Você vai passar pela menopausa como sua mãe?

Publicado em 18.07.2010

Você é uma moça e ouve ou já ouviu sua mãe reclamar sobre os calorões e outros desconfortos da menopausa e se pergunta “será que vou passar pelo mesmo problema”? Especialistas revelam que essa expectativa pode fazer com que você passe, sim, pelas mesmas situações.

E você tem razão em ficar assustada. Afinal entrar na menopausa não é fácil. Além dos famosos calorões há as variações súbitas de humor, rugas, seus cabelos ficam mais finos e sua pele fica menos firme.

Mas ouvir sua mãe ficar reclamando sobre a menopausa dela pode criar uma ansiedade desnecessária que irão agravar os seus sintomas, segundo a ginecologista Christiane Northrup.

Segundo ela, as pacientes que ouviam a mãe falar que a menopausa era um período horrível ficavam mais preocupadas com os sintomas. Aquelas que, pelo contrário, ouviram a mãe dizer que era feliz mesmo na menopausa quase não apresentavam os problemas.

De qualquer forma, a menopausa não é algo hereditário e a menopausa da sua mãe não deve ser encarada como uma “visão do seu futuro”. Tanto que há várias atitudes que podem, e devem, ser tomadas para tornar essa parte da vida mais fácil para você.

A menopausa é definida a partir do momento em que uma mulher para definitivamente de menstruar. Nessa parte a genética até é levada em consideração – se sua mãe parou de menstruar mais cedo ou mais tarde, é possível que sua menopausa chegue no mesmo período de vida que chegou para ela.

Mas fatores externos também têm um papel importante. Se você fuma, por exemplo, sua menopausa provavelmente chegará mais cedo do que seria normalmente. O mesmo acontece se você vive em uma área com grande altitude.

. E, na parte dos sintomas, se você morre de medo de sentir tudo o que sua mãe sentiu, fique tranqüila. A genética têm pouco a ver com os calorões e seus companheiros.

Cientistas já tentaram desenvolver testes para prever quando a menopausa das mulheres chegariam – com pouco sucesso. Enquanto não dá para prever com exatidão o dia em que você irá parar de menstruar, podemos dar dicas para que esse processo seja mais simples

  • Faça exercícios: pelo menos três vezes por semana, durante 30 minutos por dia. Um estudo de 2006 revelou que séries de exercícios feitas duas vezes por semana reduziram drasticamente os sintomas de um quarto das mulheres analisadas.
  • Mude sua dieta: não estamos falando de dieta para emagrecer, mas para reduzir a ação “feroz” dos hormônios. Alimentos com muito açúcar, como chocolate, aumenta mos níveis de açúcar do sangue e podem fazer com que o estrogênio vá as alturas, piorando os calorões. Uma dieta saudável também pode impedir que você ganhe peso durante a menopausa (coisa comum) e que sua pele fique mais frágil. Segundo especialistas, uma dieta rica em vegetais pode diminuir a dor nos seios e também aliviar os calorões. Alguns recomendam soja, mas as pesquisas mostram que o grão pode ser bom para algumas mulheres, mas piora os sintomas de outras – ainda não há explicação científica para os motivos. A linhaça, um suplemento natural nos protege da estimulação exagerada de estrogênio, por conter hormônios naturais.
  • Relaxe: as mudanças hormonais podem causar os calorões e insônia. Pesquisas revelaram que mulheres que meditavam durante 20 minutos por dia tiveram uma melhora significativa. O que acontece é que a maioria das mulheres não tem esse tempo disponível. Então elas apelam para a reposição hormonal – mas antes de começar um tratamento com essas substâncias, visite seu médico. Não tome o medicamento X “que funcionou tão bem” para sua amiga, porque seus organismos são diferentes e um especialista pode te indicar um tratamento melhor. [CNN]

Autor: Luciana Galastri

é jornalista. Viciada em livros, lê desde publicações sobre física a romances de menininha do estilo "Crepúsculo". Toca piano desde os oito anos de idade e seu estilo de música preferido é o metal.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

2 Comentários

  1. É importante a mulher tomar uma decisão em conjunto com seu médico ao optar pela reposição hormonal, pois pode ter contra indicações como acelerar um processo cancerígeno nas mamas, AVC (derrame), etc.

    Thumb up 1
  2. isso serve para moças chatas e orgulosa que pensa que é maravilhosa ti liga gata

    Thumb up 0

Envie um comentário

Shares
Share This

Compartilhe

Seus amigos vão adorar!