10 tipos de atração sexual super estranhas

Por , em 28.01.2018

Você já ouviu falar de parafilia? O termo se refere a uma atração sexual intensa por algo considerado atípico ou extremo, como um objeto, uma parte incomum do corpo ou uma atividade. Pessoas com parafilia só conseguem sentir prazer sexual através do objeto ou da atividade bizarra de sua obsessão. Algumas parafilias são conhecidas e geralmente ilegais e consideradas detestáveis ​​na maioria das sociedades, como a pedofilia, a zoofilia e a necrofilia. Mas essas são parafilias “comuns”. Algumas pessoas sentem atração por objetos ou atividades muito mais bizarros do que você poderia imaginar.

10. Dacrifilia


Pessoas com dacrifilia se sentem atraídas por lágrimas e choros. Um estudo publicado no International Journal of Sexual Health separa os dacrifilos em duas categorias: os sádicos, que se sentem atraídos pelo choro porque ele é um sinal de sofrimento emocional, e os voyeuristas, que se sentem atraídos ao testemunhar o choro, mas não gostam de ser a causa dele.
Será que reprimimos a atração sexual por nossos familiares?

Os dacrifilos sádicos sentem prazer ou em ser a causa do sofrimento, em alguns casos, ou, no caso de indivíduos submissos, ao chorar por causa de seus parceiros. Os voyeuristas, por outro lado, sentem atração pelas lágrimas em si, e não pela causa delas. Embora sejam atraídos por lágrimas e angústia, estes dacrífilos também gostam de proporcionar conforto a quem está chorando.

9. Espectrofilia


Os espectrófilos são pessoas atraídas por espíritos e fantasmas e que afirmam ter encontros sexuais com estes seres. O sexo fantasma, dizem eles, tem uma sensação parecida com o sexo entre pessoas de carne e osso e envolve a sensação de ser tocado em áreas específicas e um sentimento de pressão de outro corpo.

Os espectrófilos se sentem atraídos pelo sexo fantasma, mas nem todo mundo que têm essas supostas relações sexuais com fantasmas se sente da mesma maneira: quem acredita em sexo fantasma também acredita em estupro de fantasmas, quando um espírito ataca sexualmente alguém contra sua vontade.

Algumas pessoas famosas já relataram ter participado de sexo fantasma. Em 2004, a já falecida atriz Anna Nicole Smith descreveu encontros sexuais com um fantasma que visitava seu quarto regularmente quando ela morava no Texas. A atriz Natasha Blasick e a cantora Kesha também já disseram ter tido encontros sexuais com espíritos.

8. Acrotomofilia


É aqui que começa a ficar realmente estranho: os acrotomófilos se sentem excitados pelos tocos de pessoas amputadas. Alguns acrotomófilos são atraídos por certas cicatrizes deixadas pela amputação. Alguns gostam da assimetria criada pela amputação.
Não entenda errado: esta parafilia não inclui aqueles que se apaixonam ou são atraídos por pessoas que são amputadas. Para os acrotomófilos, a atração é específica pelos membros amputados, e não pela pessoa especificamente.

Um caso relatado de acrotomofilia envolve um homem de 47 anos cujo interesse em amputação começou quando ele era criança. Como ele era obeso, ele cresceu odiando as aulas de educação física e acreditando que a amputação proporcionava a desculpa perfeita para ficar sentado enquanto seus colegas faziam exercícios. Seus desejos iniciais se manifestavam como uma apotemnofilia, que está intimamente relacionada à acrotomofilia. Na apotemnofilia, uma pessoa deseja tornar-se amputada apesar de possuir membros completamente saudáveis ​​e funcionais.

Quando adolescente, ele fingiu ser amputado, amarrando uma perna para cima e usando um pedaço de madeira para andar. Nessa fase da vida, seus desejos passaram de ser amputado para ter uma parceira amputada. Ele chegou até mesmo a fazer uma revista caseira de pornografia, que continha fotos de celebridades de Hollywood feitas para parecer amputadas.

7. Melissofilia


A melissofilia é uma forma bem específica e estranha de zoofilia. Para os melissófilos, o desejo está focado nas abelhas. Um livro intitulado Everything You Know About Sex Is Wrong (Tudo o que você sabe sobre sexo está errado, em tradução livre) descreve como as abelhas participam do ato sexual. Os melissófilos colocam as abelhas em frascos e depois as agitam para que os insetos fiquem sonolentos e desorientados. As abelhas são então removidas do frasco e colocadas nos órgãos genitais, onde a abelha geralmente pica a pessoa. Isso faz faz com que os órgãos genitais inchem e se tornem extremamente sensíveis, aumentando a intensidade do orgasmo.

Embora a picada seja parte do procedimento, a dor infligida pelas abelhas não é o objetivo da melissofilia. Outros fetiches muitas vezes envolvem o uso de dor para melhorar as experiências sexuais, mas os melissófilos são especificamente atraídos pelas próprias abelhas, em vez da picada e da dor resultante. Envolver os insetos no sexo é o principal objetivo, a picada é apenas um bônus.

A melissofilia não tem nada a ver com amor, entretanto. Os encontros sexuais envolvendo picadas de abelhas são letais, pelo menos para as abelhas. Elas morrem depois de usar seus ferrões, então os melissófilos não possuem nenhum sentimento pelos pobres insetos.

6. Knismophilia


Sexo tem a ver com felicidade, mas rir não é sempre uma reação bem-vinda no quarto – a não ser para quem tem knismophilia. Para essas pessoas, fazer e receber cócegas é parte fundamental do ato sexual.

Fazer cócegas em alguém faz com que a pessoa perca o controle, e é essa vulnerabilidade que atrai quem tem essa parafilia. Alguns deles torturam seus parceiros com penas, cubos de gelo e outros brinquedos até que a pessoa perder o controle de suas funções corporais ou mesmo desmaiar.

