Por que falamos “hmmm” quando estamos pensando?

Publicado em 19.06.2012

Já ouviu falar em “pensamento bovino”? É como alguns chamam o famoso “hmmm…”, um dos maiores coringas dos diálogos, junto com o igualmente célebre “pois é”.

Você provavelmente não o aprendeu durante uma aula de Português, e ele raramente aparece em um dicionário. Gramaticalmente falando, é uma “interjeição”, ou seja, uma palavra que expressa emoções, estados de espírito, sentimentos. O próprio significado varia conforme o tom: pode significar “não gostei”, “boa ideia!” ou “espere um pouco enquanto penso numa resposta”. O significado muda com o contexto da conversa, também.

De onde veio a expressão? “Não tenho uma teoria para isso”, disse o linguista Anatoly Liberman, da Universidade de Minnesota (EUA) e especialista na origem de palavras. “Pode ter vindo do Inglês ou do Francês. Mas você não consegue traçar sua longa trajetória”.

Ele sugere que o “h” substitui a respiração que antecede a fala, e o “mmm”, emitido sem abrir a boca, indica que você não tem certeza do que dizer. O fato de você emitir o som indica que, pelo menos, continua envolvido na conversa.

Para o psicólogo Nicholas Christenfeld, da Universidade da Califórnia (EUA), especialista em “pausas em diálogos preenchidas” (!) a expressão é popular justamente porque é um som neutro “mais fácil de ser dito do que qualquer outra coisa”. “Hmmm…”, pensaram vocês.[Live Science]

Autor: Guilherme de Souza

É jornalista empenhado e ilustrador em treinamento. Curte ciência, cultura japonesa, literatura, seriados, jogos de videogame e outras nerdices. Tem alergia a música sertaneja e acha uma pena que a Disco Music tenha caído no esquecimento.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

12 Comentários

  1. falar “hmm” trata-se de um conhecimento empirico, por algum motivo alguém quando foi raciocinar fez esse gesto, acredito eu que foi criado no momento em que certa pessoa foi questionada por alguém, e usou o “hmm” com intenção mostrar que está procurando a resposta em sua mente, para que o questionador entenda que ele está sendo ouvido. Suponho que seja empírico pois alguém criou esse costume que foi repassado e perdura até hoje.

    Thumb up 2
  2. Geralmente é acompanhado daquele dedo indicador ao lado da boca ou da mão no queixo para dar um ar de intelectualidade.=)

    Thumb up 2
  3. Faço isso justamente com o propósito de indicar à alguém que estou pensando sobre o assunto. Pois se não fizer podem pensar que não estou prestando atenção no que dizem.

    Empaticamente falando, comunicação não é só fala.

    Thumb up 7
  4. “O fato de você emitir o som indica que, pelo menos, continua envolvido na conversa”.

    Pelo menos metade da vezes que “falo” isso é porque estou totalmente desinteressada no que a pessoa está dizendo ou até achando um verdadeiro “saco”. =P

    Thumb up 4
    • Essas variedades de “hmmm” também fazem parte de um vasto conjunto de expressões físicas e/ou sonoras que usamos diariamente como: movimento do olho, da cabeça, da sobrancelha; aham (concordar), uuhullll (comemorar)

      Thumb up 7
    • Eu tenho o mau costume de ficar calado pensando em uma resposta, e as pessoas acham que eu não estou prestando atenção nelas…

      Thumb up 7
    • Eu também já tive isso! Hoje envio algum “sinal”.
      Mas tem gente que fica impaciente em questão segundos e logo começa a divagar ou iniciar discussões sem foco.
      Em algumas situações, com uma equipe mais ou menos nivelada, pode ser interessante desenvolver um “pensando alto”, de modo que a resposta seja alcançada em conjunto.

      Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
gay-men
Por que existem homens gays?

O "gene gay" pode au...

Fechar