13 Divertidíssimas propagandas sobre sexo seguro

Por , em 25.10.2009

Grande parte das propagandas atuais sobre sexo seguro utilizam uma linguagem criativa e provocativa pra falar sobre o assunto, sem falar diretamente sobre sexo. Utilizando metáforas ou imagens interessantes para captar a atenção das pessoas, elas passam o recado sem perder o bom humor! Confira algumas dessas campanhas publicitárias divertidas e lembre-se da importância do sexo seguro.

13. Diversão agora, filhos depois
sexo seguro

Pôsteres temáticos com coelhos foram criados para uma marca de camisinhas argentina. A mensagem é simples: aproveite bem a vida sem filhos e não procrie como coelhos. O slogan: “Diversão agora, filhos depois”.

12. Sexo dos famosos
sexo seguro

Esta propaganda criada pela Mtv para o Dia Mundial da Aids quase beira o difamatório: ela mostra as conquistas sexuais das celebridades, mostrando como ex-parceiros podem existir aos montes, e não há como saber se todos praticam sexo seguro e são saudáveis. A propaganda começa mostrando a cantora Madonna, que “pegou”, na linguagem do cartaz, Guy Ritchie, e daí segue uma cadeia de nomes e pessoas. A cantora aparece no cartaz 13 vezes, e a mensagem final é: “Vida longa ao rock’n’roll, sempre use camisinha”. Clique na imagem para ver a relação completa.

11. Chiclete

Esta provocativa propaganda da organização Staying Alive, que trabalha com a conscientização sobre o HIV/Aids, mostra, com um chiclete “reaproveitado”, que a cada 12 segundos mais uma pessoa sente “o gosto da Aids”.

10. Feiúra

sexo seguro
sexo seguro

O anúncio não poderia ser mais politicamente incorreto: ele mostra como uma gravidez indesejada pode ter efeitos ruins não apenas sobre os pais, mas também sobre os filhos.

9. Maturidade

Enquanto a maior parte das propagandas utiliza modelos jovens, esta da marca de camisinhas Trojan passa a mensagem com pessoas mais velhas. A criativa propaganda mostra que tudo pode acontecer.

8. Sexo esportivo

sexo seguro
sexo seguro

A China fez uma série de propagandas na época da Olimpíada de Pequim, em 2008, para criar conscientização quanto ao uso de camisinha. O objeto mostra o seu valor nas propagandas olímpicas, em posições como rodas de bicicletas e uma cesta de basquete.

7. Quero os doces!

Você provavelmente já viu, e riu, desta propaganda sueca que mostra aos homens as “maravilhas” da paternidade, em uma viagem malsucedida ao mercado.

6. Arma

sexo seguro
sexo seguro

Outra propaganda simples mas eficiente é esta outra da MTV, que mostra o sexo como uma arma mortal.

5. Camisinha x AIDS

Uma camisinha mostra seu poder e derrota o vírus da Aids em competições desde a falcoaria até na culinária. Simples, criativo e hilário.

4. Anti-Vírus
sexo seguro

Você passa mais tempo protegendo seu computador de vírus do que seu corpo?

3. Bonecos
sexo seguro

Esta propaganda minimalista afirma: “É a sua vida sexual, não um teste de colisão”.

2. “Salve-se dos horrores das crianças”
sexo seguro

Outra variação da propaganda que convence as pessoas a usarem camisinha mostrando os horrores das crianças.

1. “Minha mamãe disse que eu podia”

Esta engraçada propaganda de uma marca da camisinhas mostra as travessuras de um garoto, que faz tudo com a permissão da mãe. que só diz “sim”. O slogan final da marca diz “puro prazer”. Durante todo o comercial o menino repete “A mamãe disse que eu podia”. No final ele pergunta, detrás da porta do quarto dela “Mamãe posso colocar o gato na máquina de lavar?”

[Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Miguel:

    Se eu fosse o homem da propaganda 7, o puto não se livrava de uma boa chapadona na cara!
    Na minha opinião a publicidade do miúdo que só faz asneiras e a mãe a dizer “Sim”… XD essa é a melhor de todas…

  • joao:

    gostei muito da propaganda 7 “eu quero…” mostra bem o sufoco q uma pessoa que fez sexo sem camisinha vai ter d suportar

  • Marcos:

    São campanhas muito interessantes e criativas. Temo, entretanto, que isto por si só não desestimule o sexo sem proteção. As pessoas tem o conhecimento, sabem que a camisinha protege não só da Aids mas também de outras DST´s mas na hora H, alegam ‘n’ razões para não usarem – isso quando ainda tem tempo de alegar alguma coisa !
    Sou favorável a campanhas um pouco mais incisivas, mais cruas e
    um pouco mais chocantes. Talvez assim aprendamos.
    Abraços a todos !

  • Saulo:

    Muito interessante as propagandas, gostei muito da primeira pois achei muito engraçada rs!

