Somos programados para acreditar em Deus?

Publicado em 25.03.2012

Algumas habilidades humanas, tais como a música, são tratadas como dons: alguns parecem “ter nascido para a música”. No entanto, tarefas como andar e falar são comuns a todas as pessoas saudáveis, todos fomos “nascidos para andar” ou para falar. Será que é possível incluir a tendência de crer em Deus em um destes dois grupos? Acreditar em uma divindade é algo que vem naturalmente com o ser humano ou não?

Um autor norte-americano, Justin Barrett, acredita que sim. Ao analisar pesquisas antropológicas de várias universidades americanas, ele defende que quase todos nós nascemos naturalmente “crentes em Deus”.

Isso significa que, usando a lógica do andar ou falar, estamos naturalizados com a religião e a crença tão logo ela nos é apresentada, ainda na primeira infância. Seria uma tendência incluída na mente desde o nascimento.

Um estudo psicológico com bebês de 9 meses de idade, conduzido pela Universidade Emory (Atlanta, EUA), fez experimentos cognitivos. Os pesquisadores observaram que o cérebro das crianças, para entender o mundo, faz associações a partir de “agentes” (qualquer fator de ação ao seu redor, não necessariamente uma pessoa), e de como podem interagir com eles.

Naturalmente, os bebês sabem que tais agentes têm uma finalidade, ainda que seja desconhecida, e que os agentes podem existir mesmo que não possam ser vistos (é por isso, por exemplo, que filhotes de animais buscam se proteger de predadores mesmo que não os tenham visto).

Essa tendência, segundo o autor, facilita que se acredite em Deus. Não nos causa estranheza atribuir determinados fenômenos a um ente desconhecido: nosso cérebro pode lidar com isso sem problemas.

Outra pesquisa, da Universidade Calvin, em Grand Rapids (Michigan, EUA) vai ainda além: não apenas temos naturalidade com a ideia de um agente invisível, como somos diretamente propensos a este pensamento. Além disso, tais tendências não desaparecem na infância, se prolongando pela vida adulta na maioria dos casos.

Desde a infância, somos condicionados a acreditar que todas as coisas têm um propósito fixo. Uma terceira faculdade americana, Universidade de Boston (Massachussets, EUA), estudou crianças de 5 anos que visitavam um zoológico e olhavam para a jaula dos tigres.

Os pesquisadores descobriram que as crianças são mais propensas a acreditar que “os tigres foram feitos para andar, comer e serem vistos no zoológico”, do que “ainda que possam comer, andar e serem vistos, não é para isso que foram feitos”.

Temos dificuldade em não saber a razão da existência de algo, por isso recorremos a divindades. Este ente superior, por deter uma resposta que o ser humano não pode descobrir, recebe naturalmente atribuições de onisciência, onipresença e imortalidade, pois nosso cérebro tende a depositar todo o universo desconhecido em tal entidade.

O autor ainda lança uma pergunta: se Deus é aceito pelas crianças em um mecanismo de atribuição do desconhecido, semelhante ao Papai Noel ou a Fada do Dente, porque as crenças nestes últimos morrem com a infância e a ideia de Deus tende a permanecer na vida adulta?

Isso se explica, segundo ele, porque a imagem de Deus é mais poderosa. Papai Noel sabe apenas que deve te entregar um presente no dia 25 se você se comportou, e a Fada verifica apenas se você escondeu o dente debaixo do travesseiro.

Deus, ao contrário – e desde sempre somos levados a acreditar nisso -, sabe não apenas tudo o que você faz, mas também todos os outros seres do mundo e do universo. É por isso que algumas pessoas só passam a crer em Deus depois de mais velhas, mas ninguém retoma na vida adulta uma crença no Papai Noel: isso é algo restrito ao imaginário infantil. [New Scientist]

Autor: Dalane Santos

Dalane Santos tem 21 anos, é recém-formada em jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e escreve para o Hypescience desde fevereiro de 2012.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

