Pudim à prova de balas

Publicado em 11.07.2010

Quando você pensa em algo blindado você tem a imagem daqueles carros fortes, enormes, feitos de metal reforçado e aço? É bom se acostumar a pensar em algo mais líquido então – uma espécie de pudim.

Cientistas britânicos desenvolveram a armadura líquida e, segundo eles, ela é mais “garantida” do que o colete Kevlar que conhecemos.

Ela foi batizada de pudim à prova de balas (bulletproof custard) porque, uma vez que é atingida, suas moléculas se juntam para criar uma superfície mais densa. Ela absorve a força do projétil e se torna mais grossa e mais pegajosa.

A idéia do pudim não é substituir o Kevlar, mas sim complementá-lo, criando uma armadura mais leve, flexível e forte. Em testes um colete Kevlar com 10 camadas e o pudim se mostrou mais forte do que um Kevlar com 35 camadas.

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

6 Comentários

  1. A tendência é justamente esta. Criação de substâncias que absorvam a energia de forma a dissipá-la com segurança. Este “pudim” na realidade deve ser um polímero líquido, viscoso, que encapsulado entre as camadas de Kevlar, atua como um amortecedor, transferindo a energia pontual do impacto para uma superfície muito maior.

    Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
biblioteca
A primeira biblioteca sem livros do mundo – ou quase

A biblioteca da facu...

Fechar