Implante de pênis: “5 cm salvaram a minha vida”

Por , em 15.03.2016

Jason é um americano de 35 anos que reside em Manhattan. Depois que sua namorada decidiu terminar o relacionamento de 6 anos deixando claro que era por causa do tamanho de seu pênis, ele ficou devastado.

Isso foi em maio de 2014. Um ano mais tarde, Jason estava pesquisando “aumento de pênis” na internet quando se deparou com o urologista de Los Angeles Dr. James Elist. O médico acreditava que podia aumentar o tamanho do membro de Jason, de 7,62 cm, por 5 cm. Será que era bom demais para ser verdade?

Não. O procedimento de fato mudou a vida de Jason.

Bons resultados

O paciente recebeu um implante que utiliza uma forma mais firme de silicone da que é encontrada em implantes mamários.

O urologista diz que criou o dispositivo – que é personalizado para o tamanho do membro de cada paciente – para consolar homens que podiam ter ereções, mas ainda assim não conseguiam manter suas esposas e namoradas felizes. “É um tubo de 270 graus feito de silicone muito suave, na forma do pênis a partir da base à cabeça”, diz. “Ele é inserido através de uma pequena incisão na virilha e o perímetro aumenta imediatamente por cerca de 5 cm, mesmo ereto”.

Ou seja, um pênis de 7,62 cm flácido e 12,7 cm ereto vai para 12,7 cm flácido e 15,2 cm ereto, em média. “Depois de dois ou três anos, o peso do implante vai esticar o pênis por mais 1,2 cm, mais ou menos.

Dr. James Elist

Dr. James Elist

Preço salgado – mas vale a pena

Por enquanto, a tecnologia está atualmente disponível apenas no consultório de Beverly Hills do Dr. Elist. Dentro de um ano, no entanto, se obter aprovação da Administração de Drogas e Alimentos americana, médicos em Nova York serão treinados para fazer o procedimento também.

Hoje em dia, o procedimento custa cerca de US$ 13.000. Para Jason, é uma pequena quantia para se pagar tendo em vista o resultado.

“Houve um pouco de inchaço, mas um dia após o procedimento de uma hora, quando eles removeram as bandagens, eu olhei para baixo e tive uma experiência fora do corpo”, disse ao The New York Post. “Eu fiquei sem palavras. Era tão grande flácido como tinha sido previamente ereto. Tudo o que eu conseguia pensar era o que minha ex diria”.

Apenas 3% dos pacientes do Dr. Elist relatam complicações decorrentes do procedimento. Aqueles que têm problemas tendem a ser homens que não aguentam esperar para testar seu novo brinquedo.

Jason não correu riscos. “Eles me disseram para esperar quatro semanas antes de ter atividade sexual, e eu esperei dois meses”, afirmou.

Mas quando finalmente a oportunidade chegou para Jason, valeu a pena. No mês passado, três meses após o test-drive do novo pênis, ele ficou noivo – e garante que sua namorada agora não tem reclamações. [NYPost]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

3 comentários

  • Dinho01:

    Ele vai ter que usar essa prótese o resto da vida ou terá que fazer trocas periódicas como os implantes mamários?

    • Roro’s and Romeo:

      Provavel que seja uma vez só

  • Guilherme Sousa:

    O “milagre” da ciência. O cara até se casou, olha ai ein. Só queria saber se foi com a ex dele, ou, se ele arranjou outra.

Deixe seu comentário!