“Partícula de Deus” pode ser um impostor

Publicado em 11.07.2012

A ciência é assim mesmo: quando um cientista anuncia uma descoberta, outros buscam encontrar furos na descoberta. Neste caso, não é exatamente um furo, mas duas outras partículas “impostoras”, que dariam resultado semelhante ao bóson de Higgs. No jargão científico, são “explicações alternativas” que devem ser investigadas e eliminadas para poder anunciar a descoberta do bóson de Higgs.

Depois de analisar os dados coletados no Grande Colisor de Hádrons (LHC, na sigla em inglês), os cientistas Ian Low, Joseph Lykken e Gabe Shaughnessy, do Argonne National Laboratory, em Illinois, Estados Unidos, alegam que as observações podem ser explicadas por duas partículas, um Higgs “genérico”, e um “impostor”. Na verdade, o decaimento em pares de bósons gauges poderiam ser explicados por quatro partículas, um dilaton/radion, um singlet escalar eletrofraco não dilatônico, um doublet escalar eletrofraco e um triplet escalar eletrofraco.

Usando os dados do LHC, eles descartam os impostores singlet dilatônico e não dilatônico. Sobram o doublet e o triplet escalares.

Identificação de Higgs

Bom, depois do anúncio de quarta-feira, o que há para fazer? Quem disse “descobrir do que é feita a matéria escura, como encaixar a gravidade no modelo de partículas e se o bóson de Higgs tem parentes” está enganado. O passo seguinte, e que começa com este trabalho, é chamado de “Identificação de Higgs”.

Em outras palavras, o anúncio foi de que foram encontrados eventos nas colisões de partículas que apontam para dois tipos de decaimentos que o bóson de Higgs apresentaria, e de que a análise estatística aponta que eles tem 5 sigmas de certeza de que se trata de uma nova partícula, e não de ruído de fundo, e que esta partícula pode ser o bóson de Higgs que eles tanto estão procurando.

Notaram o “pode ser”? Pois é, está lá na página do CERN também. A confirmação do resultado de que se trata o bóson de Higgs só vai sair depois de uma extensa análise dos dados. Algumas partículas podem ser a descoberta, mas a que melhor encaixa nos dados ainda é o bóson de Higgs.

Agora é esperar. Outros cientistas estão quebrando a cabeça para ver se a busca pela partícula, que já leva trinta anos e custou cerca de US$ 9 bilhões (R$18 bilhões) chegou mesmo ao fim. De qualquer forma, descobrimos uma nova partícula, ela é um bóson e é o mais pesado já visto.[Gizmodo, ArXiv]

Autor: Cesar Grossmann

Sou formado em Engenharia Elétrica, mas trabalho no setor público, gosto de xadrez e fotografia.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

49 Comentários

  1. Se o boson de higgs dá massa às outras partículas, quem dá massa para o boson? Esta história parace mal contada. Neste caso até a opinião do HFC em 13/09/12, ai abaixo é perfeitamente válida. Deve ser a gelatina tutti fruti que dá massa às partículas.

    Thumb up 0
  2. Eu tenho a impressão que não será descoberto uma partícula e sim uma energia e por este motivo não poderá ser detectada. Uma explicação mais detalhada você encontrará no blog: “Olhando o Universo”.

    Thumb up 2
    • Inclua no seu blog a possibilidade de ser uma gelatina sabor tutti fruti que foi descoberta, Alberto Campos.
      Com toda a consideração que seu blog merece!

      Thumb up 0
    • Como vc demonstra isso ? Vc pode descrever ?

      Thumb up 0
  3. “evolução do homem”;Realmente o homem tem evoluído muito, um exemplo dessa evolução é o esporte. Há dois mil anos atrás o público assistia os “jogadores” serem assassinados nas arenas do coliseu. Hoje são os jogadores que assistem o público serem assassinados nas arquibancadas. A ciência é boa, e o homem reconhecivelmente capaz de fazer grandes descobertas que revolucionam a nossa história. Mas é incapaz de mudar a mentalidade e os princípios éticos de uma civilização débil.

    Thumb up 7
  4. A ciência leva a novas descobertas e o evolução do homem. Todo gasto é válido para estender nosso horizonte de conhecimentos.

    Thumb up 3
    • A Ciência leva a novas descobertas, mas não há evolução do Homo Sapiens: presentemente estamos cavando (literalmente) nossa sepultura ecológica.

      Einstein lamentava que é mais fácil desintegrar o átomo que um preconceito.

      Dizia também que: “…Já está mais do que óbvio que nossa tecnologia superou nossa humanidade…”.

      No “Invenção do Contemporâneo” (site CPFL/TV Cultura) há vários programas anunciando o “pós-humano” (cyborgs e robôs) se avizinhando no horizonte do “mero” humano e estabelecendo um cenário em que não sobreviveremos como espécie animal à emergência da tecno-ciencia.

      Em “Matrix”, o “agente Smith” nos comparou a um vírus ao qual a “máquina” apareceu para “curar-nos” da face da Terra.

      Bela evolução!!! Em direção ao nada…

      Thumb up 3
    • Correto!
      Do nada ao nada, do pó ao pó, do caos a lama, da lama ao caos.. isto da mangue beat!

      Thumb up 1
    • Sepultura escatológica ? Pq ? Pq provavelmente descobrimos a partícula que faltava ao Modelo Padrão ?
      Escatologia é só um ramo de uma área sem muito sentido chamada teologia cristã, e o fato de aprendermos mais sobre o universo pode sim ajudar a acabar com essa crença por razões sociais e lógicas, mas efetivamente não vai alterar em muito a vida das sociedades humanas.
      O mais interessante é que os preconceitos com que temos convividos são alimentados por essa teologia …
      Já que vc gosta de citações, aguiarubra (coloque um r a mais em seu nick, a não ser que seu nick seja referência a uma ilha do Caribe) fica uma citação do criador do Modelo Padrão :
      “Religião é um insulto à dignidade humana. Com ou sem ela, teríamos pessoas boas fazendo coisas boas e pessoas más fazendo coisas más. Mas para pessoas boas fazerem coisas más, precisa-se de religião.”
      Valeu chefia!

      Thumb up 0
    • P.: “…Sepultura escatológica ?…”
      Comentário: não, é “ecológica”. Quem respira o ar paulistano, morre de complicações pulmonares. Ora, diz que é o preço que se paga pelo progresso! Então, é “sepultura ecológica” o que nos espera no fim da vida, morando em metrópolis.

      Mas o “Café Filosófico” e o “Invenção do Contemporâneo” (além do Discovery Ch. e o History Ch.) apresentam reflexões que vão além da sujeira ecológica em que vivemos: se nada for feito, o mundo inteiro corre o risco de um colapso ambiental sem precedentes, o abalar o ecossistema tão irresponsavelmente como se vem fazendo há 300 anos, pelo menos.

      Só que isso é “escatologia” do IPCC, e não tem nada a ver com escatologia cristã, como nas visões do apóstolo João na ilha de Patmos.

      A escatologia cristão é fatalista e, por isso mesmo, inexorável. No entanto, o IPCC apresenta relatórios de cientistas que servem como um alerta e não tem caráter fatalista, ok?

      P.: “…e o fato de aprendermos mais sobre o universo pode sim ajudar a acabar com essa crença por razões sociais e lógicas, mas efetivamente não vai alterar em muito a vida das sociedades humanas…”

      Comentário: Vc é um camarada totalmente alienado da vida real.

      Aprendermos sobre o Universo, via mídia (distorcida), é bem diferente de ser um cosmologista fazendo seu trabalho árduo em alguma universidade por aí.

      A mídia serve para distrair pessoas incautas, do atual momento econômico mundial, que vai acabar nos pegando, aqui mesmo no Brasil, como um tsunami financeiro, apesar das “marolas” que uns e outros dizem a torto e a direito para quem lhes dá ouvidos.

