Homens estão LITERALMENTE em extinção

Por , em 4.04.2013

Segundo um novo estudo australiano, os homens estão vivendo em tempo emprestado. O macho da espécie humana está, literalmente, caminhando para a extinção.

De acordo com a professora Jenny Graves, da Universidade de Canberra, as mulheres devem ganhar a batalha dos sexos da forma mais definitiva possível.

O motivo para tal é a fragilidade inerente ao cromossomo sexual masculino, o cromossomo Y. O cromossomo X contém uma quantia de 1.000 genes ou mais. As mulheres têm dois deles. Já o cromossomo Y, apesar de ter começado com tantos genes quanto, se desintegrou ao longo de centenas de milhões de anos, deixando menos de 100 genes no homem moderno.

Isso inclui o gene SRY, o principal “interruptor masculino”, que determina se um embrião será masculino ou feminino.

Cromossomo X x cromossomo Y

As mulheres têm dois cromossomos X, e os homens apenas um “fracote” Y. Isso é péssimo, pois o emparelhamento dos X permite que mulheres façam reparos cruciais.

Na falta de um companheiro, é mais difícil para o cromossomo Y consertar erros. “O cromossomo X fica sozinho nos homens, mas nas mulheres tem um amigo para que possa reparar-se”, diz Graves.

E há mais uma má notícia. Em sua palestra na Academia Australiana de Ciência, Graves descreveu os genes restantes no cromossomo Y como sendo na sua maioria “lixo”. “É um acidente evolucionário”, comentou.

Então, é isso? Acabou para os homens?

No entanto, há algumas boas notícias. Graves estima que levará cinco milhões de anos para o cromossomo Y, e os homens que o produzem, desaparecerem de vez.

Outros especialistas também disseram que os homens não precisam entrar em pânico.

Robin Lovell-Badge, especialista em cromossomo sexual do Instituto Nacional de Pesquisa Médica em Londres (Inglaterra), disse que os estudos têm mostrado que a decadência não ocorre ao longo do tempo, mas sim em “rajadas” – o cromossomo Y não perdeu quaisquer genes por pelo menos 25 milhões de anos.

O professor Chris Mason, da Universidade College Londres (Inglaterra) afirmou que, mesmo se o cromossomo Y se esfarelar nos próximos milhões de anos, a medicina vai ter muito tempo para se preparar. “Cinco ou seis milhões de anos deve ser tempo suficiente para a ciência médica produzir uma correção”, disse.

Graves também tem sua própria solução.

Ela diz que quando o cromossomo Y se extinguir, outro cromossomo poderia assumir o papel do Y ausente, levando à criação de uma nova espécie humana.

Isso não é loucura – já existe um precedente na natureza, sob a forma de um rato espinhoso japonês que sobreviveu a perda do seu cromossomo Y. Na verdade, Graves suspeita que o processo já pode estar em curso em alguns grupos isolados de pessoas. É esperar pra ver.[DailyMail]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

42 comentários

  • Waldimir Costa Caiouás:

    O que entendi é que o homem determina o sexo pelo cromossoma Y e determinará uma nova espécie também pelo cromossoma Y, simples…

  • Matheus Hendel:

    Me corrijam se eu estiver errado, mas já tive uma cadeira de genética e aprendi o seguinte.
    Pessoal, podem ficar tranquilos pois 50 a 90% de todo material genético humano é intron, ou seja, genes que não são transcritos (o que foi chamado de “lixo” na reportagem creio eu) e apenas 10% é exons, o que é utilizado na hora da transcrição final do dna. Durante a vida ocorrem várias mutações genéticas onde fragmentos de dna trocam de lugar etc. Graças a esse “lixo”, a maioria das mutações ocorrem neles, tornando-se inofensivas. Provavelmente o Y tenha menos desse “lixo”, o que o expõe a maior chance de sofrer uma mutação em algum gene exon que codifique alguma proteína. Faz tempo que tive essa matéria e talvez não tenha sido muito claro na minha explicação. Mas quem se interessar procura por splicing, momento da transcrição do dna em que o RNA antes de sair do núcleo tem todos os introns removidos.
    Abraço

    • Cesar Grossmann:

      Enquanto não aparece um geneticista, só vou acrescentar uma informação: o cromossomo Y é pequeno, menor que o cromossomo X. Ou seja, ele deve ter além de menos genes, menos intron.

