Resultados da busca pelo Bóson de Higgs oficialmente publicados

Fazem dois meses que foi anunciada a descoberta de uma partícula que corresponde às características previstas para o bóson de Higgs. O anúncio foi feito de forma extra-oficial, ou seja, sem a publicação de um trabalho científico.

Isto agora foi corrigido. Os dois laboratórios que fizeram o anúncio em 4 de julho de 2012, o ATLAS e o Compact Muon Solenoid (CMS), publicaram seus artigos no periódico de ciências Physics Letters B.

O porta-voz do CMS, Joe Incandela, afirmou que se tratam dos estudos científicos mais importantes produzidos no Grande Colisor de Hádrons (LHC) até agora, e a porta-voz do ATLAS, Fabiola Gianotti, aponta que estes trabalhos são um importante avanço no conhecimento fundamental físico. “É a culminação de mais de 20 anos de trabalhos da comunidade mundial de física de alta energia, para construir e operar instrumenos de tecnologia, complexidade e performance sem precedentes”.

Se você está interessado em conferir os trabalhos, eles estão disponíveis em “Observation of a new particle in the search for the Standard Model Higgs boson with the ATLAS detector at the LHC” (“Observação de uma nova partícula na busca pelo bóson de Higgs do Modelo Padrão com o detector ATLAS do LHC”) e “Observation of a new boson at a mass of 125 GeV with the CMS experiment at the LHC” (“Observação de um novo bóson de massa 125 GeV com o experimento CMS no LHC”).

Embora ninguém tenha duvidado do anúncio do CERN em julho, as descobertas científicas precisam ser publicadas em um periódico científico que faça uma revisão do trabalho antes de sua publicação definitiva. A partir da publicação, outros cientistas podem verificar as equações, os métodos, os dados obtidos e as conclusões, e verificar se realmente se trata de uma descoberta científica ou se a equipe cometeu algum erro, ou até ignorou alguma outra explicação para o fenômeno observado. Além disso, ainda existem trabalhos sendo feitos para confirmar se a nova partícula realmente é o bóson de Higgs.

Mais de 5.000 pesquisadores do mundo inteiro tomaram parte da busca pelo bóson, e os dois trabalhos publicados foram dedicados à memória dos colegas que faleceram durante tal enorme empreendimento.[PopSci, PhysOrg]

Por: Cesar GrossmannEm: 12.09.2012 | Em Espaço, Principal  | Tags: , , ,  
Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

9 respostas para “Resultados da busca pelo Bóson de Higgs oficialmente publicados”

  1. HFC

    Sim, escrevi isso.

    E vc escreveu também:

    “…Ciência não diz que é infalível, nem que sabe tudo. Ao contrário, cientistas sabem que o conhecimento científico é temporário, mas substituído por implementações que cubram melhor ao conjunto de respostas anteriores. A ciência se comporta como um rio que aos poucos se avoluma em direção a uma foz. Não é um ente inteligente personificado, é só o conjunto de produção de conhecimento por meio de falseabilidade e testabilidade…”

    Ambos nós dois duplamente nos alinhamos ao que escreveu Einstein:

    “…Uma coisa aprendi na minha longa vida: que toda a nossa ciência, contraposta à realidade, é primitiva e infantil. E, apesar disso, é a coisa mais preciosa que temos…” (Albert Einstein)

    Destaco: “…primitiva e infantil…” se “…contraposta à realidade…”.

    Eu, quando escrevi o trecho que vc destacou, comentava sua argumentação à Bruna Bosco.

    Bruna Bosco escreveu: “…O problema da ciência é que ela é HUMANA, da mesma forma que ela julga reações, pensamentos, poder da fé nas pessoas que creem em Deus, usam mil e um argumentos para dizer que tudo é força do pensamento, raciocínio…”

    Vc comentou: “…O interessante de ciência é que ela a melhor ferramenta humana para se conseguir respostas objetivas e mais próximas de uma verdade. Se o seu deus não encaixa no que efetivamente já temos de resposta, isso indica que sua crença é só um desejo pessoal seu distorcido da realidade…”

    Meu comentário chegou até o LHC para mostrar-lhe que tais pesquisas objetivam observar se o Modelo Padrão da Física de Partículas é preciso o suficiente para encontrar o Bóson de Higgs e não tem nada a ver com ideias como “…sua crença [em Deus] é só um desejo pessoal seu distorcido da realidade [científica]…”

    Ora, se o Deus de Bruna Bosco não se encaixa em pesquisas de ponta como o LHC, ENTÃO POR ISSO MESMO Bruna Bosco tem uma crença distorcida da realidade?

    Outra questão: o LHC está pesquisando A REALIDADE TOTAL ou só um “modelo falseável” de uma pequena parte (4%) da realidade física com relação às massas de partículas bariônicas?

    E o que o LHC está pesquisando IMPLICA na negação da existência/inexistência de Deus? O Modelo Padrão de Física de Partículas “supõe” a existência/inexistência de Deus e usa o LHC para demonstrar isso EXPERIMENTALMENTE?????

    Vc não desconfia, nem um pouquinho, que está comparando ideias de Ciência com ideias de Religião e “concluindo” que a Ciência versa sobre “realidades absolutas e inquestionáveis”? Bruna Bosco se refere, justamente, a esse “problema humano” que tem os ateus de usarem resultados científicos para constestar crenças em Deus.

