Por que os Amish são praticamente livres do câncer?

Um trabalho publicado na revista Cancer Causes and Control estudou a incidência de todos os tipos de câncer na comunidade Amish, e apontou que este é o grupo de pessoas mais saudável dos EUA.

Os pesquisadores da Ohio State University (EUA) analisaram a taxa de câncer nessa comunidade, suspeitando que casamentos entre membros da mesma família e a falta de procura de atendimento médico refletiria em altas taxas de câncer. O que foi encontrado, porém, os surpreendeu.

Na pesquisa, adultos de várias famílias foram entrevistados sobre o histórico de câncer familiar. Esses dados foram cruzados com os do estado de Ohio, e um total de 191 casos de câncer foram identificados entre os anos de 1996 e 2003 nesta comunidade.

A taxa de incidência de todos os tipos de câncer entre os adultos Amish é apenas 60% dos adultos do estado de Ohio. Já os tipos de câncer relacionados ao tabaco são ainda menos frequentes nesse grupo, com 37% de incidência em relação ao resto do estado.

Ao analisar o estilo de vida desse grupo, eles constataram que essas pessoas não bebem ou fumam e não têm relacionamento sexual fora do casamento. A rotina envolve muita atividade física, sendo que a maioria trabalha com agricultura, construção ou fabricação de móveis e equipamentos. Eles também só consomem alimentos frescos e orgânicos, plantados por eles mesmos.

Este grupo é um verdadeiro exemplo do que seria considerado um estilo de vida ideal: muita atividade física, sensação de pertencimento ao grupo, consumo de alimentos saudáveis e sem presença de substâncias já conhecidas por causar câncer e outras doenças. Todos esses fatores contribuem para a ótima saúde dos Amish. [Natural News, NCBI, The World of Knowledge]

6 respostas para “Por que os Amish são praticamente livres do câncer?”

Deixe uma resposta