Restos de um tipo de humano desconhecido foram encontrados na Sibéria

Publicado em 24.12.2010

Cientistas descobriram um novo tipo de humano, chamados Denisovans, em cavernas da Sibéria. Os ossos encontrados sugerem que eles co-existiram e cruzaram com a nossa própria espécie.

Um grupo internacional de pesquisadores sequenciou um genoma completo de um dos antigos hominídeos (criaturas com aparência humana), com base no DNA nuclear extraído de um osso de dedo.

Segundo os pesquisadores, isso fornece a confirmação de que havia pelo menos quatro tipos distintos de existência humana quando os humanos anatomicamente modernos (Homo sapiens) deixaram sua terra natal africana pela primeira vez.

Junto com os humanos modernos, os cientistas sabiam dos Neandertais e de uma espécie humana anã encontrada na ilha indonésia de Flores, apelidada de “hobbit”. A esta lista, os especialistas devem agora adicionar os Denisovans.

Há também evidências de que esse novo grupo era difundido na Eurásia. Eles devem ter co-existido com os Neandertais e cruzado com a nossa espécie, talvez por volta de 50.000 anos atrás.

Através da análise dos DNAs de ossos encontrados na caverna Denisova, no sul da Sibéria, os cientistas concluíram que os indivíduos pertenciam a um grupo geneticamente distinto de seres humanos, com parentesco distante dos Neandertais, e ainda mais distante de nós.

A descoberta acrescenta mais peso à teoria de que um tipo diferente de humano poderia ter existido na Eurásia, ao mesmo tempo em que a nossa espécie.

Antes, os pesquisadores tinham uma evidência fóssil para apoiar este ponto de vista, mas agora eles têm algumas provas concretas do estudo genético realizado. Ou seja, com bastante certeza uma espécie de vida humana adiantada evoluiu na Europa.

O estudo mostra que os Denisovans cruzaram com os ancestrais dos povos atuais da região norte da Melanésia e nordeste da Austrália. O DNA melanésio compreende entre 4% e 6% do DNA Denisovan.

O fato de que os genes Denisovan acabaram tão ao sul sugere que eles foram generalizados em toda a Eurásia; eles devem ter se espalhado por milhares e milhares de quilômetros.

Um mistério é por que os genes são únicos em melanésios modernos, e não são encontrados em outros grupos da Eurásia até agora amostrados. A teoria dos pesquisadores é que eles tiveram apenas um encontro fugaz como os seres humanos modernos, enquanto migravam através do sudeste da Ásia e, em seguida, na Melanésia.

Segundo os cientistas, apenas 50 Denisovans cruzando com mil seres humanos modernos seria suficiente para produzir 5% de genes arcaicos transferidos. Portanto, o impacto pode existir, mas o número de eventos pode ter sido muito pequeno e bastante raro.

Ninguém sabe quando ou como esses seres humanos desapareceram, mas, segundo os pesquisadores, provavelmente tem algo a ver com os povos modernos, pois todos os seres humanos”arcaicos”, como os Neandertais, desapareceram algum tempo depois do Homo sapiens sapiens aparecer na cena. [BBC]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

13 Comentários

  1. Existem muitas ideias, mas os fatos apontam para varias formas de homenidios convivendo em um mesmo periodo de tempo. O que leva a crer que houve uma interação entre as mesmas especimes.
    Contudo não acredito que houve varias especimes de homenideos diferentes, mas seres humanos ou primatas de especimes diferente que conviveram em uma era não muito distante da nossa.
    Ex: um anão é uma especime diferente de humano? que sofre de progeria é uma nova raça humana? quem tem o mal do gigantismo é uma novva especie, um homem obeso é um novo ser humano.
    é claro que não! voce dirá, mas se daqui a 2 mil anos a raça humana for dizimada, e nossos descendentes arqueologos encontrarem nossa ossadas, dirão ter descorberto novas especimes de homenidios e com bases em ossos isso fará sentido.
    há pessoas de muitas formas e tamanhos diferentes, inclusive no mundo atual, então ossos não provam que erAM HESPÉCIMES DIFERENTE.
    mudanças de fenótipos não quer dizer mudança de genotipo, logo o DNA dos 1º humanos é identico a do humano atual, o que mudou foi o fenótipo. um leão sempre foi leão, e o tgre sempre foi o tigre, existem varios tigres, e varios tipos leões, mas todos tenhem o mesmo gentipo.

    Thumb up 0
  2. se levarmos em consideração o potencial destrutivo do homo sapiens devido a sua habilidade de usar ferramentas, e de seu impeto violento, podemos prever sim que o homo sapiens cresceu frente á outras raças por vantagens taticas e pela força, talvez o senso cognitivo e de sobrevivencia tenham feito o homo sapiens superarem não apenas outros homos, mas tambem diversos animais com força e velocidade superior.

    Thumb up 2
  3. A verdade não vai deixar de ser verdade se não acreditarmos nela. Deus é a gênese de toda a vida na terra e devemos ir além, de toda a vida no universo. Isso não vai mudar se não acreditarmos, todas as afirmações cristãs tem como base um livro profético (Bíblia), é por meio deste livro que Deus em sua infinita sabedoria explica de onde viemos e para onde vamos, muitas vezes por meio de simbologia, pois ele precisa falar para o homem de um modo que ele entenda aquilo que ele precisa entender, pois somos deveras ingnorantes isso não podemos negar.