      Não queira acreditar nos “poderes de Greiskull” do LHC que vai, logo, logo, refazer “o mundo” tirando energia do nada…tsk., tsk., tsk.

      No final da década de 1930, americanos empobrecidos criaram super-heróis para se distrairem do crash de 1929, não é mesmo? (rsrsrsrs…eram mais imaginativos que os caçadores do Bóson de Higgs!)

      P.: “…aguiarubra (coloque um r a mais em seu nick, a não ser que seu nick seja referência a uma ilha do Caribe)…”

      Comentário: colocar um “r” em “aguiarubra”, com em “aguiarrubra”? Pq. “aguiar”, se “águia” é um ave (no caso, rubra, ou seja, penas de cor vermelha).

      Quanto a “aguiarubra” ser referência a uma ilha, disso eu não tenho a menor “googleideia”…

      P.: “…citação do criador do Modelo Padrão…”

      Comentário: Stephen Weinberg, colaborador na constituição da incompleto e deficitário Modelo Padrão da Física das sub-sub-partículas sub-sub-atômicas ganhou um Nobel de Física em 1979 pela Força Eletrofraca, escreveu: “…Religião é um insulto à dignidade humana. Com ou sem ela, teríamos pessoas boas fazendo coisas boas e pessoas más fazendo coisas más. Mas para pessoas boas fazerem coisas más, precisa-se de religião…”

      - Discurso durante a Conferência sobre Design Cósmico, Associação Americana para o Avanço da Ciência, Washington, D.C. (abril 1999)

      Essa citação revela um colossal desconhecimento da História das Religiões, principalmente do papel do Cristianismo no desenvolvimento de tudo aquilo que permitiu Weinberg de formular seu “teorema de Weinberg–Witten”…

      A 26ª Lei de Murphy tem algo a dizer a respeito de físicos:

      Guia prático para a ciência moderna

      1. Se é verde, é biologia.
      2. Se fede, é química.
      3. Se não funciona, é física.

      Obs.: “…Mas para pessoas boas fazerem coisas más, precisa-se de religião…”

      27ª Lei de Murphy: Errar é humano, mas para fazer coisas realmente idiotas é necessário um computador.

      Mas Weinberg se salva aqui, nessa citação: “…O esforço para compreender o universo é uma das poucas coisas que eleva a vida humana um pouco acima do nível do ridículo e dá a ela um pouco da graça da tragédia…” (Os Três Primeiros Minutos, 1993)

      Aceito a necessidade que uns e outros tem de se alienar da vida cotidiana!

      Mas, veja lá, hein? Concordando com Weinberg, esse esforço “…efetivamente não vai alterar em muito a vida das sociedades humanas…”!!!

      Este esforço “…eleva a vida humana um pouco acima do nível do ridículo…”…

      Thumb up 0
    • “Essa citação revela um colossal desconhecimento da História das Religiões, principalmente do papel do Cristianismo no desenvolvimento de tudo aquilo que permitiu Weinberg de formular seu “teorema de Weinberg–Witten”…”
      No máximo revela uma correlação falsa sua, usada para valorizar religiões. Nada no texto indica que o físico desconheça como o pensamento herdado pelos cristãos dos pensadores muçulmanos da era de ouro foi a base da construção histórica da ciência. E ainda que tal colaboração histórico social tenha existido, isso não isenta da religião a responsabilidade por atos que hoje são considerados reprováveis mas que moveram o comportamento de pessoas durante a história. As justificações da validade moral da escravidão feitas pela religião são um exemplo nesta frase, e não o comportamento ideológico de William of Ockham. Ou seja, aguiarubra, sua correlação é falsa, ou como efetivamente suponho, meramente estúpida.

      Thumb up 0
    • P.: “…Nada no texto indica que o físico desconheça como…”

      Comentário:

      P.: “…Com ou sem ela, teríamos pessoas boas fazendo coisas boas e pessoas más fazendo coisas más…”

      —> Ora, sem religião não haveria nem sociedades, nem civilização, em primeiro lugar!!!! Volta pro banco da escola prá aprender sobre o começo dss civilizações, no crescente fértil e em volta do Nilo.

      Sem a religião, não teríamos as contribuições da Matemática Hindú-arábica transmitida pelos muçulmanos e nem do que sobrou de “Os Elementos”, do grego Euclides, entre muitos outros.

      Assim, um Robert Grosseteste, Bispo de Lincoln, não teria cultivo cultural suficiente para perceber que a Matemática é uma ferramenta importante no estudo da Natureza e também não poderia defender o uso de experimentos para verificar as teorias a respeito da mesma.

      P.: “…Mas para pessoas boas fazerem coisas más, precisa-se de religião…”

      Comentário: Weinberg nasceu em 1933, mas tinha 12 anos de idade quando duas bombas atômicas obliteraram da face da Terra cerca de 300.000 civis de Hiroshima e Nagasaki, construida por “bons homens de Ciência” ateias em sua maioria, que participavam do Projeto Manhattan.

      Pela pouca idade, Weinberg não tinha condições de entender o que se tornou a Ciência naquele momento.

      Mas é incrível que, em pleno período de “Guerra Fria”, com o terror atômico mantido por países ateus como Rússia e China, Weinberg tenha acreditado que “…para pessoas boas fazerem coisas más, precisa-se de religião…”!!!

      Percebe-se, com um mínimo de inteligência, que não é só Weinberg quem emite opiniões tão estúpidas como essa, não é mesmo?

      Thumb up 1
    • “Ora, sem religião não haveria nem sociedades, nem civilização, em primeiro lugar!!!! Volta pro banco da escola prá aprender sobre o começo dss civilizações, no crescente fértil e em volta do Nilo.”
      A sua alegação é falseada pelas sociedades pirahãs, o que acaba com sua alegação de que não existiriam sociedades. Efetivamente sociedades seriam diferentes se não houvesse religiões, mas efetivamente o exemplo dado rechaça e mostra falsa sua alegação. O exemplo também mostra que seu grito ofensivo em pedir para que eu volte aos bancos da escola caberia muito mais a vc por sustentar um argumento baseado em uma alegação falsa. Nada que surpreenda pelo nível de tolices de quem admite a existência de discos voadores somente por achar que o amigo pessoal esteja certo.

      Thumb up 0
    • “Sem a religião, não teríamos as contribuições da Matemática Hindú-arábica transmitida pelos muçulmanos e nem do que sobrou de “Os Elementos”, do grego Euclides, entre muitos outros.”
      Baseado no que vc afirma isso ? Baseado na mesma alegação falsa que sustentou seu parágrafo anterior e numa avaliação nada crítica em relação a religião ?
      O mundo seria diferente sem a religião – mas nada (só sua imaginação e deturpação de fatos) implica que não seria possível construirmos a matemática ou equivalente.

      Thumb up 0
    • “Comentário: Weinberg nasceu em 1933, mas tinha 12 anos de idade quando duas bombas atômicas obliteraram da face da Terra cerca de 300.000 civis de Hiroshima e Nagasaki, construida por “bons homens de Ciência” ateias em sua maioria, que participavam do Projeto Manhattan.”
      Projeto Manhatthan, liderado e dirigido pelo ateu Leslie Groves …
      Mas, o general Groves que decidiu e dirigiu o projeto era um protestante, um cristão.
      Se vc fosse mais honesto com os argumentos, falaria sobre quem foi o responsável pelas mortes, ao invés de mentir e esconder fatos, ou atacar com um ad hominem a Wienberg.
      Equilíbrio, análise objetiva e sinceridade estão astronomicamente distantes de seu discurso.