186 Comentários

  1. A religião, nada mais é do que um ensinamento espiritual. Para que servem as escolas? São ambientes, espaço localizados e determinados para um aprendizado sistemático, lógico, artístico, esportivo, criativo, enfim, se resumo a um conjunto de um ensinamento intelectual. Para que serve a Igreja, templo, casa, escola, universidade, enfim, que são quase sinônimos? Também tem o mesmo propósito que é reunir um grupo de pessoas neste espaço localizado e determinado e praticar o ensinamento espiritual. Assim como existem escolas ruins e maus professores, existem religiões ruins e maus pastores, padres, espíritas(…). É mister dizer que o que vai influenciar o bom indivíduo como pessoa de caráter, personalidade e bom profissional, está relacionado ao bom convívio familiar. Um sujeito que entra numa igreja ou numa escola com atos deploráveis, de vandalismo, violência, desrespeito, enfim, indicam que aquela atitude é reflexo da convivência familiar, e não há escola ou igreja que SALVE esse estrago que esteja causando; e o pior é quando isso vem de léguas…

    Thumb up 0
  2. Talvez tanto Deus quanto as religiões tenham sido criados mediante o grau de necessidade das pessoas. É como se todos nós tivéssemos certas lacunas na alma e com o que temos a nossa volta não conseguimos preenchê-las. Então é nessa hora que entra Deus, um ser maior que poderá, no futuro, compensar todo esse vazio que existe em nós. Mas também, se não acreditamos nesse Ser Superior, possivelmente pensamos que estamos aqui por um acaso qualquer da química ou da física. Sendo assim, esse sentimento que chamamos de pensamento não pode ser tão confiável, já que não temos propósito algum. Portanto isso faz com que seja difícil acreditarmos no que dizem os ateus e os religiosos. Não sei, é um assunto tão complicado, que acho que estou desistindo de pensar e apenas viver.

    Thumb up 6
  3. Não,ao contrário,Deus nos programou para não acreditar nele,tudo isso que ele fez no universo que faz com que os cientistas não acreditem nele,é justamente para testar nossa fé,ele pensou em cada detalhe,em cada coisa para dificultar muito nossa fé,ele quer ver quem são os mais fortes,se ele se mostrasse para o mundo,todos acreditariam nele,então ele não teria quem testar…

    Thumb up 3
  4. Oi, ANNE.

    Obrigada por suas palavras.
    Você está certa ao dizer que sou amada e odiada.

    É que defendo as minhas posições, sem a intenção de ser “politicamente correta”

    Meu nome é Magda mesmo, e Patalógica é apelido de família, pois desde criança sempre gostei da personagem da Disney.

    Minha mãe diz que se eu continuar com essa mania de distribuir alfinetas a torto e a direito, vou acabar ficando prá titia.(rss)

    Beijos da Magda.

    Fui.

    Thumb up 0
  5. O homem naturalmente crê em Deus. Prova disso é que não existe civilização que desde sua nascença seja ateia ou não acredite em algo além.
    Naturalmente cremos.

    Thumb up 9
  6. De fato em sua natureza o homem foi feito para adorar o seu criador!

    O pecado (que é incredulidade) é o que o separa de seu Criador! Assim sendo ele substituirá a adoração genuina a seu criador por algo mais.

    Thumb up 8
    • Deus nao existe,nem Cristo.tudo isso é um implante para prender o ser humano no medo e ignorancia,afim de não conhecerem a verdade,tudo isso é herança dos reptilianos…

      Thumb up 38
  7. Hum… como as religiões abraamicas meio que “tomaram para si” o termo “deus”, talvez o texto ficasse mais claro se a palavra “deus” fosse substituída por algo como “divindade”.
    Pelos comentários, parece que a questão da crença em uma divindade está girando em torno do deus abraamico, e não das divindades citadas ao longo da história da humanidade. Talvez nem todo mundo incutisse na cabeça de uma criança, ao longo da história, que o raio é produto da vontade de jeová (por ex.), mas de mithra, krishna, anubis, odin, zeus, sei lá…

    Thumb up 31
    • Quando perguntavam a Sai Baba, se ele era Deus, ele respondia: Você é Deus, só que ainda não tem consciência disso.

      Thumb up 2
  8. Se Deus existe ou não, ninguem pode afirmar. São mistérios. Ninguém sabe de nada. Mas podemos discutir sobre religiões? acho que sim. Pra mim a religião surgiu como uma forma de dominação do homem. Analiso O homem Jesus como um grande revolucionário, o império romano era muito forte ninguém arriscava ameacá-lo, mas Jesus teve coragem, foi um homem corajoso e de grande importância para a humanidade.

