Simples mudança de hábito para evitar halitose ao acordar

Publicado em 4.01.2017


Todo mundo já acordou com mau hálito pelo menos uma vez na vida. Quando a halitose começa a incomodar, porém, pode ser que este seja um sintoma de outro problema de saúde, como sinusite ou refluxo.

O especialista em ouvido, nariz e garganta, Erich Voigt, explica que quem tem sinusite costuma tossir com menos frequência quando está dormindo, e o muco acumulado na garganta não é desalojado tão rapidamente quanto durante o dia. Esse catarro acumulado contém bactérias que tornam o hálito desagradável.

Outro problema que pode estar causando o mau hálito é o refluxo. O médico lembra que o estômago é um órgão forte, que precisa remexer o alimento para realizar a digestão. O movimento natural da comida é seguir para o intestino, e não voltar para a boca, mas se o esôfago não consegue conter esta pasta alimentar, ela pode voltar para a boca.

Quando a pessoa que sofre com refluxo dorme, normalmente fica na horizontal, e isso facilita o retorno do alimento. Esses restos de comida parcialmente digerida se acumulam na garganta e boca, causando o mau odor.

A dica de ouro para o médico é justamente aquela que as avós costumam recomendar aos netos: não ir para a cama de barriga cheia. A orientação oficial é aguardar três horas entre a última alimentação e o momento de se deitar. Lanchinhos no meio da noite também devem ser evitados. [Business Insider]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 3,50 de 5)

Juliana Blume

É jornalista porque quer saber de tudo um pouco e adora dividir o que descobriu com os outros. É boa em contar histórias mirabolantes para os amigos, mas não consegue contar piadas porque cai no riso antes de terminar.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

Envie um comentário