    Mas, se a Ciência é a coisa mais preciosa que temos, ela é ainda infantil e primitiva frente à realidade. Portanto, a Ciência não tem instrumentos para negar/afirmar a realidade de Deus. Já é bastante caro investigar o bóson de Higgs, que só vai resolver uma pequenina parte (ou, literalmente, um grão) da realidade física.

    O LHC é insuficiente para investigar TODA A REALIDADE. Por isso há projetos para o ILC e o CLIC.

    Infelizmente prá vc, tais projetos não terão por objetivo confrontar religiosos.

    Quem confronta teistas são os ateistas. A Ciência não tem nenhum modelo teórico tratando sobre Deus, embora muitos cientistas sejam ateístas.

    • Não foi vc mesmo, aguiarubra quem escreveu isso sobre o LHC :
      “E olha que as “explicações”, hoje em dia, já custaram US$ 10 BILHÕES e ainda vão consumir mais de U$ 30 MILHÕES POR ANO em eletricidade prá continuar “explicando”!!!…ra-ra-ra-ra…
      Se fosse obter a “resposta real, objetiva, verdadeira e final”, até que compensaria todo o esforço e cansaço “científico” (a melhor coisa “infantil” que temos…).
      No entanto, já planejam outros LHC (o ILC e o CLIC), maiores, mais caros, mais poderosos, mais…mais…mais…OBJETIVOS e FINAIS…rsrsrsrsrsrsrs…”
      Que interesse pela informação e pesquisa científica, hein?

    • HFC

      Sim, escrevi isso.

      E vc escreveu também:
      “…Ciência não diz que é infalível, nem que sabe tudo. Ao contrário, cientistas sabem que o conhecimento científico é temporário, mas substituído por implementações que cubram melhor ao conjunto de respostas anteriores. A ciência se comporta como um rio que aos poucos se avoluma em direção a uma foz. Não é um ente inteligente personificado, é só o conjunto de produção de conhecimento por meio de falseabilidade e testabilidade…”

      Ambos nós dois duplamente nos alinhamos ao que escreveu Einstein:

      “…Uma coisa aprendi na minha longa vida: que toda a nossa ciência, contraposta à realidade, é primitiva e infantil. E, apesar disso, é a coisa mais preciosa que temos…” (Albert Einstein)
      Destaco: “…primitiva e infantil…” se “…contraposta à realidade…”.

      Eu, quando escrevi o trecho que vc destacou, comentava sua argumentação à Bruna Bosco.
      Bruna Bosco escreveu: “…O problema da ciência é que ela é HUMANA, da mesma forma que ela julga reações, pensamentos, poder da fé nas pessoas que creem em Deus, usam mil e um argumentos para dizer que tudo é força do pensamento, raciocínio…”

      Vc comentou: “…O interessante de ciência é que ela a melhor ferramenta humana para se conseguir respostas objetivas e mais próximas de uma verdade. Se o seu deus não encaixa no que efetivamente já temos de resposta, isso indica que sua crença é só um desejo pessoal seu distorcido da realidade…”
      Meu comentário chegou até o LHC para mostrar-lhe que tais pesquisas objetivam observar se o Modelo Padrão da Física de Partículas é preciso o suficiente para encontrar o Bóson de Higgs e não tem nada a ver com ideias como “…sua crença [em Deus] é só um desejo pessoal seu distorcido da realidade [científica]…”

      Ora, se o Deus de Bruna Bosco não se encaixa em pesquisas de ponta como o LHC, ENTÃO POR ISSO MESMO Bruna Bosco tem uma crença distorcida da realidade?

      Outra questão: o LHC está pesquisando A REALIDADE TOTAL ou só um “modelo falseável” de uma pequena parte (4%) da realidade física com relação às massas de partículas bariônicas?

      E o que o LHC está pesquisando IMPLICA na negação da existência/inexistência de Deus? O Modelo Padrão de Física de Partículas “supõe” a existência/inexistência de Deus e usa o LHC para demonstrar isso EXPERIMENTALMENTE?????
      Vc não desconfia, nem um pouquinho, que está comparando ideias de Ciência com ideias de Religião e “concluindo” que a Ciência versa sobre “realidades absolutas e inquestionáveis”? Bruna Bosco se refere, justamente, a esse “problema humano” que tem os ateus de usarem resultados científicos para constestar crenças em Deus.

      Mas, se a Ciência é a coisa mais preciosa que temos, ela é ainda infantil e primitiva frente à realidade. Portanto, a Ciência não tem instrumentos para negar/afirmar a realidade de Deus. Já é bastante caro investigar o bóson de Higgs, que só vai resolver uma pequenina parte (ou, literalmente, um grão) da realidade física.

      O LHC é insuficiente para investigar TODA A REALIDADE. Por isso há projetos para o ILC e o CLIC.
      Infelizmente prá vc, tais projetos não terão por objetivo confrontar religiosos.

      Quem confronta teistas são os ateistas. A Ciência não tem nenhum modelo teórico tratando sobre Deus, embora muitos cientistas sejam ateístas.

Deixe uma resposta