Quer viver uma vida longa? Corra!

Publicado em 12.08.2008

corredores

Pessoas que querem viver uma vida longa e saudável devem começar a correr.

Um estudo recente mostra que pessoas de meia idade que são membros de clubes de corredores tinham a metade da chance de morrer em um período de 20 anos do que as pessoas que não corriam.

Correr não reduziu apenas o risco de doença cardíaca, mas de câncer e doenças neurológicas como Alzheimer, descobriram pesquisadores da Universidade de Stanford, nos EUA.

“Em 19 anos 15% dos corredores tinham morrido em comparação aos 34% controles [que não corriam]”, a Dra. Eliza Chakravarty escreveram na revista científica Archives of Internal Medicine.

Qualquer tipo de exercício vigoroso possivelmente fará o mesmo, segundo James Fries, que trabalhou no estudo. Tanto o bom senso quanto outros estudos mostram que não há nada mágico na corrida em si. É a atividade física rigorosa que importa, afirmou.

A equipe pesquisou 284 membros de um clube de corredores por todos os EUA e 156 outras pessoas saudáveis similares como grupo de controle. Todos eram funcionários da universidade e tinham condições econômicas e sociais similares. Todos tinham 50 anos de idade ou mais.

Desde 1984 cada voluntário preenchia freqüentemente uma pesquisa sobre freqüência de exercícios, peso e deficiência para realizar oito atividades cotidianas comuns.

A maioria dos voluntários faziam algum exercício, mas os corredores o faziam cerca de 200 minutos por semana, comparado aos 20 minutos dos que não corriam.

Os corredores tendiam a ser mais magros e a fumar menos em comparação ao grupo de controle. Eles também se exercitaram mais durante todo o período do estudo em geral.

Os membros dos grupos de corredores mostraram significativamente menores índices de deficiências no decorrer do tempo.

O estudo também conseguiu descobrir se os exercícios beneficiariam na idade avançada e se as pessoas que parassem de exercitar-se começariam a pagar o preço enquanto envelheciam.

A maioria dos corredores parou com o exercício ao alcançar os 70 anos. Mas foi difícil encontrar pessoas que pararam totalmente com o exercício. Quase todos faziam algo, continuando seus exercícios vigorosos.

As pessoas que começam a se exercitar quando já estão mais velhos também ficam mais saudáveis, segundo James.

O estudo também descobriu que ninguém pode usar o risco de ferimentos como desculpa para não correr: os corredores tinham menos ferimentos de todos os tipos, incluindo nos joelhos. [Reuters]

Autor: Cezar Ribas

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Adorei o artigo sobre correr, eu sou praticante desse esporte ha dois anos eu vi os beneficios na minha vida em todos so sentidos tudo ficou melhor até a vida ficou mais bela, tenho 49 anos e pretendo continuar correndo só pelo prazer de sentir bem, mas acredito que uma boa alimentação também ajuda.

    Thumb up 0
  2. Muito interessante esta notícia, principalmente para mim que adorava correr e hoje estou num total sedentarismo…hehheheh. Esta notícia me serviu como um bom impusso para voltar a correr. Como sempre o HypeScience arrebentado em boas informações.

    Forte abraço a todos.

    Thumb up 0
  3. Como disse Bruce Lee, TODOS deveriam correr.
    Já venho fazendo cooper (além de outros exercícios naturais) há cerca de três anos, 5 às vezes 6 dias por semana.
    Uma pessoa sedentária quando começa a correr, no início quase morre! Mas depois da terceira ou quarta vez que corre, fica tudo muito tranqüilo.
    As pessoas pensam muito na quantidade de calorias que ingerem ao longo do dia, e se quiserem pensar em algo para eliminá-las, não existe exercício melhor que o cooper.
    100% saudável e natural! Quer mais o quê?!!
    Recomendo a todos!

    Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
arma-laser-grande-1
Arma laser mata a 20 km, ninguém é culpado

O laser foi testado ...

Fechar