A pílula “de cinco dias seguintes” pode ser aprovada nos EUA

Por , em 21.06.2010

A pílula chamada de ellaOne reduz as chances de gravidez até cinco dias depois da relação sexual. O contraceptivo recebeu a aprovação da Food and Drug Administration (FDA – Administração de Drogas e Alimentos) dos Estados Unidos na semana passada. Segundo os agentes federais, a pílula “dos cinco dias seguintes” seria segura e eficiente.

Os modelos comerciados na farmácia, atualmente, são eficientes para prevenir a gravidez até três dias depois da relação sexual.

Foram feitos testes que comparavam as duas pílulas. Enquanto a pílula do dia seguinte convencional ainda deixava uma margem de 2,6% de chance da mulher engravidar, a ellaOne deixava apenas 1,8%.

A pílula levanta a polêmica do aborto – grupos anti-aborto afirmam que tomar essa pílula está mais próximo de um procedimento abortivo do que de um método de contracepção de emergência. Eles afirmam que a droga seria similar à substância chamada de Mifrepex, que pode ser tomada para acabar com a gravidez até 50 dias depois da relação sexual (a Mifrepex, no entanto, pode causar sangramento severo e infecções, efeito que não foi observado na ellaOne).

A ellaOne já é usada na Europa e, com a aprovação da FDA pode, também, entrar no mercado de contraceptivos nos EUA. Resta saber quando, e se, o Brasil irá comercializar a pílula. [MSNBC]

Comentários fechados

Os comentários deste post foram encerrados.