Você gosta de sexo? Agradeça a um parasita

Há muito se pergunta por que o sexo se tornou tão importante, mesmo quando a vida evoluía com criaturas se reproduzindo assexuadamente. Estas criaturas nem precisavam encontrar um parceiro. Enquanto isso pode parecer nada divertido, certamente é eficiente, fazendo com que a capacidade de reprodução de um número de organismos possa ser dobrada. Então por que a reprodução eventualmente evoluiu para transformar o sexo como o conhecemos? Uma teoria afirma que tudo possa ter sido uma reação a parasitas.

Sabe, o problema sobre a reprodução sem sexo é que você cria clones, e clones e mais clones. Cada organismo tem o mesmo DNA, com uma ou outra mutação causada pelo tempo. Se um parasita descobrisse como explorar uma vulnerabilidade dos organismos, a espécie inteira estaria condenada.

Para resolver isso, o sexo com parceiros diferentes faz combinações de DNA e cria indivíduos geneticamente únicos. Parasitas podem matar vários organismos, mas é provável, deste modo, que alguns indivíduos sejam menos vulneráveis ao ataque, e a espécie continua a sua vida normalmente. Tudo isso já era teorizado, mas o verdadeiro teste para qualquer teoria está na natureza.

Nos últimos dez anos, cientistas estudaram a Potamopyrgus antipodarum, uma lesma da Nova Zelândia, que tem reprodução assexuada e sexuada. Os pesquisadores contaram a população das lesmas e o número de infecções parasitárias sofridas por cada variedade.

Os clones começaram o estudo saudáveis, mas se tornaram cada vez mais suscetíveis a parasitas. Com o número de infecções por parasitas aumentando, o número de lesmas deste tipo diminui, enquanto algumas populações de lesmas do tipo clonado desapareceram completamente.

Enquanto isso, a população de lesmas com reprodução sexuada permaneceu mais estável. Isso, de acordo com os pesquisadores, é exatamente o padrão previsto pela hipótese dos parasitas. “A ascensão e declínio dessas linhagens exclusivamente femininas foi rápida e consistente com a previsão dos parasitas sobre o sexo”, afirma Jukka Jokela, do Instituto de Ciência Aquática e Tecnologia da Suíça, que participou do estudo.

“Estes resultados sugerem que a reprodução sexual provê uma vantagem evolucionária em ambientes com muitos parasitas”, diz Jokela. Estes resultados se somam a um estudo realizado em 2005 com levedura, que mostrou que aquelas que tinham a reprodução sexuada se saíram melhor na procriação quando estavam sem alimentos do que aquelas que tinham reprodução sem sexo. [Live Science]

9 respostas para “Você gosta de sexo? Agradeça a um parasita”

  1. É interessante de como a vida conseguiu estas características. Mutabilidade e com isso a evolução e a especiação. A natureza misteriosamente cria mecanismos para tornar a vida mais estável que nos faz duvidar se realmente tudo isso ocorre espontâneamente. Mas deixemos de lado todo subjetivismo designado pelos nossos sentidos que na maioria das vezes percebem as coisas de maneira errada. Estamos muito limitados dentro do mundo que nos rodeia e por isso impressionamos com os fatos que ocorreram e ocorre no mumndo e no universo.

  2. Nota: E nos ambientes em que não há tantos parasitas, para que sexo? E nos seres que conseguem lidar bem com esses parasitas de forma mais simples, para que “inventar” um meio de reprodução tão complexo e dispendioso do ponto de vista do gasto de energia e dos riscos envolvidos no processo todo? O estudo apenas prova, mais uma vez, que o sexo é o melhor e mais vantajoso meio de reprodução, mas evita, como sempre, tocar no delicado e difícil tema da origem da reprodução sexuada e da complexidade envolvida na interdependência dos órgãos sexuais feminino e masculino, que precisariam ter evoluído separadamente e, mesmo assim, ser perfeitamente compatíveis – um tipo de mutação dupla independendente, na mesma geração e funcional. Parece que, mais uma vez, a melhor explicação está no design inteligente: o livro de Gênesis afirma que Deus criou o sexo como um presente para o primeiro casal, para ser desfrutado dentro do casamento, numa relação de amor e compromisso. O sexo, segundo a Bíblia, serve tanto para prover prazer e satisfação no relacionamento (e basta ler Cantares para descobrir isso, já que ali não se fala em filhos), quanto para possibilitar a reprodução da espécie. Michael Borges

    • Tudo que surgiu no mundo a partir da mutabilidade e evolução das espécies e se manteve é devido ao fato de serem melhores adaptados ao ambiente abiótico, se não fossem seriam gradualmente eliminados. Isto seria apenas uma especulção se não fossem as provas que encontram até no dias atuais dentre outras. e em relação a bíblia, ela oferece poucos detalhes acerca da formação do universo e do mundo. Por exemplo a criação do homem e da mulher. a bíblia relata que o homem estava sozinho então Deus pegou a costela de Adão e fez a mulher em seguida soprou-lhe a vida. certo mas Deus fez isso com todas as espécies do mundo? A bíblia é muito pouco detalhista e como somos seres curiosos devemos aprofundar um pouco mais e não nos prendermos a conceitos “concretados” a milênios.

  3. Isso eh verdade! A tal Aids acaba se tornando uma maldição no sangue da família descendente do portador. Pior que nem Deus nem o Diabo pode consertar essa maldição!

    • Conde Lycans: aff, pelo jeito vc não conhece mesmo da doença e muito menos sobre Deus.
      Quem é vc para escurecer os designios de Deus com palavras sem conhecimento?
      Onde vc estava quando Deus lançou os fundamentos da Terra?
      Quem lhe pos as medidas, se é q o sabes?
      Meu caro amigo, quem é vc para duvidar de Deus? Tenho certeza q seus olhos nunca presenciaram um milagre! Como vc pode afirmar q Deus que Fez o céu e a Terra nao pode conter a aids? O homem é responsavel pelos seus atos. O salario do pecado é a morte. A aids não tem cura, mas ja existem tratamentos capazes de prolongar a vida dos portadores e ate da capacidade para gerar filhos. Quanto a Deus, Ele deu o livre arbitrio, se o homem acha certo levar a vida de qualquer jeito sem responsabilidade, deve estar pronto para enfrentar as consequencias. O meu conselho a vc é procure saber mais sobre a doença. E leia em Jó 38. Se conseguir responder as perguntas ai sim vc podera duvidar de Deus!!

    • Alberto, a AIDS não pode dizimar a população. A doença existe há décadas e hoje é possível ter filhos saudáveis mesmo de mães com AIDS.

Deixe uma resposta