Terra se aproxima mais do sol em janeiro

Publicado em 8.01.2012

Se o sol lhe parece um pouco mais intenso que o normal ultimamente, você não está vendo coisas. A Terra acabou de fazer sua maior aproximação da nossa estrela no ano.

O marco orbital é conhecido como “periélio”, o momento em que a distância entre a Terra e o sol é a menor possível.

O evento ocorre todos os anos no início de janeiro, e em 2012 realizou-se quarta-feira, 4 de janeiro.

Em média, a Terra orbita o sol a uma distância de cerca de 150 milhões de quilômetros. Esta distância é conhecida como uma unidade astronômica (UA), e serve como critério para saber as distâncias de outros planetas em nosso sistema solar. Marte, por exemplo, está a cerca de 1,5 UA do sol, enquanto Júpiter está a cerca de 5,2 UA da nossa estrela.

Mas como outros planetas em nosso sistema solar, a órbita da Terra não é um círculo perfeito. Em vez disso, é ligeiramente elíptica (ou oval), o que significa que tem um ponto mais próximo do sol (periélio) e um ponto mais distante (afélio).

Durante o periélio de 2012, a Terra ficou a cerca de 147 milhões de quilômetros do sol, ou cerca de 0,983 UA. A Terra vai chegar ao seu afélio em 5 de julho desse ano. Nessa época, nosso planeta ficará a cerca de 152 milhões de quilômetros, ou 1,017 AU, do sol.

A diferença entre os dois extremos da órbita da Terra é um pouco mais de 5 milhões de quilômetros. Segundo a NASA, em janeiro, o sol pode parecer brilhar cerca de 7% mais intensamente do que em julho, durante o afélio.

Para nós, o sol estar mais perto no verão e mais longe no inverno faz total sentido. Já quem mora no hemisfério norte, isso pode parecer confuso, mas há uma explicação.

A mudança das estações da Terra é, na verdade, determinada pela inclinação do planeta em seu eixo, e não pela sua distância do sol. Nosso planeta gira sobre um eixo que é inclinado cerca de 23,5 graus na vertical.

A maior aproximação da Terra ao sol a cada ano tem efeitos no espaço. Vários telescópios espaciais mantém vigilância constante sobre o sol para estudar suas tempestades e atividades solares.

Uma vez que algumas dessas sondas estão “estacionadas” perto da Terra ou de sua órbita, os cientistas têm de levar em conta as variações no tamanho aparente do sol quando o planeta atinge o seu periélio e afélio.

Uma dessas naves espaciais da NASA, o Observatório Dinâmico Solar (SDO), tem várias câmeras para gravar vídeos de alta definição do sol. Os cientistas da missão SDO dizem que o periélio da Terra desempenhou um grande papel na escolha das câmeras digitais da nave.

“Por que nos importamos? Porque a SDO tem um monte de imagens do sol no periélio em que ele parece um pouco maior do que no afélio, em julho”, explicam os cientistas. “Tínhamos que garantir que essas câmeras pudessem pegar a totalidade da estrela”.[LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

16 Comentários

  1. Mas que nada. Sai da minha frente que eu vou pregá…
    Tudo isso está escrito na “Bíbia”… Afastai-vos do calor do Inverno que a prima Vera tá louquinha com sete chifres de Outono e dando a fruta para todos os adões. Aqueles que crerem Verão.

    Thumb up 4
    • Na verdade não é a Terra que está se aproximando do Sol,é o Sol que está cada vez maior…O que vcs acham sobre a Teoria do Big Bang fraude ou real?

      Thumb up 3
  2. em pensar q 20% do aquecimento global e culpa do sol, o sol a kda ano vai crescendo,e daqui uns bilhões de anos ele se tornara uma gigante vermenlha, e talvaz vá ingulir a terra.

    Thumb up 3
    • creio que não acontecera com o sol! :D pois algumas estrelas que crescem,mas estas são aquelas que vão diminuindo e tipo essas por exemplo de um planeta a cada 10 anos alguem notaria que a estrela estaria um pouco menor

      Thumb up 1
    • ele so vai diminuir no final de sua vida, q dara um inicil a outro vida bem mas longa quando ela ser torna uma anã branca e ficara provalvelmente por toda a eternidade.

      Thumb up 3
  3. Mas acontece todo ano galera! Tipo por exemplo, Janeiro a terra fica mais próxima do sol,mesmo que o hemisfério norte esteja no inverno,mas lá tipo a temperatura não é a mesma que poderia ser se fosse em Junho,por isso quando lá é Verão não tem tanto calor.

    Thumb up 2
  4. Quarta-feira fez um calor da gota aqui no interior da bahia… parecia que agente tava a 1 Km do sol…
    êê calô du carai.

    Thumb up 9
  5. A órbita dos planetas principais é regular, quase circular, e a diferença entre periélio e afélio é muito menos significativa a calor do que a rotação em boleio da Terra. As estações acontecem devido à rotação inclinada da Terra, porisso é inverno no hemisfério sul enquanto é verão no hemisfério norte, e vice-versa, pela inclinação em que se recebe os raios do Sol.

    Órbitas estranhas são a dos Planetas Anões, em especial um: Sedna. O periélio de Sedna fica a 76 UA (1 UA(Unidade Astronômica) = distância média da Terra ao Sol) e o afélio vai a 937 UA, ou seja, Sedna, ao longo de sua órbita que dura mais que 11 milênios, fica 12 vezes mais distante que o Sol no ponto mais afastado do que no ponto mais próximo do Sol.

    Thumb up 7
  6. Eu sinto é o sol menos intenso, e está a ser um inverno mais frio que nunca!!! brrrrrr

    “Para mim hoje é Janeiro, está um frio de rachar, parece que o mundo inteiro se uniu p’ra me trama-a-ar. Não há, estrelas no céu…”

    Thumb up 3
  7. faz sentido isso viu???..e se a tendência for piorar daqui há alguns anos estaremos fritos…

    Thumb up 2
  8. Ótima matéria, mas por favor.. não pensem que este calor todo se dá pelo fato de a Terra ter chegado no periélio… por favor.

    Thumb up 11
    • Calor? aonde? agora aqui está 16 graus”"
      Curitiba

      Thumb up 8
    • Obrigado por nos avisar ¬¬

      Thumb up 7

Envie um comentário

Leia o post anterior:
doomedgas_eso_900
Foto: nebulosa perto do buraco negro no centro da nossa galáxia

Uma nuvem de gás vai...

Fechar