E se você recebesse dinheiro para provar comida de cachorro?

Philip Wells
Philip Wells

Donos de animais experimentando o conteúdo das tigelas de seus bichinhos de estimação, por curiosidade, é algo compreensível. Mas comer comida de cachorro em uma base diária? É difícil digerir essa!

Ainda assim, “degustador profissional de comida de cachorro” é um trabalho real, que aparentemente paga muito bem. Uma posição de nível mais baixo no departamento de controle de qualidade normalmente rende cerca de US$ 30 mil por ano (o equivalente a mais de R$ 77 mil), enquanto um “profissional experiente” poderia tirar até US$ 75 mil (o que daria quase R$ 195 mil).

Então, o que exatamente o trabalho envolve? Bem, como o nome sugere, inclui degustar comida de cachorro para se certificar de que ela atende aos exigentes padrões de qualidade de uma marca de primeira. Os provadores normalmente abrem algumas latas de amostra de cada lote recém-feito de comida de cão (ou gato) e, em seguida, as cheiram e comem.

Provadores profissionais são treinados para identificar sabores que os cães tendem a apreciar ou rejeitar. “Embora o paladar dos cães seja diferente do nosso, o gosto é uma qualidade importante a ser verificada para garantir que cada ingrediente esteja perfeitamente equilibrado”, afirma Philip Wells, provador-chefe da marca de alimentos para animais domésticos Lily Kitchen. “Provar a comida também é uma boa maneira de capturar as nuances da culinária. Isso funciona especialmente bem nos biscoitos secos”, acrescentou.

Wells disse que gosta muito da comida, e não tem problema com a degustação. Ele explicou que a carne utilizada em alimentos para animais de estimação tem que ser proveniente de animais que são aprovados como próprios para consumo humano, segundo normas de 2010, e sua empresa usa “alimentos frescos e de padrão humano” em todas as suas receitas.

Mas ele admitiu que há alguns “alimentos para animais muito horríveis por aí” e, embora não os tenha provado, “o cheiro é o suficiente para revirar o estômago” quando faz pesquisa de mercado.

Apesar dos prazos apertados e das surpresas ocasionais, Wells conta que gosta de seu trabalho e o considera gratificante porque ajuda os animais de estimação a ficarem mais felizes e saudáveis. E a melhor parte é que ele trabalha com um “elemento-chave” da equipe de degustação – Lily, a border terrier. [Oddity Central]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta