Detectado jato de buraco negro que esterilizaria a vida na Terra

Por , em 2.12.2012

O nome quasar é uma abreviação de “quasi-stellar radio source”, ou “fonte de rádio quase estelar”. Ele é um objeto astronômico distante e poderosamente energético com um núcleo galáctico ativo, de tamanho maior que o de uma estrela, porém menor do que o mínimo para ser considerado uma galáxia.

Os quasares são os maiores emissores de energia de todo o universo. Um único quasar emite entre 100 e 1.000 vezes mais luz que uma galáxia inteira com 100 bilhões de estrelas.

Esses núcleos galácticos extremamente brilhantes são alimentados por buracos negros supermassivos.

Há muito tempo, cientistas acreditam que quasares extremamente poderosos devem existir e desempenhar um papel fundamental na formação de novas galáxias. Eles seriam capazes de explosões de energia tão enormes, que talvez pudessem interferir na evolução de galáxias.

Porém, até agora, quasares tão poderosos quanto os previstos pelos teóricos não tinham sido encontrados.

Entra a pesquisa da Universidade Virginia Tech (EUA): seus cientistas detectaram uma explosão de buraco negro gigante cinco vezes mais potente do que qualquer outra vista anteriormente; ela ejetou 100 vezes mais energia que toda a Via Láctea.

Os astrônomos analisaram essa energia sendo explodida de um quasar enorme, conhecido como SDSS J1106+1939. Ele libera energia cerca de dois milhões de milhões de vezes a potência de explosão do sol, exatamente o tipo de energia enorme proposta pelos teóricos.

“Nós descobrimos o quasar mais energético conhecido até à data. Procuramos por algo assim há uma década, por isso é emocionante finalmente encontrar um que libera tal quantidade monstra de energia, como previsto”, disse o principal autor do estudo, Dr. Nahum Arav.

Descoberta e implicações

A equipe de cientistas fez suas observações utilizando o Telescópio Muito Grande (VLT, na sigla em inglês) do Observatório Europeu do Sul.

Eles calcularam que uma massa equivalente a 400 sóis é emitida pelo quasar SDSS J1106+1939 a cada ano, a uma velocidade de 800 quilômetros por segundo.

A existência de quasares com tal saída poderosa de energia poderia resolver uma série de questões ainda sem resposta na cosmologia, por exemplo, de que maneira a massa do buraco negro central de galáxias ajuda a determinar a massa total da galáxia, e por que o universo tem tão poucas galáxias que são muito grandes.

Os pesquisadores ainda não sabem se os quasares são poderosos o suficiente para produzir tais vastas galáxias, apenas que algumas poucas já foram vistas no universo distante.

O próximo passo da pesquisa é estudar mais 12 quasares semelhantes para determinar se eles também emitem quantidade tão exorbitante de energia.[Telegraph, POPSCI, MTE, UAI]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

7 comentários

  • Rone Firmino:

    Ja assisti alguns documentarios que falam destas energias que saem destes Quasares gigantes. Dizem ser raios gama. Que esterelizariam ou acabariam com a vida na Terra. Mas se esuqecem que temos nosso campo maguinético. Mesmo se não tivessemos, ou que ele enfraquecesse ( como as teorias do fim do mundo dizem), os quasares estão muito longe ao meu entender pra exercer quaisquer influencias por aqui.

    • Amadeus E:

      Os quasares emanam tanta energia, que eu acho, que nosso infimo campo magnético não adiantaria muita coisa.

  • Andre Luis:

    OS quasares são incríveis!

  • Alberto Campos:

    A verdade é que não conhecemos o universo como deveriamos. Um quasar pode ser uma galáxia em formação. Como está se formando, o desequilibrio interno é grande e existe uma intensa desintegração de matéria no horizonte de eventos (vide:”Olhando o universo”)gerando antimatéra que é arremessada para o espaço. Quando a galáxia atnge seu ponto de equilibrio cessa esta desintegração.

  • Emerson Costa:

    Infelizmente a matéria não dá a resposta relacionada ao “assunto” da matéria:

    Corremos real risco ?

    E ainda:

    Qual a distância desse quasar em relação à terra ?

    • Jean Carvalho:

      Emerson, não precisa se alarmar… até agora, o quasar + próximo da Terra é o Markarian 231, q tem 2 buracos negros em seu centro. Ele está a módicos 600 milhões de anos-luz (1 ano-luz = 10 trilhões de kms…)

  • crys:

    Tentei mas não consegui entender o quê o titulo tem a ver com a materia

Deixe seu comentário!