Contaminação extrema: vírus Zika detectado em saliva e urina

Por , em 5.02.2016

Na mesma semana em que a Organização Mundial da Saúde declarou estado de emergência de saúde pública por causa do vírus Zika e um serviço de saúde do Texas (EUA) confirmou um caso de transmissão da doença por relação sexual, mais uma notícia desagradável acaba de ser divulgada.

O vírus ativo foi encontrado na saliva e urina de duas pessoas com a doença. A informação foi dada pelo presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Friocruz), Paulo Gadelha, nesta sexta-feira (5).

Isso traz novas perguntas quanto às formas de transmissão doença. A possibilidade da transmissão sexual comprova que este vírus não depende apenas do mosquito para infectar outras pessoas.

Gadelha alertou, porém, que a detecção do vírus na saliva e urina dos pacientes não confirma por enquanto que uma pessoa pode passar a doença para outra através de um beijo, por exemplo. “Isso ainda precisa ser esclarecido”, afirma ele.

Os estudos foram liderados por Myrna Bonaldo, que afirmou que a descoberta “traz novos paradigmas para entender como acontece a transmissão da doença”.

Mais cuidados

Enquanto mais estudos são conduzidos para entender como se dá a transmissão da doença, as gestantes e seu círculo próximo podem tomar outros cuidados para que ela evite pegar a doença.

Caso ela tenha convivência com alguém que está com os sintomas do vírus, deve-se evitar compartilhar talheres, copos e objetos de uso pessoal.

Em relação à possibilidade de transmissão da doença por meio do sexo, os parceiros de mulheres que estão ou que podem estar grávidas também devem tomar cuidados extras para não transmitir a doença para a gestante e colocar em risco o desenvolvimento do feto. Esses cuidados são os mesmos indicados para evitar as doenças sexualmente transmissíveis comuns. [CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

Deixe seu comentário!