‘Amigos com benefícios’ é tipo comum de relação?

Por , em 6.04.2009

Será que duas pessoas podem fazer sexo e continuar “apenas amigos”? Um estudo recente mostrou que, nos Estados Unidos, 60% dos estudantes universitários já estiveram em um relacionamento batizado de ‘amigos com benefícios’ – ou seja, amigos que podem transar sem se preocupar em arruinar a amizade.

No entanto a possibilidade da aparição de sentimentos amorosos e românticos, aliados à falta de comunicação, pode levar a uma série de complicações.

Tudo isso parece realmente óbvio, no entanto os novos estudos mostram as razões para que os estudantes busquem esse tipo de relacionamento. Pesquisadores da Universidade Estadual Wayne e da Universidade de Michigan, perguntaram à 125 estudantes universitários porque eles fariam (ou não fariam) sexo com amigos e quais seriam as vantagens e desvantagens.

Dois terços dos participantes afirmaram já terem estado na situação. 36% disseram que é algo habitual. A principal vantagem desse tipo de relacionamento apontada pelos estudantes foi que “não há compromisso”. A segunda colocada foi, simplesmente, “fazer sexo”.

“Esse tipo de relacionamento é um ambiente propício para o que chamamos de ‘sexo recreativo’, sem romantismos” explica Melissa Bison, uma das pesquisadoras.

A maior desvantagem apontada foi que “há a possibilidade de que sentimentos, no momento indesejáveis, se desenvolvam”. Outras preocupações freqüentes, em ordem, foram “prejudicar a amizade”, “causar emoções negativas” e “conseqüências negativas do sexo” (DST´s e gravidez).

Metade das pessoas envolvidas no estudo diz que desenvolveu dúvidas sobre a verdadeira natureza do relacionamento. 84% disseram nunca ter conversado com o parceiro sobre o assunto. [Live Science]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,75 de 5)

5 comentários

  • Igor da silva:

    Todas as minhas maiores amizades proveem de amizades coloridas. Caso ambos souberem dividir as coisas esse tipo de relação, alem de estreitar os laços de confiança e intimidade ajuda a um melhor conhecimento mutuo. E hj já são quase 15 anos de uma amizade sincera e continua. 🙂 🙂

  • Igor.R:

    Pressupõe-se que segundo essa pesquisa todo mundo transa.

    Eu não ( joinha) =P

  • 10 Surpreendentes estatísticas do sexo « Escola do Sexo:

    […] tem “amigos que transam”? – dois terços dos estudantes universitários declaram ter tido o tipo de relação chamada […]

  • Rody Brancacci:

    Depende do caso, tomar como a “verdade absoluta” certas pesquisas nem sempre é uma forma inteligente de se chegar ao ponto central ou conclusivo de uma questão, eu acho que existem casos e casos.
    A faixa etaria pode ser um dado que dê respaldo a esse racicionio, pois sabemos que muitas vezes os adolescentes transam não por paixão ou compromisso sentimental, mas sim por aventura, necessidade fisiologica, curiosidade etc.
    Pra duas pessoas irem pra cama é necessário um a coisa chamada quimica, pele, eu creio nisso.
    Esse negócio de “Ah! estou só mesmo, vem cá amiguinho(a) pra minha caminha vem”, acho meio relativo e carente de mais dados que o indossem.

  • Milla My:

    “Sexo entre amigos?”, ainda acho duvidoso, já passei por este tipo de relacionamento, assim vejo q/um lado se submete e não toca no assunto p/não perder pelo menos aqueles momentos, e o outro, se aproveita enquanto não chega a pessoa desejada realmente.

Deixe seu comentário!