      Thumb up 0
    • “Mas é incrível que, em pleno período de “Guerra Fria”, com o terror atômico mantido por países ateus como Rússia e China, Weinberg tenha acreditado que “…para pessoas boas fazerem coisas más, precisa-se de religião…”!!!”
      Tendo em vista que o artigo onde a frase aparece foi proferido em 1999, sua referência a Guerra Fria, pode ser avaliada como delirante, incabível, ridícula, patética e risível. Mas fazer o que ??? Veja, o texto aparece no discurso “A designer universe ?” justamente pela mesma tosca intervenção pessoal que vc faz ao querer vender sua crença em uma deidade de sua imaginação feita por defensores do ridículo DI.

      “Percebe-se, com um mínimo de inteligência, que não é só Weinberg quem emite opiniões tão estúpidas como essa, não é mesmo?”
      Opiniões estúpidas lotam suas postagens aguiarubra. Efetivamente notar que religiões fazem pessoas boas se comportarem de forma ruim não é uma opinião, é uma verificação. Mas vc pode tentar tapar o sol com a peneira dizendo que não …
      Para vc, cientistas ateus continuaram sendo maldosos, não pagar bem a cientistas continuará sendo culpa da ciência maldosa, crer em deus faria pessoas serem melhores, e seria necessário acreditar em deus para produzir conhecimento. Claro, vc pode achar que as tolices que vc fala não são opiniões, nem que não estejam erradas e nem que vc não precise de pensar sobre elas ou abandoná-las … Mas faça um favor para o mundo, mantenha as crianças longe de suas tolices.

      Thumb up 0
  5. Muito bom estes comentários feitos aqui. Eu queria perguntar ha muito: se o boson de higgs tem massa, quem deu massa a este boson? É como o caso: Se Deus foi o criador de tudo, quem criou Deus?
    Outro ponto importante é alegar a despesas gastas em experimentos científicos quando poderia matar a fome da população mais pobre. O problema da população pobre é outro e deve ser evitado e não incentivado como se faz agora. Deixar os pobres se multiplicarem aos montes, é falta de inteligencia das autoridades políticas. Quem não tem condições de sustentar um filho com dignidade, seria proibido de te-los. Isto onera os governos, a população, o pais e o mundo. Não podemos nos preocupar com a pobreza e sacrificar os avanços científicos. O certo é não permitir a pobreza a todo custo. Qualidade de vida para todos.

    Thumb up 17
    • O teu comentário “Deixar os pobres se multiplicarem aos montes” passa a impressão que você considera os pobres como uma raça. Antes de mais nada devo dizer que não sou pobre mas também não sou milionário, então não estou aqui para defender nem um e nem outro, mas você deve entender que a pobreza não é necessariamente “hereditária”, pois há muitos ricos que foram pobres e até miseráveis. Então se um pobre tem um filho mesmo sem poder cuidar, isto não significa que será um ônus para a sociedade como você diz, porque essa pessoa, desde que seja educada com decência, poderá ser alguém de muito valia para a sociedade, mesmo que seja um lixeiro, ou servente de pedreiro, ou qualquer profissão mais humilde porém tão importante e necessária como qualquer outra. Quantas vidas são salvas por filhos de pobres… Se um dia você estivesse acidentado e um pobre lhe estendesse as mãos para lhe socorrer, talvez mudasse esse seu modo infeliz de pensar.

      Thumb up 4
    • Alberto, quero dizer que no meu outro comentário que fiz, eu não quis ser de forma alguma indelicado contigo. Só quis ressaltar que de entre os pobres saem gênios, pessoas maravilhosas, “corações de ouro” e o que mais importa é a honestidade, decência, vontade, dignidade e isso não se conquista com dinheiro e supera qualquer cifra bancária, pois como já disse um conhecido médico: “Há ricos morando em casebres e miseráveis morando em mansões”. Grande abraço!

      Thumb up 4
    • Alberto Campos. Concordo com você. O que adianta dar dinheiro as pessoas de pouca renda se ele vai criar mais 10 igual a ele ? Dinheiro precisa ser bem empregado dando as pessoas capacidade para se auto sustentar e ser capaz para ter uma família com condições aceitáveis.

      Thumb up 6
    • HEIL HITLER!!!

