual achas que é o segredo da Matéria?
    a) O Bóson de Higgs (Modelo Padrão).
    b) Múltiplas dimensões (Teoria das cordas e Teoria M).
    c) As duas alternativas.
    d) Nenhuma delas.

    Thumb up 5
    • É o Bóson de Higgs, a partícula de Deus. Criado por Ele mesmo para que toda matéria pudessem ter massa.

      Thumb up 13
    • Parece que agora os crentes elegerão uma nova doutrina: Adoração à partícula, quem sabe um novo capítulo da bíblia, não é? E Deus disse: – Faça-se o freio do Universo, e assim surge o bóson!!!
      Te liga amigo, uma coisa não tem nada a ver com a outra.

      Thumb up 15
    • Jonatas, não tem jeito. Me divirto com esse tipo de assunto. = D

      Thumb up 3
    • Aposto na C

      Acredito que se complementam.

      Thumb up 1
    • Mas a Teoria das Cordas exclui o Modelo Padrão? Quer dizer, pelo que eu entendi da Teoria das Cordas, as partículas do Modelo Padrão seriam, por sua vez, constituídas pelas “cordas”.

      Thumb up 2
    • Por isso coloquei a alternativa C, na qual eu aposto também. A teoria das cordas acho que não chega a excluir o modelo padrão em nenhum momento, mas o modelo padrão ainda não inclui a teoria das cordas.

      Thumb up 1
    • Uma das razões de eu estar praticando o Budismo é justamente essa, ele caminha junto com os fundamentos científicos, comprovados ou ainda em teoria, nos quais eu mais aposto: Paradigma Holográfico, Entrelaçamento Quântico, Panspermia, realidade espiral, relatividade, entre outros.
      A outra razão é a espiritualidade, essa visão de um plano espiritual, uma existência paralela, é uma abertura que temos no Budismo a um plano cientificamente desconhecido e não-testável, e me aventurar a conhecê-lo é uma oportunidade singular.
      Na última parte “Prana em minha opinião é a mais alta energia criativa dimensional e inseparavelmente conectada ao espírito, Deus ou a energia criadora.“, acho que defende uma visão de Deus mais na forma de energia-fundamental distribuída por toda a parte do que na forma de um ser individual que perdura na maioria das religiões, estou certo?
      - De qualquer forma, embora eu considere essa partícula uma forma fundamental do funcionamento da matéria, não acho que ela chegue a ser o Prana, mas talvez possa ser um efeito do mesmo, e acredito que haja outros, com outras características e outros fins.

      Thumb up 8
    • Legal, não sabia destes conhecimentos indianos. Vou ler sobre isso.

      Thumb up 1
    • Legal vc é buda.

      Thumb up 1
    • nem perto ainda, mas no começo da estrada.

      Thumb up 1
    • Aprecio seu entendimento e apenas acrescento que em 1857, no “Livro dos Espíritos”, quando Allan Kardec pergunta aos espíritos pela definição de “Fluído Cósmico Universal” (lembrando que Kardec usa o termo “fluído” para designar alternativamente campo, energia, e estados outros da matéria), eles respondem tratar-se de “fluído universal, ou primitivo, ou elementar (…) princípio sem o qual a matéria estaria em perpétuo estado de divisão e nunca adquiriria as qualidades que a gravidade lhe dá”. Nâo precisamos traduzir, mas vamos lá: a qualidade dada pela gravidade à matéria é a força de atração que na terra chamamos peso, e que só acontece entre massas (o fóton não tem massa, portanto não é atraído por outras massas), e só há massas devido à existência de um campo e de uma partícula de Higgs (segundo o modelo padrão). Estralhamente, ou nem tanto, em 1857 os espíritos descreveram o campo de Higgs ao conceituarem o Fluído Cósmico Universal … Veremos, logo, se a ciência confirma o conceito, e portanto a existência, de ambos …

      Thumb up 7
    • Que beleza, belas palavras e sabedoria em meio a tanta besteira, tanta descrença e tanto preconceito, tanto com a ciência (que o próprio Deus criou)quanto à criatura (homem x ciência). Amigo, foram as mais belas palavras que li neste momento… estou satisfeita!

      Thumb up 3
    • Jonatas a resposta correta é a alternativa D

      Thumb up 0
    • Justificativa?

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
IanKinnaird_2261989b
Escocês é descendente direto de africana de 190 mil anos

O escocês Ian Kinnai...

Fechar