Bocejo pode ser sinal de atração sexual

Uma parafilia que usa cócegas para o prazer sexual pode parecer infantil ou imatura, mas pessoas com essa condição levam isso muito a sério, chegando a usar amarras e vendas nos olhos para sujeitar seu parceiro a uma longa sessão de tormento através das cócegas.

É importante salientar que pessoas com esta parafilia só são atraídas por cócegas nas circunstâncias corretas. Por exemplo, quando ele acontece em conjunto com atividades sexuais no quarto, mas não ao brincar com crianças em uma festa.

5. Menofilia


Menófilos são homens que procuram ativamente mulheres que estão menstruando. Não são homens que fazem sexo com suas parceiras embora elas estejam menstruando. Pelo contrário: eles procuram parceiras que estejam menstruando e preferem ter relações sexuais com elas do que com mulheres que não estejam menstruando.

Os menófilos associam um sentimento de orgulho com a atração sexual pela menstruação. Eles acreditam que sua preferência os torna mais homens do que os outros por se sentirem atraídos por algo que afasta outros homens. Membros do grupo Hells Angels recebem suas asas vermelhas ao praticar sexo oral em uma mulher que está menstruando, o que pode ter ajudado a dar a esse ato sua reputação de “masculinidade”.

4. Gerontofilia


Gerontófilos são jovens adultos que se sentem sexualmente atraídos por idosos. O psiquiatra britânico Hadrian Ball definiu que, para que o objeto de uma atração de gerontofilia seja considerado idoso, ele deve ter pelo menos 60 anos de idade .

Um estudo de caso de um gerontófilo examinou a vida de um homem. Ele se casou aos 24 anos com uma mulher com uma idade parecida com a sua. Ele e sua esposa tiveram seis filhos. Um dia, o homem conheceu uma mulher idosa, e ele experimentou uma forte atração sexual por ela. Os dois tiveram um caso, e após isso, ele não sentia mais nenhum desejo por sua esposa. Ela era muito jovem para seu gosto, então ele continuou a concretizar suas fantasias com idosas.

Verdadeiros gerontófilos estão livres de qualquer motivação monetária. Eles realmente estão à procura de parceiros com pele enrugada, postura encurvada e próteses dentárias, por mais estranho que isso pareça.

3. Eproctofilia


Soltar gases é algo embaraçoso e que pode ser bastante desestimulante, sexualmente falando, mas para algumas pessoas é o exato contrário que acontece. Pessoas com eproctofilia se sentem excitadas por causa de flatulências.

Homens com essa condição geralmente se sentem especialmente atraídos pelo contraste de mulheres delicadas que soltam gases fedorentos e altos.

Essa parafilia não é nova. James Joyce, autor do clássico Ulysses, escreveu cartas de amor a sua esposa que revelavam seu entusiasmo pela flatulência. Sua eproctofilia só foi revelada quando as cartas foram publicadas na década de 1970, 30 anos após sua morte.

2. Macrofilia


Os macrófilos são sexualmente atraídos por seres maiores. Mas não se engane. Eles não se sentem atraídos por pessoas mais altas ou mais gordas, mas sim por gigantes.

Esta parafilia particular parece ser dominada por homens heterossexuais. A maioria dos macrófilos são homens atraídos por gigantes. Psiquiatras dizem que essa discrepância de gênero acontece porque as mulheres já se sentem menores do que os homens em sociedades tradicionalmente dominadas por eles, então elas estariam menos inclinadas a fantasiar sobre ser ainda menores em relação aos seus parceiros.

Infelizmente para os macrófilos, gigantes reais não existem. Portanto, eles dependem de imagens e de sua imaginação para se excitarem. A Internet está cheia de imagens que atraem os macrófilos, representando mulheres gigantes elevando-se sobre homens minúsculos em uma variedade de poses.

Outra opção é a realidade virtual, que pode oferecer uma maneira mais imersiva para eles satisfazerem seus desejos. Os macrófilos podem ainda não conseguir se engajar no sexo com um gigante real, mas os avanços na tecnologia podem aproximá-los.

1. Emetofilia


O vômito geralmente é um sinal de doença, e só de pensar nisso já faz com que algumas pessoas se sintam enjoadas. Mas para alguns, o vômito é excitante.

A emetofilia foi objeto de apenas um artigo científico, de 1982, escrito por um psiquiatra. Ele descreveu os casos de três mulheres que ficavam excitadas pelo vômito. No primeiro caso, a mulher era capaz de vomitar voluntariamente e gostava de fazê-lo durante a infância. Como adulta, ela descobriu que o vômito durante o sexo lhe dava um orgasmo intenso. Nos outros dois casos, as mulheres descreveram fantasias relacionadas ao vômito que causavam excitação sexual. Eles imaginavam elas mesmas e também imaginavam assistir outras pessoas o fazendo.

Embora o trabalho de pesquisa tenha citado apenas casos femininos, também existem emetófilos masculinos. Um jovem de 27 anos de Hong Kong explicou suas preferências pelo vômito durante uma entrevista. Seu favorito era o vômito que vem de homens heterossexuais que são pais, mas ele ainda ficava excitado pelo vômito de um homem homossexual que não é pai. E, embora o indivíduo fosse bissexual, o vômito de uma mulher não o atraía. Quando desesperado, ele dizia andar pelas ruas da cidade à procura de vômito, mas ele tenta armazenar vômitos de suas fontes preferidas para evitar isso. [Listverse]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (17 votos, média: 4,59 de 5)

1 comentário

  • Abelanarco Carpen Die:

    Será que há algum animal (irracional???) que tem algo parecido????

Deixe seu comentário!