Camisinha em forma de gel colocará mulheres no controle

Por , em 16.08.2009

Foi desenvolvido um novo tipo de gel para ser utilizado como uma “camisinha vaginal” protegendo contra gravidez e contaminações por vírus como o HIV e o HPV.

A camisinha gel tem consistência líquida enquanto está em contato com a acidez vaginal – que é normal, mas torna-se sólido quando “encontra” o sêmen que é levemente alcalino. O gel consegue proteger de qualquer partícula maior do que 50 nanômetros incluindo esperma, HIV e outros vírus como herpes e HPV, que causa câncer cervical.

Segundo Patrick Kiser, que está no grupo que desenvolveu o gel na Universidade de Utah em Salt Lake City, EUA, analisa que o objetivo da criação é ajudar as mulheres em países em que o HIV predomina, na prevenção contra o vírus e a gravidez de forma mais barata, mesmo que o parceiro não queira usar a camisinha comum. “Nós desenvolvemos tecnologias que podem capacitar as mulheres a se protegerem contra o HIV sem precisarem do consentimento de seu parceiro”, completa.

O grupo testou o gel apenas no laboratório. E, de acordo com Kiser, será algo entre três a cinco anos antes de começar os testes clínicos. Nesse meio tempo, ele espera fazer um gel mais potente para fecundação e com uma droga anti-HIV que mate o vírus antes do gel ser lavado na vagina. Kiser alerta que outras tentativas de fazer gel com microbicida para combater o HIV falharam. O gel aumentou o risco de infecção atraindo possivelmente glóbulos sanguíneos brancos que ironicamente estavam contaminados com vírus. [New Scientist]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • andreia:

    como eu encontro esta camisinha,qual a sua composição,não trás prejuízo com o uso constante.

  • mayanna:

    demais!!!!para quem acha o preservativo comum desconfortavel essa pode ser uma boa opção,mas não se sabe se vai ser tão eficaz assim.E não adianta nada desenvolver esse tipo de preservativo se os países de terceiro mundo não o adotarem também,pois a maior parte das pessoas que se infectam por doenças venéreas são as do terceiro mundo.

  • gloria:

    Não sei se será um contracepitivo melhor q os q já conhecemos!Ogel provocará alergia de contato,será um corpo muito estranho e químico em contato c/ a flora vaginal, muitas mulheres tem alergias c/o lubrificante dos preservativos normais em uso.No meu caso tenho alergia até c o uso de abesorventes externos c/gel. Nunca pude usar preservativos,tive duas gravidez e fiz laqueadura porque nenhum outro metodo de prevençào á gravidez deu certo pra mim.Sou alergica a óleos esenciais,acorantes, aantiinflamatorios e conservantes.Este gel ñ seria bom pra mim…e pra todas as mulheres e homems c/intolerancia á produtos quimicos

  • Alberto:

    Genial. Esta é uma solução inteligente. Como o amigo anterior comentou, temo que as igrejas interfiram, alegando que é crime evitar a cosepção ou interferir na natureza. Já basta de miséria nos países de terceiro mundo. Porque temos de ser do terceiro mundo? Tem paízes de primeiro mundo, que vivem com grando qualidade de vida, adotam o aborto e Deus não os castigou. Está sim castigando aqueles que não adotam o aborto, se enchendo de miseráveis e gerando mais miseráveis.

  • antonio aurelio crestani:

    Alvissareira a notícia. A descoberta contribuirá para o controle da natalidade em países pobres, se assim o desejarem seus governantes. Temo que no Brasil tenhamos nossas autoridades contra seu uso. Por aqui quanto mais pobres, analfabetos e ignorantes, mais massa-de-manobra, mais fácil a implantação da Alternativa Bolivariana.

Deixe seu comentário!