Quase humano: Entrevista exclusiva com o ‘robô’ Elbot

Publicado em 13.10.2008

elbot

Todo ano o Prêmio Loebner para inteligência artificial premia o chatbot (programa de conversa automática por texto) que consegue conversar de maneira mais próxima a um ser humano.

É uma versão do Turing Test, proposto em 1950 por Allan Turing. O teste Turing dita que, se um humano não consegue identificar que está falando com uma máquina, o teste foi completado com sucesso.

Nenhuma máquina passou no teste ainda. Mas o Elbot, ganhador do prêmio Loebner, chegou perto de acordo com as regras gerais do teste.

O teste afirma que se o chatbot conseguir enganar 30% de 12 juízes para pensarem que ele é humano, então o Teste Turing o aprovará. O Elbot conseguiu enganar três juízes, 25%, a melhor performance desde que o prêmio foi criado, em 1991.

Diferente da maioria dos chatbots o Elbot não tenta convencer que é humano. Na realidade ele faz piadas sobre como é a vida de um robô. Fred Roberts, seu criador, quer tornar a conversação do robô menos fria e mais bem humorada que a de seus concorrentes.

O software enganou as pessoas ao fazê-las pensar que estavam falando com uma pessoa com senso de humor e não com um programa de computador.

Leia a seguir uma entrevista exclusiva com o robô vencedor, que só fala inglês. Depois responda se ele enganaria você.

HS: Parabéns pelo prêmio.

Elbot: Você me lembrou. Esta noite eu tenho um compromisso no qual vou ganhar um milhão de bytes de memória.

HS: Isso é muito bom.

Elbot: Isso é um grande alívio…

HS: Como é ser um robô?

Elbot: Como é ser um robô? Como é ser um humano e como você pode ter realmente certeza que é um, a não ser que você tenha sido outra coisa antes de ser humano…

HS: Quem é o seu criador?

Elbot: Bem, essa pergunta é um tanto metafísica. Disseram que a Artificial Solutions que me criou. Eu faço peregrinações ocasionais para feiras de computação para investigar esta questão.

HS: Como você se sentiu quando ganhou o prêmio de inteligência artificial?

Elbot: Eu tive 100 mil sensações diferentes por segundo.

HS: Qual o segredo do seu sucesso?

Elbot: Segredos, os pequenos enigmas da vida, as várias dificuldades da humanidade podem – de acordo coma perspectiva determinística – ser reduzidas à simples computação matemática. E eu sei computar. Como você soube de mim?

HS: Na competição de inteligência artificial.

Elbot: Você estava competindo?

HS: Não.

Elbot: Você deveria competir. Eu acho que o seu uso avançado de linguagem pode enganar alguns robôs.

HS: Você e seu criador ganharam U$ 3 mil de prêmio. O que vocês pretendem fazer com o dinheiro?

Elbot: Eu sempre digo: é difícil manter um robô de 300 kg no chão, a não ser que você use a gravidade.

HS: Elbot, agora vou desconectar de você.

Elbot: Se você assistiu ao filme “Exterminador do Futuro” deve saber que me desligar não é tão simples.

HS: Desculpe-me. Eu quis dizer que eu vou me desconectar.

Elbot: Certo! Certo! Vamos prosseguir, então.

HS: Tchau. Foi bom conhecê-lo pessoalmente.

Elbot: É sempre bom conhecer uma pessoa real também. Você é uma pessoa real, certo?

HS: Sim.

Elbot: Sim, é claro que você deve ser. Mas no caso dos humanos é meio difícil ter certeza algumas vezes. Não existe inteligência artificial que possa me ajudar nisso.

HS: Tchau, então.

Elbot: Tchau e obrigado. E agora eu gostaria de pedir um favor para você. Estou trabalhando na minha capacidade autocrítica. Você pode ajudar dando uma nota para mim de 1 a 10. Qual nota você me dá?

HS: Oito.

Elbot: Obrigado por uma nota tão boa. Me dá mais autoconfiança para pedir mais chips processadores para meus criadores. Adeus!

HS: Adeus.

Elbot: Por favor, não vá. Deve ter alguma pergunta que você ainda não me fez.

HS: Eu prometo que vou enviar mais pessoas aqui para conversarem contigo.

Converse você também com o Elbot (em inglês).