  • Toaldo Pedroso:

    Ao que eu entendi o cromossomo Y irá desparecer por este estar se tornando inútil e que talvez um outro cromossomo tome o lugar dele, em resumo, evolução! uma raça humana que possuísse ambos os sexos seria no mínimo interessante 🙂
    Mas, outra coisa, foi dito que o cromossomo Y não perdeu nenhum gene nos últimos 25 milhões de anos e isso me fez pensar se a raça humana é tão antiga assim, ou se pelo menos fósseis dessa época foram encontrados e em condições suficientes boas para um análise tão minuciosa quanto a de genes.

    • Cesar Grossmann:

      O cromossomo Y não é exclusivo da raça humana, herdamos ele dos nossos ancestrais. 😉

  • Fernandu Z-luciu:

    como eu afirmei em outras páginas científicas sobre o assunto, ou comentei diretamente essa pesquisa em até no aspecto do povoamento da nossa espécie em outros mundos, a humanidade, ao longo das eras, se autocorrigirá geneticamente. agora que um cientista está afirmando isso, tal correção……

  • Roger Klein:

    Quem é que não sabe que essa pesquisa foi ENCOMENDADA e PAGA a peso de ouro para os institutos de pesquisa? Eu percebo nitidamente que a intenção dessa postagem é para exaltar as mulheres, faz propaganda do feminismo, só tá querendo dizer que as mulheres são mais superiores que os homens. Pronto, falei e que comecem o mimimi e o chororô por parte das feministas (e dos idiotas) imbecis de plantão.

    • Cesar Grossmann:

      Duas coisinhas, Roger

      1. só por que você não gosta da pesquisa ou do resultado, não significa que seja falsa.

      2. “que comecem o mimimi e o chororô por parte das feministas (e dos idiotas) imbecis de plantão” não parece um convite para uma discussão racional. Será que você é mais um dos idiotas que não aceitam ser questionados em seus preconceitos estúpidos?

    • Jussara Petranski:

      Você deveria fazer um curso de interpretação de texto. E isso independe de sexo. E de mimimi. E aliás, o fato de alguém discordar de você, não significa que a pessoa seja feminista ou seja imbecil. Apenas significa que ela pensa diferente.

  • Jorge Martinez:

    Isso é no mínimo absurdo. O ser humano não tem capacidade como para prever o que vai acontecer daqui a 50 milhões de anos, ele nem sequer entende de forma clara as razões do aquecimento global atual e nem sequer tem meios de provar definitivamente que está certo nas suas teorias. Imaginem então provar que estão certos em relação a este assunto que envolve milhões de anos pela frente. Milhares de teorias científicas ja caíaram por terra. Não são mais do que meras especulações ou teorias baseadas em conhecimentos ou observações, limitadas aos precários conhecimentos existentes sobre certos assuntos, e que apenas servem, de forma irresponsável, para confundir a opinião pública.

    • Cesar Grossmann:

      Jorge, é por isto que os cientistas publicam seus trabalhos, para que outros cientistas verifiquem se tem alguma coisa errada ou não.

      No caso, a destruição do cromossomo Y tem uma base empírica: a quantidade de genes que o cromossomo tem perdido com o tempo. Se uma corrente perde 50 elos a cada ano, e ela tem 1.000 elos, não se trata de uma simples questão de aritmética fazer uma previsão de quando a corrente provavelmente vai deixar de existir?

      É a mesma coisa.

      Outra coisa, o estudo não tem como levar em conta fatores imprevisíveis. O resultado é válido se as condições permanecerem. E isto é importante! Os cientistas estão cientes das limitações de seus estudos e previsões, mas mesmo assim publicam o estudo, por que é importante e parece ser suficientemente correto.

    • Ricardo Marques:

      Melhor resposta! 😉

  • Gilcemar Zanette:

    Mulheres não se desesperem, por favor façam fila. uhhauhau.

  • Levan Doski:

    Essa Graves deve ter sérios problemas de rejeição do sexo oposto.

  • Falcone Big:

    Boa sorte meninas… Fui, aliás, fomos….

  • Vinícius Monteiro:

    Antes mesmo de eu ler a notícia, eu pensei: Quem fez essa pesquisa foi uma cientista e quem publicou essa notícia aqui foi uma mulher… Dito e feito!

    Sem nós, homens, a raça humana jamais evoluíra. Nós temos a semente da vida. NÓS!

    Por isso o sexo oposto adora colocar a espécie masculina abaixo. Pura inveja.

    Resumindo: No final, nós, homens, vamos evoluir mais ainda, criando uma raça muuuito superior que a atual. Isso tudo graças a NÓS! (tá, coloquei muito orgulho masculino aí, mas tá bom, rsrs).

    • Luna:

      Oi, Vinicus. Gostei.kkkkkkkkkkkkkkkkk
      Isso mesmo, macho até debaixo d’àgua e mesmo na hora da extinção.

    • Yuri Caetano:

      Essa nova raça humana será menos violenta?E principalnmente,a estupidez MASCULINA de resolver tudo na base de GUERRAS vai diminuir?Porque agora temos uma cacetada de bombas e armas nucleares que podem sem nenhum problema eliminar não apenas a raça ,mas quem sabe seja capaz de DESTRUIR O PLANETA!

    • Cesar Grossmann:

      Sabe o que é “ad hominem”? É você criticar a pessoa que está argumentando, em vez do argumento. No caso, você está fazendo isto sem o menor pejo…

  • Marco337:

    Droga eu escrevi ” meus pequenos erros ocorrem” e saiu ocorre…

  • Marco337:

    Parênteses ( maldito corretor)

  • José Carlos Ferraz Semmler:

    Será dessa forma o fim da humanidade?

  • Marco337:

    Myka vc deve treinar mais seu cérebro. Esse tipo de piada só é inteligível para quem tem QI Acima de 130. Pessoas medíocres (entenda-se o significado da palavra:QI mediano) não percebem a essência. Mas vou te explicar: xx ( mulher) xy ( homem) xy em mutação ( os gays), ou seja, os gays representariam a Evolução.Já que as mulheres vão dominar no futuro, e os homens entrariam extinção, a Evolução deu um jeito trazendo o homem do futuro ( os gays, ou seja, a evolução do xy).
    Ainda bem que a maioria que freqüenta esse site ten QI acima da média…imagina eu ter que explicar a piada pra todo mundo.

    • Myka Peruzzo:

      oi Marco, obrigada pela sua resposta, vc é realmente uma pessoa mto inteligente. Seus comentários são pertinentes, inteligentes e engraçados.
      Parabens e mto sucesso no seu futuro! Continue sendo aquilo que o mundo precisa! Espero q não se depare com pessoas como eu, mediocres e nada informadas sobre genetica.

  • John jones:

    só não entendi uma coisa,isso esta acontecendo no macho humano ou em todos os machos(me refiro a TODOS os seres vivos que possuem o gênero macho e femea)

  • Gustavo Ats:

    Calma minha gente

    Estamos perdendo nosso cromossomo Y por uma boa causa… No final, quando o Cromossomo Y se extinguir continuarão existindo homens, mas ao contrário de terem os cromossomos XY, serão X-Man.

  • César H. Valentino:

    Alguém consegue um link contendo um artigo ou mesmo uma matéria explicativa sobre o caso do RATO ESPINHOSO JAPONÊS? Fiquei curioso pra ler sobre ele, procurei, mas não achei nada.

  • Edson Correia:

    Pode ser uma hipótese…..

  • Oswaldo Ferreira:

    Acho que essa Jenny Graves deve ser o tipo de mulher que tem inveja de nós homens só por que a evolução nos fez superior em tudo.

    • Elaine Werkling:

      tudo oq????

    • Scarlet Shimizu:

      O senhor está muito bem enganado,somos mais sensíveis,mais flexíveis e muito mais.
      No fim a sua frase é machista a ponto de esquecer que nenhum dos gêneros é superior ao outro,os dois se completam.

    • redstormwind:

      Scarlet, até concordo com seu argumento de que nenhum dos gêneros é superior ao outro, agora: dizer que mulheres são mais sensíveis e flexíveis é uma puta mentira deslavada, pois o que vemos nos fatos do dia-adia? Mulheres excluindo caras bons e honestos para ir atrás de velhos, bandidos e cafajestes. No máximo ficam com o cara bonzinho para utilizá-lo como $$provedor$$ e ainda por cima o traem e não o respeitam.
      O certo seria dizer que a mulher é muito mais emocional que o homem, aí sim.
      Quero deixar claro que não sou machista nem misógino, apenas exponho os fatos.

  • grasisuperstar:

    Se houver a extinção de homens, haverá também a das mulheres já que um depende do outro para existir.Nem em milhões de anos isso irá acontecer.

    • Cesar Grossmann:

      Não necessariamente, como o artigo aponta…

  • FartherAway:

    Só acredito vendo, alias … não vendo.

  • Cássio Adriano:

    Porque será que duvido da frase de Graves: “descreveu os genes restantes no cromossomo Y como sendo na sua maioria ‘lixo’. ‘É um acidente evolucionário'”.
    Não ocorreu o mesmo com os estudos do DNA?

  • Marco337:

    Ohhhh….eu sempre soube que os “gays” representavam a nova espécie dominante.
    Teoricamente nessa esdrúxula tese ….. Ah, me recuso a viajar na maionese

    • Raphael Freire:

      Das ideias malucas que surge a maravilhosa ciência. NUNCA desmereça uma hipótese. #FicaDica

    • Fobias Fobos:

      DEPOIS DO ADVENTO DO “ADIBUIADOR” DE MILHO, JÁ NÃO DUVIDEMO DE MAIS NADA!!!

    • Jonatas:

      Cara… isso já está parecendo trolagem… Todos os teus posts são ataques a ciência e seus métodos, mas sem argumentos, o que torna isso só “ataques”, e não comentários ao menos legíveis e discutíveis – percebe o que ta fazendo?
      Entra num site de divulgação científica, usando de uma tecnologia que apenas a ciência proporcionou (o computador e a internet), pra dizer que ciência e teoria científica é viagem na maionese?
      Na boa, você é que está viajando..
      Recomendo: https://hypescience.com/o-que-e-uma-teoria-cientifica/
      E os recentes artigos do Mustafá sobre a credibilidade científica e o porque da ciência ter credibilidade.

    • César H. Valentino:

      Eu conheci uma mulher chamada Selma quando eu era criança. TUDO ela reclamava, xingava, não prestava, tava errado, não era possivel ou era inutil…

      Desde então quando me deparo com opiniões como a sua eu me lembro da Selma.. Dou uma risada e penso:

      Pessoas Selmáticas, são tão tolas que até quando eu era criança eu já percebia que não deveria dar ouvidos a elas.
      —————
      [PS: Nada contra as Selmas que não são Selmáticas.]

    • Myka Peruzzo:

      Não entendi essa relação entre gays como representantes de uma nova espécia e o cromossomo Y. Não sei se já te contaram, mas os homossexuais masculinos tb são XY, a orientação sexual nada tem a ver com o artigo.

Deixe seu comentário!