Usuários de maconha podem enfrentar disfunção erétil

Publicado em 15.02.2011

A maconha é certamente um produto polêmico. Defensores e acusadores trocam benefícios e desvantagens da planta há anos. Porém, segundo novas pesquisas, os usuários masculinos da maconha deveriam mesmo repensar seu consumo, pois uma das consequências pode ser disfunção sexual.

Essa novidade pode ser o ponto para mudar de vez a cabeça de algumas pessoas. O consumo da maconha é popular hoje em dia, mesmo que ela seja proibida em muitos lugares, especialmente entre os homens no auge da vida sexual. O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime relatou que 162 milhões de pessoas fumam maconha em todo o mundo a cada ano. Mais de 22 milhões a consomem diariamente; isso torna a compreensão de seus efeitos a longo prazo importante.

Os estudos sobre o tema são às vezes de baixa qualidade, mas uma nova revisão de pesquisas sobre saúde sexual e maconha produziu resultados mais sólidos, como a conclusão de que o pênis contém receptores para o ingrediente ativo da maconha, o que sugere que os homens fumantes correm riscos de encarar a disfunção.

O histórico dos estudos nessa área é contraditório. Os cientistas começaram a estudar a maconha e o sexo em 1970. Alguns pesquisadores descobriram que a cannabis parece ter o efeito de uma droga do amor. Em 1982, 75% dos fumantes de maconha alegou em um estudo que a droga reforçava suas vidas sexuais.

Enquanto isso, outro estudo do mesmo ano descobriu que a disfunção erétil era duas vezes mais comum em usuários de maconha. Outros estudos ainda sugerem um efeito dose, em que pequenas quantidades de maconha têm pouco impacto sobre a disfunção sexual, mas maiores quantidades produzem menos ereções.

Porém, todas essas pesquisas são cheias de falhas. Nenhum dos estudos utilizou técnicas de medição validadas ao examinar a função sexual dos homens. As perguntas usadas poderiam distorcer as respostas, como poderia a própria droga. Por exemplo, os 39% de homens que disseram que a maconha prorrogou o sexo pode apenas ter experimentado os efeitos da droga que alteram a percepção do tempo.

Já um estudo de 2010 que descobriu receptores de tetrahidrocanabinol (THC), ingrediente ativo da maconha, no tecido do pênis de cinco pacientes do sexo masculino e seis macacos é preocupante.

Segundo os pesquisadores, esses receptores estavam principalmente na musculatura lisa do pênis. Estudos de laboratório adicionais sugerem que o THC tem um efeito inibitório sobre o músculo; um efeito sério sobre a função erétil, já que o músculo liso constitui 70 a 80% do próprio pênis.

A opinião dos especialistas é que faltam estudos clínicos, pesquisas controladas com placebo que analisem os efeitos da maconha em ambos curto e longo prazo. A partir disso, os resultados mais confiáveis poderão se transformar em campanhas de conscientização. [LiveScience]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

17 Comentários

  1. kkkkkk, vão lá se encher de alcool, cigarro e remédios, afinal, é legalizado e gera trilhões em lucros pro governo né…

    Thumb up 14
    • legalisa ae q eu quéro fuma

      Thumb up 6
    • Nem um nem outro. Desprezo qualquer substância química que altere minha consciência. A vida é muito especial para que eu queira deixar de sentir meu Self verdadeiro.

      Thumb up 4
  2. Porra… na real, é o seguinte… esses cientistas trabalham sempre com o foco político…tanto os que são favor, quanto os que são contra a legalização… acontece que a ciência tem que levar em conta os fatores de uma maneira holística…
    por exemplo, se o cara se alimenta mal, só come porcaria, não se exercita, abusa do alcool, e outras drogas, até mesmo a maconha…aí todo mundo só põe a culpa na maconha e eu não sei porque, tipo, parece que todo o mal que o cara tem em relação a tudo na vida a culpa é da maconha…isso aí é ser bem desinformado na minha opinião… mas… fazer o que né… o que tenho a dizer num contexto geral é que a maconha é igual o ovo… metade diz que é bom pra saúde, a outra metade diz o contrário vai de cada um apostar seus 50%… A Regina Cazé certa vez em um programa chamado “um pé de que?” ela disse o seguinte: “do ponto de vista da cannabis, a humanidade é bem doidona” e eu concordo com ela em Gênero, número e grau… sem mais….

    Thumb up 7
  3. SÓ QUEM DEFENDE O USO DE MACONHA É MAIS UMA DESSAS MUITAS MINORIAZINHAS QUE SÓ DEFENDEM O QUE NÃO PRETA, OU PARA QUE VOCÊ ACHA QUE INVENTARAM A LIBERDADE DE EXPRESSÃO SE NÃO FOSSE PRA ESSAS COISAS.

    Thumb up 1
  4. Engraçado isso, por que a maconha ela da uma sensação mais prazerosa em todos os sentidos, e o cigarro o alcool, não causam os mesmo efeitos, acho que este lance de sexo e ereção é questão de estimulo e momento.

    ENTÃO ESTA FAMOSA FRASE esta Equivocada.

    SEXO, DROGAS E ROCKROLL.

    Thumb up 9
  5. EU PREFIRO FICAR COM O SEXO EM DIA.NÃO ARRISCO EM USAR-LA NUNCA.A BEBIDA ALCÓLICA EM ECESSO É PIOR AINDA.PARA QUEM NÃO TEM AMOR A VIDA,DEITE E ROLE NOS DOIS.MAIS TARDE….

    Thumb up 6
    • faço os 2 trancuilo quér ver?

      Thumb up 4
  6. Hauhauhauau sexo ou maconha???? coitado dos maconheiro!!! Eu fico com o bom e velho sexo…

    Thumb up 8
  7. Ok, um tanto de efeito da cannabis que foi comprovado et cetera. Mas cadê as fontes? Onde essas pesquisas foram feitas? Senso comum é uma DROGA!

    Thumb up 19

Envie um comentário

Leia o post anterior:
estrelamassiva
Primeiras estrelas do universo podem estar visíveis até hoje

As primeiras estrela...

Fechar