    Devemos levar em consideração que os escritos proféticos do antigo testamente em sua maioria prevêem a vinda do Messias. O modo como esse nasceria, viveria, morreria e ressucitaria para provar que teve vitória sobre a morte, todas, absolutamente todas as profecias acerca do Messias foram concretizadas a 2011 anos atrás, com excessões daquelas a cerca da segunda vinda dele. Então o messias veio e com ele veio o Evangelho do novo testamento, os ensinamentos e as respostas para as dúvidas do homem estão ali, também por meio de metáforas pois a palavra de Deus nos diz que ele deu ao homem olhos que não podem ver, então é preciso falar para o homem de um modo que esse venha entender o que Deus quer nos dizer.

    Então eu por meio da minha fé e do Espiríto Santo de Deus que eu acredito que habita em mim graças ao meu Senhor e Salvador Jesus Cristo, digo que seria ignorância demais da minha parte achar que as profecias do novo testamento não serão concretizadas uma vez que as do velho foram. Dentre muitas outras a maior prova de que Deus existe e de que Jesus é o caminho, a verdade e a vida é o modo como contamos os anos. A passagem de Jesus é tão explendorosa pelo mundo que o próprio mundo se sentiu incapacitado de negar a sua natureza incomum à aquela do homem comum (natureza divina), contamos os nossos anos A.C (antes de cristo) e D.C (Depois de Cristo). Deus existe, e tudo que ele diz por meio de seus verdadeiros profetas é verdade, o fato de acreditarmos nisso ou não, não vai fazer com que a verdade deixe de ser verdade. Então quando o Senhor nos diz que viemos do barro, não duvudem, pois viemos.

    Thumb up 5
  4. Vejo com ceticismo essa idéia de cruzamento entre espécies diferentes como neandertalensis, denisovans, homo sapiens e outros. O resultado desses cruzamentos são híbridos, os quais são invariavelmente estéreis.
    Minha tendência é acreditar que nossa espécie (homo sapiens sapiens) prosperou após terem as outras por algum motivo se extinguido. Essa extinção em massa dos homideos bem poderia ter sido provocada pela erupção de um supervulcão no lago Toba na ilha de Sumatra, isso há uns 70 ou 75 mil anos atrás.
    Só salientando que a ossatura e musculatura de um Neandertal eram extremamente fortes, algo semelhante a dos gorilas atuais. Como tinham inteligência e armamento iguais aos dos sapiens, um confronto entre esses grupos humanóides seria muito desvantajoso para os Sapiens.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_da_cat%C3%A1strofe_de_Toba

    Thumb up 7
  5. Vejo com ceticismo essa idéia de cruzamento entre espécies diferentes como neandertalensis, denisovans, homo sapiens e outros. O resultado desses cruzamentos são híbridos, os quais são invariavelmente estéreis.
    Minha tendência é acreditar que nossa espécie (homo sapiens sapiens) prosperou após terem as outras por algum motivo se extinguido. Essa extinção em massa dos homideos bem poderia ter sido provocada pela erupção de um supervulcão no lago Toba na ilha de Sumatra, isso há uns 70 ou 75 mil anos atrás.
    Só salientando que a ossatura e musculatura de um Neandertal eram extremamente fortes, algo semelhante a dos gorilas atuais. Como tinham inteligência e armamento iguais aos dos sapiens, um confronto entre esses grupos humanóides seria muito desvantajoso para os Sapiens.
    desvantajoso para os

    Thumb up 0
  6. Eu acho que isso mostra o como o surgimento da vida inteligente é (pelo menos na Terra) mais comum do que se imagina; resta saber se a “culpa” pelo sumiço destas outras espécies tem relação direta com o Homo Sapiens ou é apenas uma coincidência…

    Thumb up 19
  7. Storm power,

    A gente já entendeu que vc terminou seu cursinho de inglês, deixa de ser babaca.

    Thumb up 22
  8. E ainda tem gente que acredita em Adão e Eva…
    Mas tudo bem, tem gente que acredita até em Papai Noel, Coelhinho da pascoa, mula sem cabeça, Saci-Perere, POLITICO HONESTO…

    Thumb up 55
    • E ainda tem gente que acredita no que VOCÊ fala!
      Vai ler a bíblia e estudar pra depois vir dizer coisa que não sabe!
      Você por acaso acha que animais e humanos tão complexos surgiram por acaso,do nada? Algo de bom vem de uma explosão hoje em dia?
      E outra quem criou a explosão?? Nada surge por acaso!!

      Thumb up 0
    • Use seu próprio conselho: estudar!

      porque se entendesse desse assunto saberia que evolução não é acaso, que o big-bang não foi simplesmente uma explosão, mas um longo processo envolvendo várias forças que não tem NADA a ver com explosões, e que uma coisa (origem do universo) não tem nada a ver com a outra (evolução da vida).

      Thumb up 4

Envie um comentário