      Thumb up 2
  6. Uma descoberta leva a mais perguntas que leva a outras pesquisas que leva a mais investimentos. R$18 bilhões não resolveria o problema da fome na africa, mas aliviaria o sofrimento de muita gente. A insaciedade do homem pelo conhecimento o leva a negligenciar o que de fato é mais importante, o próprio homem.

    Thumb up 23
    • MarceloLima, existe tanta fonte de recursos para combater a miséria e melhorar a vida de todos. E vc logo vem implicar com o investimento em ciência básica. Só os Estados Unidos possuem um gasto de 504 bilhões de dólares por ano com gastos militares que poderia resolver muitos problemas no mundo. Lembra-se que o investimento em ciência básica que proporciona a melhoria de vida de todos na Terra.

      Thumb up 12
  7. Se não houvesse tanto dinheiro envolvido, e a pressão pela descoberta, eles poderiam trabalhar mais focados e com os interesses desviados. Vamos com calma e aguardar o que há de realmente verdade nisso tudo.

    Thumb up 3
  8. Vejam só…

    30 anos de estudo e 18 bilhões investidos para descobrirem algo que possui explicações alternativas?!?!

    Não sei! Na minha modesta opinião, a ciência está muito perto do seu limite em termos de descoberta e do desenvolvimento de novas tecnologias!

    É como se comparássemos os atletas de velocidade dos primeiros jogos olímpicos com os atuais. O primeiro recordista olímpico, Tom Burke, percorreu os 100 metros em 1896 em 12 segundos. Em 1968, esse tempo caiu para a marca dos 9,99 e após meio século, o atual recordista, Usain Bolt, conseguiu baixar esse tempo em apenas 0,41 centésimos de segundo, detendo a marca de 9,58 segundos.

    O que quero dizer com isso? Que a ciência tem mostrado um avanço similar aos atletas. Houve grande avanço na ciência com o desenvolvimento de tecnologias incríveis, como computadores, televisores, celulares, compostos químicos, carros, aviões, entre outros, no entanto, estamos vivendo uma época em que apenas é possível aprimorar o que já fora descoberto.

    É justamente a situação dos atletas olímpicos! Eles encontraram um limite natural de evolução e aprimoramento esportivo, ou alguém acredita que um dia farão os 100 metros rasos em 5 segundos?

    Talvez aqueles mais otimistas e nostálgicos acreditem que sim. Porém, a estatística demonstra o contrário! Da mesma forma vejo a ciência de modo geral em nossos dias! Ela tem chegado ao seu limite. Prova disso é um experimento de 30 anos, com investimento de 18 bilhões para detectarem uma partícula, o tal bóson, e que no final das contas, possui explicações alternativas para ele!

    E mesmo que fosse descoberta a tal partícula com 100% de certeza, ainda não se sabe exatamente qual a aplicação do mesmo! Haveria mais anos de estudos para concretizar algo se é que fosse possível!

    Sim! A ciência tem demonstrado um incrível otimismo, mas já está ofegante na corrida tecnológica!

    Abraço!

    Thumb up 5
  9. Imprecionante , ter gasto 18 bilhões de dólares , acho ainda pouco , todo investimento na ciência e pouco , mas eu acho que já deveria ter gasto 36 bilhões em pesquisas alternativas para a saude humano , como a AIDS, por exemplo

    Thumb up 4
  10. pois é toda a ciencia funciona assim mesmo, mas com certeza eles vão provar axistencia da particula por q ela existe.

    Thumb up 4
    • Bom, eles tem certeza que descobriram uma nova partícula e que ela é a partícula mais massiva que já descobriram.

    • Correto. Também terão que descobrir como o boson adquire massa.

      Thumb up 4
    • Por que é uma propriedade fundamental do bóson?

      Será que faz sentido perguntar de onde o bóson tira a própria massa? Se ele foi teorizado justamente para explicar a existência de massa (o campo de Higgs)…

    • Pode ser.. mas se é uma particula massiva, intuitivamente supõe-se que sua massa deve ter sugido de alguma forma..