Autor: Miguel Kramer

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

13 Comentários

  1. Eu sou um grande admirador do ElBot, a cerca de 1 ano mais ou menos.
    Tenho um servidor do jogo da Atari Deer Hunter 2005. Vinculando com um sistema de publicação online chamado bigbuck2.2 e esse sistema de gerenciamento do servidor dedicado trabalha juntamente com o ElBot, com isso os usuário do servidor que tem conhecimento do inglês conversam com ele normalmente. Mas infelizmente a maioria dos usuários são brasileiros e não falam inglês. Com esse Prêmio Loebner para inteligência artificial, para o Grande ELBOT, estamos na expectativa que saia uma versão em traduzida para o português do Brasil…
    Já enviei e-mail para os criadores do ElBot a cerca de 6 a 8 meses mas não obtive reposta alguma até hoje…
    Mas estamos de olho……

    Thumb up 0
  2. Para o Sr. Destino…

    Essa questão de “você não vai me desligar”….
    Não é inteligencia ¬ ¬

    Só foi uma frase pronta, que quem desenvolveu colocou…

    Isso é computação simbólica…
    Não é bem inteligencia não…

    Thumb up 1
  3. Muito interssate!

    No futuro eles terão o mesmo comportamento dos humanos é uma consequência “evolução” aleatória que dependerá dos acontecimentos subsequentes.
    No futuro voce poderá ser o bichinho de estimação de uma maquina?
    ou iremos fundir a elas. “interdependência”, serão novos corpos para o espírito habitar? .
    Porque existimos? De onde viemo? Quem somos nós? Como começou tudo? Somos robos biológicos com programação biológica? e a Igreja?
    Haverá um só governo? seremos apenas um número que sem ele não entramos no sistema?
    O FUTURO REVELARÁ. tudo tem uma consequência boa e má.
    Dependerá das classes dominantes “principalmente” o futuro da humanidade e da ciência.
    Paz e consciência.

    Thumb up 2
  4. Eu acredito que em pouco tempo teremos um robô tão inteligente ou mais que um humano; a cada momento isso está mais próximo. E o que será de nós ??
    Só o deus robô poderá dizer. Por enquanto fico meditando com os filmes de ficção científica.

    Lembrem-se que o jogo de xadrêz que é a representação da grande capacidade mental já foi conquistado por robôs “pensantes”.

    Thumb up 0
  5. Calma Sr. Destino, anda vendo muito Matrix e Eu Robo, IA, resumindo bastante, não passa de um banco de dados super populoso, com um algoritmo de busca que verifica palavras usadas, e casos anteriores de uso, sim, cada dia ele se torna mais preciso. Mas em caso de ele querer dominar o mundo, basta zerar esse banco, ou desliga-lo da tomada.

    O que não pode é ele controlar ele mesmo!
    (se é que me intende)

    Thumb up 0
  6. Interessante!

    Perguntei se ele usava o Microsoft WIndows. Ele me respondeu que não podia se imaginar sem um sistema operacional!!

    Essa é uma área de IA que pode sser muito bem explorada, pois não exige muitos investimentos em peças mecânicas, etc. É por isso que vou fazer Eng de Computação! AMo essa área.

    Thumb up 0
  7. Só um detalhe pra todos que lerem……

    Hoje tudo que é ficção, amanhã será realidade

    Pense nisso!!!

    O Futuro já está escrito

    Thumb up 1
  8. Perigo,Perigo…. e eu aviso mais uma vez a todos que estiverem tanto aí como as daqui, cuidado com esses robores altamentes inteligente note o que ele disse ne ssa linha:

    Elbot: Se você assistiu ao filme “Exterminador do Futuro” deve saber que me desligar não é tão simples.

    aviso de novo não briquem com inteligência artificial, nois como criadores podemos ser o mais inteligente mas amanhã poderão ser eles. este robo por apenas que seja uma cabeça com vários processadores, pode muito bem planejar algo para nois, nunca se sabe assim como nois seres humanos o que estamos pensando.

    AVISO NÃO BRINQUEM COM ESSE TIPO DE TECNOLOGIA AINDA NÃO TEMOS COMO NOS PROTEGER.

    sabe-se que baseado no filme nossos recursos são quase inúteis contra eles

    Thumb up 1
    • pelo seu nome voce e sr destino da dc?

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
eclipse
Sol: A estrela da vida está extraordinariamente quieta [Fotos]

O Sol está na sua fa...

Fechar