Uma rachadura incomum de uma geleira na Groelândia está preocupando a NASA

A geleira Petermann, na Groenlândia, está com uma rachadura enorme, conforme mostrou a primeira fotografia da fenda, feita pela operação de monitoramento da criosfera da NASA, IceBridge.

Ao contrário da maioria das fissuras de gelo, no entanto, esta é particularmente estranha.

Estamos cansados de saber que a capa de gelo da Antártida, graças a uma mistura de processos naturais e mudanças climáticas provocadas pelo homem, está se quebrando, mas isso ocorre quase exclusivamente ao longo das bordas, próximas ao oceano.

Esta geleira, que tem se fragmentado significativamente desde 2010, no entanto, tem uma rachadura passando bem pelo meio dela.

O problema

Detectada pela primeira vez em imagens de satélite por Stef Lhermitte, professor da Universidade Tecnológica de Delft, na Holanda, a NASA voou seu observatório espacial sobre as coordenadas da fenda, tirando fotografias inéditas do gigantesco abismo.

Como muitas outras geleiras ao redor do mundo, Petermann é predominantemente uma prateleira de gelo. Isso significa que já está flutuando no mar, o que significa que não contribui diretamente para o aumento do nível do oceano através de sua desintegração.

Porém, sua destruição permite que pedaços de água congelada caiam no oceano, o que não é bom. A NASA percebeu que a fenda está se propagando perto de outra rachadura – uma muito mais larga e longa – que tem tendência para o centro.

Se as duas rachaduras se encontrarem, então a prateleira de gelo se fraturará ao longo de mais de metade de sua área total. Uma péssima notícia, sem dúvida.

Mistério

A presença da fissura no centro da geleira é desconcertante para os cientistas, que não sabem como ela se formou.

Normalmente, devido à ação da água salgada esquentada, pedaços se lascam e se afastam nas bordas de uma geleira. Ainda não está claro por que a Petermann está se desintegrando dessa forma central bizarra.

O maior evento de fratura de geleira desde 1962 ocorreu em agosto de 2010, quando a área total da Petermann foi reduzida em 25%. O pedaço de glaciar separado resultante foi nomeado de “Ilha de Gelo Petermann 2010”, para diferenciá-lo de outra ilha que se formou em 2008.

Imagens de satélite da ilha de gelo que surgiu em 2010. Na época, tinha 260 quilômetros quadrados

Agora, parece que estamos caminhando para uma Ilha de Gelo Petermann 2017. [IFLS]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,67 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta