Comer estes alimentos pode melhorar o orgasmo e desejo sexual masculino

Por , em 12.08.2019

Um estudo da Universidade Rovira i Virgili (Espanha) concluiu que consumir nozes pode melhorar a função do orgasmo e o desejo sexual em homens jovens e saudáveis.

O estudo

O estudo envolveu 98 homens saudáveis com 18 a 35 anos, divididos aleatoriamente em dois grupos: um que manteve uma dieta ocidental regular com um consumo adicional de 60 gramas por dia de uma mistura de oleaginosas, como nozes, amêndoas e avelãs, e um grupo de controle que evitou as sementes.

Depois de 14 semanas, o grupo das nozes mostrou uma melhor contagem e qualidade espermática. O estudo também mostrou um aumento significativo na função orgástica e no desejo sexual.

83 participantes (43 no grupo das nozes e 40 no grupo de controle) também completaram um questionário chamado “Índice Internacional de Função Erétil” (IIFE), e os pesquisadores descobriram que não houve diferença entre os dois grupos nos quesitos função erétil, satisfação sexual e satisfação geral.

Biomarcadores endoteliais periféricos

O estudo foi inicialmente projetado para avaliar a teoria de que o consumo de nozes ajuda na função erétil. A hipótese é de que as sementes aprimoram a função endotelial vascular.

As nozes são ricas em nutrientes que têm uma quantidade relativamente alta de arginina, precursora do óxido nítrico, por sua vez um potente neurotransmissor que desempenha um papel na função erétil.

Os cientistas espanhóis analisaram as concentrações de óxido nítrico e E-selectina nos homens durante o estudo, marcadores da função endotelial, mas estes mecanismos “não parecem explicar os efeitos benéficos observados na função orgástica e no desejo sexual”.

Eles concluíram ainda que o estudo “não forneceu evidências suficientes para apoiar o mecanismo principal para essas melhorias, no entanto, a ausência de evidências não significa evidência de nenhum efeito”.

Devo comer mais nozes?

Os pesquisadores espanhóis dizem que seus resultados são consistentes com um estudo anterior que relatou um aumento em função erétil e orgástica, desejo e satisfação sexual nos homens após o consumo de 100 gramas de pistache por dia durante 3 semanas. Esse estudo, porém, foi realizado com participantes que possuíam disfunção erétil.

“Nosso estudo amplia os resultados para uma população saudável sem disfunção erétil suplementada com uma mistura de nozes como avelãs, amêndoas e nozes”, concluem.

Kevin McEleny, urologista consultor do “Newcastle upon Tyne NHS Hospitals Foundation Trust”, um grupo de hospitais no Reino Unido, comentou que o “estudo é interessante, mas não conclusivo”. Ele afirmou ao Medscape que o consumo de nozes dos homens foi relatado por eles próprios, um método imperfeito, e que os pesquisadores não analisaram parâmetros psicossexuais e hormonais, necessários para fazer avaliação completa.

Ele reconhece que houve diferença na questão do orgasmo e do desejo sexual dos homens, mas não pensa que o alimento é capaz de afetar a função erétil. “Se você gosta de nozes, coma-as, mas não acho que elas melhorarão sua vida sexual”, concluiu McEleny.

Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista científica Nutrients. [Medscape]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (18 votos, média: 4,56 de 5)

Deixe seu comentário!