Formigas-de-fogo: poderosos “tecidos” impermeáveis

Por , em 29.04.2011

As formigas-lava-pés, também conhecidas como formigas-de-fogo (e mais um milhão de outros nomes) podem ser irritantes e dolorosas, mas tem algumas propriedades bastante surpreendentes.

Ninguém havia se preocupado em estudá-las até recentemente, mas um casal de engenheiros mecânicos do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, observou que elas podem ser incríveis.

Acontece que as formigas-de-fogo, quando reunidas em grupos, se agarram umas as outras usando as suas mandíbulas, formando um padrão complicado e preciso, como um tecido. Esse “tecido” é à prova d’água, totalmente flexível, e quase indestrutível.

Os engenheiros também disseram que os grupos de formigas se comportavam como um líquido grosso. Essa é uma outra forma de comparação: as formigas podem ser moldadas como se fossem um líquido grosso, como mel ou ketchup, e mantêm essa forma mesmo quando manipuladas.

Para fazer um teste de impermeabilização, os engenheiros colocaram os grupos de formigas em um cilindro, formando com elas uma esfera quase perfeita, da mesma forma que é possível formar uma almôndega na cozinha.

As bolas de formigas, com cerca de 500 a 8.000 insetos por bola, foram deixadas no tonel de água, onde certamente não se afogaram. Ao invés disso, as bolas de formiga quase instantaneamente se transformaram em uma jangada (parece brincadeira, eu sei), aumentando a impermeabilização dos insetos já hidrofóbicos.

As formigas podem sobreviver dessa forma durante dias na água, nunca em risco de se afogar. Na verdade, os engenheiros até cutucaram as “formigas-jangadas” com uma vara (o que seria a primeira reação de que qualquer um que encontrasse um bando de formigas flutuantes) e descobriram que elas eram tão hidrofóbicas que mal se inclinaram na superfície da água, e não foram empurradas para baixo dela.

E de que forma essa descoberta pode ser útil? Nós sempre temos muito o que aprender com os animais: graças a essa propriedade, os cientistas podem estudá-las para criar tecidos resistentes comerciais. Os engenheiros também sugerem que microrobôs militares poderiam ter boas aulas com essas formigas. [POPSCI]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • kingstom:

    Essa Natasha é uma gatinha heim? ta solteira gata?

  • Luiz:

    temos muito o que aprender com os animais nunca os animais com homems.
    se os animais tivessem consciência do que os humanos andam fazendo sobre esta terra, eles falariam: que falta de vergonha!

  • JOABE DE JESUS:

    Coloca um pouco de VEJA e Veja 😀

  • Reynaldo Andrade:

    Experiencia maravilhosa, isto é o que deveria fazer os aposentados ou outras classes que querem reinvidicar seus direitos, lutar por aquilo que se acha justo, como aumento extrondoso dos politicos, e o salário mínimo um aumento de 5 reais, isto é um esculacho com o povo, depois vem dizendo na televisão que a classe pobre esta indo pra média, quanta mentira a gente houve e somos zombados por eles. Brasileiros nós devemos se unir.

  • O Holandês Voador:

    Ferve a água e joga as formigas dentro…

  • DIEU MERCI DE ANGOLA:

    não percebi em água gelada ou em água quente???????

  • Carlos Machado:

    Magina voce colocando a mão nessa caneca! hmmmmmmm
    ou bebendo… sensação legal hein hahahahahahaaha

  • Cesar:

    Vai mudar a tensão superficial da água, yefull, mas será o suficiente para fazer as formigas mergulharem?

  • OddStrikesAgain:

    Realmente a união faz a força…

  • yefull:

    Pinga umas gotinhas de detergente na água, só para ver o que acontece.

Deixe seu comentário!