      Thumb up 4
    • Ora, o “Campo de Higgs” é a origem das massas de prótons e elétrons, e o “Bóson de Higgs” é um “quantum” desse campo (mais detalhes na wikipédia, verbete: TEORIA QUÂNTICA DE CAMPOS).

      Daí que um “bóson” não é uma partícula sólida, mas um “mensageiro e/ou condutor de força”. Segundo a descrição que encontrei no site PROJETO WEBCOISAS: BÓSON DE HIGGS? http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=b%C3%B3sons%20mensageiros&source=web&cd=5&ved=0CFMQFjAE&url=http%3A%2F%2Fwww.projetowebcoisas.com.br%2F2012%2F07%2Fboson-de-higgs.html&ei=CjsEUNfCCe_I0AH7g6GqBw&usg=AFQjCNGi4mO90YCFSZ18QfjooRMuwL3sxA

      “…Colocando de forma bem simples, os bósons são “os mensageiros” responsáveis por transmitir as diversas interações que ocorrem entre quarks e léptons que fazem com que todas as coisas existam, se unam, se quebrem e funcionem como a gente está acostumado a ver. O fóton, por exemplo, é um bóson “mensageiro” de força eletromagnética.

      O bóson de Higgs é também um “mensageiro”, como os outros bósons, mas a interação que ele comunica é especial, é a interação responsável por criar os outros bósons, ele comunica as perturbações que são características de algo chamado Campo de Higgs, que é um campo que se estende por todo o universo. Em outras palavras, pela teoria, sem o Campo de Higgs e o bóson de Higgs, as partículas fundamentais não interagiriam e tudo seria como um enorme saco de peças de Lego sem nada montado ou acontecendo com elas…”

      É como se “massa” deixasse de ter conotação abstrata (uma propriedade da matéria) e adquirisse, agora, uma “existência substancial” independente (em termos metafísicos!!!).

      Então, as partículas virtuais “candidatas” a se tornarem leptons e quarks se revestem de massa para se “encarnarem” em nossa realidade, entende? E quem “fornece” tal massa (a “carne” dos quarks…rsrsrs…) é o campo de Higgs, “quantizado” como bóson de Higgs, o “alfaiate” das partículas “fantasmas”…rsrsrsrs…

      Desculpe se usei analogias com os conceitos espíritas, mas foi o melhor que achei para comparar esses conceitos e “bóson” e “massa-bóson”).

      Thumb up 2
    • Acho inevitável que mais cedo ou mais tarde essa pergunta seja feita. Com certeza será. Além disso, considerar algo fundamental porque não temos a capacidade de fragmentá-lo não significa que ele o seja. Fragmente um framento e sempre terá um novo a ser fragmentado. Aliás o conceito de fundamental é por si só muito abstrato. É o que sempre digo: não dá para dar respostas finais sobre os confins da matéria sem que caiamos em questões filosóficas muito profundas.

      Thumb up 2
    • O boson de higgs e um aglutinador dando forma e consistencia as coisas.Nao o considero como tendo massa.

      Thumb up 1
    • o bóson de higgs não “contém” massa e não é “dotado” de massa: ele é a própria massa que dá massa às particulas.

      Thumb up 0
  11. A verdade é que existe inveja no meio cientifico também, isso por si só já é um fator determinante.
    Depois uma descoberta dessa que pode mudar a história da ciência é de cair os cabelos de muita gente interessada na atual conjuntura de fatos.
    Dai resta saber se o Boson vai ser aceito ou descartado assim como a teoria geral da relatividade de Einstein.

    Thumb up 1
    • Dou-lhe a mão à palmatória!!!
      Mas…a esperança é a última que morre.

      Thumb up 1
    • Pois é… De qualquer forma, esta etapa já fazia parte dos planos do pessoal do CERN. Tanto é que avisaram que um anúncio seria feito perto do fim do mês.

Envie um comentário

Leia o post anterior:
120525013853-finger-painting-child-blue-green-story-top
Como levar uma vida criativa – e mais saudável

8 recomendações para...

Fechar