  • Marcelo:

    O médico e antropólogo Edward Green é uma das maiores autoridades mundiais no estudo das formas de combate à expansão da AIDS. Ele é diretor do Projeto de Investigação e Prevenção da AIDS (APRP, na sigla em inglês), do Centro de Estudos sobre População e Desenvolvimento de Harvard. Pois bem. Green concedeu uma entrevista sobre A DISTRIBUIÇÃO DE CAMISINHAS COMO FORMA DE PREVENIR A AIDS. E o que ele disse? Em entrevista aos sites National Review Online (NRO) e Ilsuodiario.net, Green afirma que as evidências que existem apontam que a distribuição em massa de camisinha não é eficiente para reduzir a contaminação na África. Na verdade, ao NRO, ele afirmou que não havia uma relação consistente entre tal política e a diminuição da contaminação. Ao Ilsuodiario, assumiu claramente a posição do papa — e, notem bem!, ele fala como cientista, como estudioso, não como religioso: “O que nós vemos de fato é uma associação entre o crescimento do uso da camisinha e um aumento da AIDS. Não sabemos todas as razões. Em parte, isso pode acontecer por causa do que chamamos ‘risco compensação” — literalmente, nas palavras dele ao NRO: “Quando alguém usa uma tecnologia de redução de risco, freqüentemente perde o benefício (dessa redução) correndo mais riscos do que aquele que não a usa”.

    Pois é… Green também afirma que o chamado programa ABC — abstinência, fidelidade e, sim, camisinha (se necessário), que está em curso em Uganda — tem-se mostrado eficiente para diminuir a contaminação. E diz que o grande fator para a queda é a redução de parceiros sexuais. Que coisa, não?

    NÃO É MESMO INCRÍVEL QUE SEXO MAIS RESPONSÁVEL CONTRIBUA PRA DIMINUIR OS CASOS DE CONTAMINAÇÃO? Pois é… Critico as campanhas de combate à aids no Brasil desde o Primeira Leitura, como sabem. E, aqui, desde o primeiro dia. Há textos às pencas no arquivo. A petralhada que se pensa cheia de veneno e picardia erótica gritava: “Você quer impor seu padrão religioso ao país…” Ou então: “Você não gosta de sexo…” Pois é. Vai ver Harvard escolheu um idiota católico e sexofóbico para dirigir o programa…

  • anonimo:

    Toooooooooooooooooooooooooooo
    Toooooooooooooooooooooooooooooo

  • JOÃO ALEX:

    Quanto mais propagandas sobre o assunto melhor !
    De bom gosto ou não, divertidas ou não: há que se conscientizar a população, principalmente os jovens que devem ser o público alvo principal, seja pela maior atividade sexual, seja porque são multiplicadores de atitudes.

  • Valdomiro:

    A camisinha ainda é a melhor forma de se prevenir, tanto pro homem como pra mulher.Não deixa nenhuma sequela e é o mais seguro, não importa como se divulgue isso.

  • Luiz R. Cobianchi:

    Pessoas ou mídia para combater a Aids, não estão presentes, soam como um banco escolar vazio…; não se fala mais nisso, e a doença avança silenciosamente. O próprio povo deveria ser “chamado” à consciência do perigo criando-se um grande, maciço e permanente concurso, de modo que ele mesmo fosse “obrigado” a pensar sobre o assunto de modo impressivo. Eu mesmo estive imaginando como eu criaria uma propaganda de modo a influenciar milhões de pessoas sobre os riscos do sexo impensado, afoito, instintivo, etc.
    As melhores idéias sairiam dai, só eu tenho duas: uma é curiosa criativa e engraçada pois reaproveita antiquissimos clichês ou símbolos da humanidade, isso é uma coisa, isto é, uma coisa moderna casada a outra “eterna” serviria para mostrar a saida “algo oportunista” do virus para se “exibir” na metáfora. Outra seria apenas uma frase absurdamente indiscutivel e irretocável!
    Parabéns H Science pelo trabalho de vocês!

    Sou escritor e artista plástico, e espero que o meu “livrão” A Teia de Saturno – os lares secretos das artes venha um dia beneficiar toda a humanidade.

    Pesquisa google: Luiz Roberto Cobianchi

  • denilson:

    otimo

  • Leotherface:

    eu gostei da 2 (pra quem não entendeu é uma paródia no day of the dead, um filme de zumbis muito loco!)

  • Marlene:

    Muito Boa as propagadas, criatividade bizarra, mas tdo bem!!! rsssssssssssssss

  • Deep:

    Nossa, fiquei ate com medo aqui…
    Essa de Errar os erros, alem de gramaticalmente estranha, tb nao parece mto coerente pra defender os nascimentos, afinal, ja comecam como erro, digo errados…

    Mas o ponto e: a camisinha nao so previne doencas, ela e um instrumento contraceptivo, ora!

    Num mundo lotado, com pessoas por vezes num ritmo alucinadamente imprudente (e divertido, hahaha) de adolescencia tardia e valido explicitar o lado tragico de legar a outrem a miseria da existencia humana.

    A vida e uma doenca sexualmente transmissivel!

  • Gilberto:

    Algumas criativas, outras não um pouco.

    O que seria de nós (filhos nascidos) se nossos pais seguissem estas orientações?

    Alias para aqueles que ama seus filhos, seria possível o sonho de tê-los evitando-os?

    Acredito que existem outras formas mais eficientes para orientar a pessoas e terem mais segurança nestas relações, afinal o mundo está necessitando de informações de modo mais acessível. Prevenir é resposabilidade de todos e decidir tabém é um direito, agora errar é um erro que deve ser assumido.

Deixe seu comentário!