Como cientistas “congelaram” um feixe de luz por um minuto

Por , em 28.07.2013

Para você, um minuto pode parecer pouco. Para um feixe de luz, é tempo suficiente para dar mais de vinte voltas ao redor da lua – se ele estiver com sua velocidade máxima (300 mil km/s), pelo menos. Mesmo com toda essa rapidez, cientistas da Universidade de Darmstadt (Alemanha) conseguiram “parar” um feixe de luz durante um minuto inteiro.

A tarefa, claro, não foi das mais simples. Primeiro, a equipe lançou um feixe de laser em um cristal opaco, fazendo com que os átomos desse cristal entrassem em um estado quântico de superposição (em que estariam em dois lugares ao mesmo tempo). Isso fez com que o objeto se tornasse transparente para frequências específicas de luz.

Em seguida, lançaram um segundo laser e desligaram o primeiro, fazendo com que o cristal voltasse a ser opaco e a luz ficasse “presa” dentro dele.

O feixe “congelado” carregava informações (uma imagem simples, formada por três linhas) que foram recuperadas quando ele escapou do cristal.

Os resultados desse estudo nos colocam um passo mais perto da “internet quântica”, que deverá ser muito mais rápida do que qualquer rede já criada. [Gizmodo, NewScientist, Physical Review Letters]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

  • Junior Ny:

    Quero ibagens,ibagens

  • grasisuperstar:

    pode não ter muita serventia um feito desses….mas é muito interessante….esses cientistas são geniais. pensa bem parar um feixe de luz…eu tentava fazer isso quando era criança e entrava um feixe de luz do sol pelas frestas do telhado da minha casa sem forro, andava com a bolinha de luz por um tempo na mão até que ficasse fora do meu alcance, e quando a perdia ficava brava….nada a ver mas me lembrei disso sei lá porque.

Deixe seu comentário!