    Thumb up 10
  9. somos uma espeçie entre outras milhoes de especies que vive num planeta q gira em torno de uma estrela que onde á mais 100 bilhoes de estrelas compondo uma galáxias entre outras 200 bilhoens de galáxias em um dos univessos possiveis e que um dia ira desapareçer. Mario Cortella

    E as pessoas ainda acham q existe vida so aqui!

    Thumb up 27
  10. Ao voce afirmar que não existe coesao entre Illuminatt e Nova Ordem Mundial é justamente a falta de não conhecer o que esta acontecendo.
    Se tiver a oportunidade de conhecer algum ex Padre.Converse com ele sobre o assunto.E se ele for uma pessoa sincera,voce vai descobrir qual é o papel fundamental da Igreja Romana nisso tudo.
    Voces são levados a crer em apenas nos que teus olhos podem ver.Infelizmente é assim…
    Voce sabia que dentro da igreja tem mais menbros de sociedades ocultista do que proprimante cristãos?
    Acho que não ne?

    Thumb up 2
    • Esse pessoal conspiracionista vive totalmente fora do mundo real, para mim não passa de uma forma desesperada de dar mais sentido às suas religiões decadentes que se baseiam em pleno século 21 em doutrinas ultrapassadas de séculos antigos.
      Eu já fui um leitor apaixonado pelo assunto Iluminatti, em pleno renascimento. Os Iluminattis seriam uma organização de cientistas anti-católicos formada em retaliação à perseguição ridícula, insana e mortal imposta pela inquisição católica, inspirados pela de fato injusta prisão domiciliar de Galileu. O termo Iluminatti é uma clara referência à iluminação da razão, o conhecimento, contra a escuridão do desconhecimento ou conhecimento inventado da igreja. Durante minhas pesquisas encontrei ligação entre eles e a maçonaria, foi quando percebi que estava enganado e que as linhas se formaram de formas distintas, até que os Iluminattis se associaram ou se infiltraram no meio maçon.
      Tudo isso é muito legal, rende bons filmes, mas não existe mais. Iluminattis cessaram qualquer atividade antes do século XX, posteriormente surgiu alguns grupos mas eram NEOs, sem grande ligação aos originais.
      O grande problema pelo qual muitos conspiracionistas passam é ler demais só um lado da história, algumas peças se encaixam de verdade, outras começam a se encaixar pela sua vontade de que se encaixem e no fim você está convencido de que essa é a inquestionável verdade, fecha seus horizontes em cima só daquilo e aí, mais nada que não seja dessa linha lhe fará sentido.
      Eu não estou te julgando, por favor, estou colocando o que penso. Duvido totalmente da existência de uma ceita científica afim de derrubar a religião e a fé, assumir governos e reduzir a população mundial.

      Thumb up 19
    • Na minha opinião, teorias conspiratórias perpetuam-se por dois motivos básicos:
      1 – necessidade de sentir-se especial; capaz de entender, qse que exclusivamente, as “teias” que unem eventos aparentemente isolados. É a gana por ser mais esperto/sagaz/inteligente/atento… ou seja, especial;
      2 – necessidade de acreditar em alguma coisa e se sentir parte disto. Qse todo mundo gosta de uma “novela” na própria vida, de sentir que está envolto em uma trama, que possui uma missão com isso tudo… e que é importante nesse contexto.

      Juntando essas coisas, surgem aqueles que “viram o que mais ninguém viu”, que emitem gritos de “acordem!” pois estão tentando dominar o mundo na surdina, pois há uma trama internacional de consequencias universais sendo desenvolvida neste momento… e “eu” sei/investiguei/percebi/conclui/possuo fontes secretas e confiáveis/estive onde nenhum homem jamais esteve/vi coisas que mais ninguém viu/etc…

      Thumb up 9
    • Oi, Nika.
      Falou e disse, amiga.

      Os “sábios” de plantão, são sempre tagarelas, mexeriqueiros e chatos.

      Sri Yukteswar, o guru de Yogananda, assim afirmava:

      “Águas silenciosas, águas profundas”.

      Fui.

      Thumb up 11
    • Cara, Esqueçe Judaísmo.
      Mas não esqueça de que JESUS era judeu, e a bíblia do novo testamento era a torá (Lei de Moisés e os profetas) e é por esse motivo que devemos sim aprender sobre a cultura e costumes judaicos bíblicos para compreender melhor a bíblia. Por esse motivo sim é que se deve conhecer, mas esqueçamos o judaísmo que não tem nada a ver com o cristianismo. Cristo é o fim da Lei e início da Graça especial de DEUS.

      Meus Abraços

      Thumb up 1
    • Acredito que ao longo do nosso processo de aprendizagem durante os primeiros anos de nossas vidas, somos levados a acreditar que existe algo maior do que nós, um Deus ou qualquer outro nome usado para tal. Mas isso acontece por duas razões simples:
      -A primeira é que as pessoas tem medo de imaginar que estejam sozinhas no Universo. Elas receiam que não haja ninguém além delas mesmas para guiar suas próprias vidas na direção que acharem melhor, que não há destino nem nada mais além de suas próprias escolhas controlando o que acontece ao longo de seus dias;
      -A segunda é que as pessoas tem a necessidade de ter alguém a quem culpar caso algo em suas vidas dê errado. Muito se ouve as pessoas questionando porque Deus fez determinada coisa com elas, porque lhes tirou um ente querido, porque as faz sofrer tanto.
      No geral, o ser humano se acha muito inteligente, muito superior a qualquer outro animal da Terra, mas no fundo ele é apenas um ser com medo do que o rodeia, com medo do desconhecido, do Universo gigantesco e assustador a que pertence e que ele não consegue controlar e esquece de confiar em seu próprio eu, nas suas capacidades e habilidades e na sua força interior.
      A física quântica e a ciência noética já explicam que os seus pensamentos são capazes de controlar o exterior, começando pelo seu próprio corpo e se expandindo até onde sua própria capacidade alcançar. Se considerarmos o padrão dessas formas de pensamento como sendo reais (e há provas de que eles são), Deus não é mais do que você mesmo, do seu poder de transformação através dos seus pensamentos. Afinal, se lembrarmos, tudo no Universo é energia, inclusive nós mesmos, e a energia pode ser transformada, é só saber como faê-lo.

      Thumb up 14
    • Concordo plenamente Mi… Faço minhas as suas palavras pois não sabia dizer melhor o que você disse. «Deus» está dentro de cada um de nós, cada um de nós tem a capacidade de mudar e orientar a sua própria vida se acreditar na sua força interior. Esse «Deus» que se fala para mim não é mais do que isso, é a crença que cada um deve ter em si mesmo…

      Thumb up 4
    • viro briga kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

      Thumb up 0
  11. Caro Yu krente Masterbador das palavras…digo: Yuken Master.

    Em primeiro lugar, não sou adepta da palavra; mas sim, do Espírito que vivifica. Saca?

    A afirmação de que eu não conheço o Velho Testamento é apenas sua, que não me conhece lhufas de pitibiriba.

    Tampouco sabe que sou filha de sociólogo e ex-seminarista, como também sobrinha de um prof. de teologia com extensão em estudo das religiões comparadas. Neta de pastor da Igreja Luterana.

    O assunto bíblco fervilha em casa, desde que me conheço por gente.

    Meu tio afirma que na época da compilação da Bíblia por São Jerônimo, ainda não tinha nascido o Santo Microsoft Word, mas a Igreja se incumbiu de editar o Novo Testamento, ao seu bel prazer, de acordo com suas conveniências e seus dogmas.

    Então, fico só com os ensinamentos textuais atribuídos à Jesus, Eclesiastes, alguns Salmos e já está de bom tamanho.

    Não perca seu precioso tempo tentando me contestar ou fazer a minha cabeça, pq não tenho muito saco prá discussões intermináveis e inférteis, que não levam a nadica-de-nada.

    Fui.

    Thumb up 9
  12. A Noruega é um pais onde a maioria da população não dá muita importância a religião e é um pais desenvolvido e com pouca violência pobreza e corrupção ao contrario do Brasil e outros países do 3º mundo em que a religião tem um

    paphttp://pt.wikipedia.org/wiki/Noruega#Religi.C3.A3oel importante .

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
3524151027_abe71311eb_z
Seus suplementos vitamínicos estão matando você?

Muitas pessoas tomam...

Fechar