Homens têm dificuldade em perceber o que as mulheres sentem na cama

Por , em 27.10.2010

Segundo uma nova pesquisa, homens e mulheres geralmente têm ideias completamente diferentes sobre o que exatamente ocorre na cama.

O estudo foi realizado com 5.865 pessoas na faixa etária de 14 a 94 anos, e ressalta o fato preocupante de que homens e mulheres, jovens e velhos, e até mesmo casais que estão juntos há muitos anos, não falam sobre sexo.

Os resultados apontam que os homens superestimam se sua parceira teve um orgasmo, e subestimam a sua dor. Enquanto 64% das mulheres relataram ter um orgasmo, 85% dos homens disseram que suas parceiras tiveram um. Além disso, cerca de 30% das mulheres afirmaram que o sexo era muito doloroso e, presumivelmente, os homens não sabiam disso, ou então, sendo os cavalheiros que são, teriam parado.

Segundo os pesquisadores, as pessoas lidam suas limitações sexuais com medo. Os casais não falam de sexo nem quando o relacionamento está bem, e quando as coisas estão indo mal, a comunicação é ainda pior. As pessoas não se sentem confortáveis em falar sobre suas necessidades e desejos sexuais.

Isso pode ser devido a um comportamento enraizado. A partir do momento que meninos e meninas têm cerca de 5 anos, eles são segregados em grupos de mesmo sexo. Os meninos brincam com meninos, meninas com meninas, e a sociedade impõe a mesma segregação natural quando chega a hora de falar sobre nossos corpos.

Ainda hoje, a educação sexual muitas vezes acontece em aulas com pessoas somente do mesmo sexo. A mensagem enviada é que é tabu falar sobre coisas do sexo masculino com o sexo feminino e vice-versa, de que forma que, no futuro, os casais não trocam informações.

O que podemos fazer é ensinar meninos e meninas desde cedo o que significa ser um bom amigo, como funciona cada sexo, o que é amor, como ser um bom namorado e uma boa namorada. Conversas sobre sexo não devem ser apenas entre pais e filhos.

Depois de adultos, as pessoas precisam pensar o que está por trás da relutância em falar sobre sexo. Por exemplo, pesquisas com mulheres que têm uma condição que resulta em dor quando sua vulva é tocada ou estimulada sentem que não estão sendo boas esposas. Portanto, o problema não é a dor em si, mas o medo da própria auto-percepção.

Outro exemplo é a razão pela qual os homens pedem sexo oral. Não é apenas por causa da sensação física. O pênis tem um significado incrível para o homem. Mas as mulheres não podem ser responsabilizadas por não apreciar a situação. Ainda assim, se as mulheres fazem para agradá-lo, essa honra faz com que eles se sintam muito bem.

Da mesma forma, os homens precisam entender melhor o significado maior da sexualidade feminina. A melhor saída é, claro, conversar abertamente e com franqueza. Bem como experimentar coisas novas. Os casais também têm que aceitar quando um parceiro faz uma sugestão.

Com a comunicação, ambos os parceiros podem obter o tipo de experiência sexual que querem. Por mais desconfortável que seja, o caminho é, aos poucos, começar a demonstrar suas vontades e desejos e aumentar a comunicação na cama para um vida sexual melhor. [MSN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

24 comentários

  • Luis Todo Bom:

    Bem eu em tudo isto tenho apenas uma pergunta fazer. Porque foi referido que desde pequeninos se deve esclarecer o que é o amor. mas os pequeninos não entendem tal coisa, que nem mesmo os adultos sabem explicar claramente… acho que esse é o sentimento mais difícil de explicar. talvez porque só a vida nos possa esclarecer…

  • gaabe:

    Nossa, concordo com “Aninha”… acho que é a própria mulher que acaba tendo culpa por não atingir orgasmo. Ter tanto pudor é algo tão antiquado que interfere na relação homem X mulher, às vezes uma mulher que tem vários amigos homens não é bem vista por outras mulheres só por inveja, isso significa que essa mulher amiga de homens sabe entender o que seus amigos querem. Acho que o mais torna a vida sexual de uma pessoa satisfeita é saber conversar, dizer pro parceiro onde gosta de ser tocada,onde não gosta… quais suas fantasias. Nossa, é tão fácil, é só… falar!

  • cleiton:

    eu tinha uma namorada que ela nao sabia nem sabia se ela tinha chegado ao orgasmo ou nao dai eu fikava meio asustado e era reclamava que todas as veses que nos iamos transar ela me dizia que dooiAAA

  • Nascimento:

    Depois de ler o enorme comentário de “Grande Falo”, digo: NEM MAIS NEM MENOS. ESTÁ CERTÍSSIMO!

  • Fred:

    É isso aí Aninha, apesar de seu pouco tempo de atividade sexual, você demonstra que é uma pessoa experiente. O homem quando vai para uma relação sexual já chega dizendo o que lhe causa prazer. A mulher fica toda tímida e constrangida em dizer o que lhe agrada na relação sexual. Prazer é contato físico e mental (fantasia). A mulher tem que se soltar mais e dizer ao seu parceiro o que lhe causa prazer e desejo, só assim o casal construirá uma relação prazerosa para ambos, fato que, com certeza garantirá uma relação pessoal, agradável, estável e duradoura.

  • clarice:

    estão sempre preocupados com o prório “desempenho” ……

  • Grande Falo:

    Querida Vilma,

    Não são os homens que tem inveja das mulheres, é historicamente o contrário. O sonho maior da mulher é ser homem. Mais da metade das mulheres tem com desejo serem homens numa próxima encarnação, tamanho é a inveja em relação ao homem. E como é bom ser homem, ser o ser dominador, construtor e destruidor do mundo.

    O maior objetivo inconsciente do movimento feminista é colocar a mulher em igualdade ao poder hegemônico e fálico do homem. A inveja da mulher em relação ao homem ocorre desde a infância quando a menina olha para o menino e descobre que ele tem um pênis e ela não. Ela já se vê sem o “poder do FALO” desde tenra infância, ela já se vê “castrada” e percebe que veio ao mundo como um ser já “broxado” por natureza, portanto o ser passivo e dominado. Por isso um dos maiores fantasmas do homem é broxar, pois o rebaixa e iguala ao ser mulher, um ser broxado por natureza. O GRANDE PAPA E GÊNIO DA SEXUALIDADE, FREUD, descobriu isso há mais de cem anos.

    A fêmea (principalmente da espécie humana) sempre foi, é, e será o ser dominado, o ser passivo, a “grande mãe” que tem como maior função a de reprodução da espécie. E nada poderia simbolizar mais essa dominação e passividade da mulher do que o sexo. Afinal é a mulher que recebe a “invasão” do pênis, é a mulher que recebe o esperma, é a mulher que recebe a gravidez, é a mulher que recebe as dores do parto, é a mulher que recebe a licença maternidade, é a mulher que recebe a pensão depois da separação. QUER MAIS PASSIVIDADE DO QUE ISSO? O artigo tem toda razão quando diz que “O pênis tem um significado incrível para o homem”. Freud já relatou isso há mais de cem anos. Nada supera o poder hegemônico do “FALO(pênis)”. O possuidor do falo é o possuidor do “PODER”. O FALO representa a “arma”, a “espada”, o objeto desbravador, penetrador, conquistador e dominador do homem em relação à mulher. Não é machismo, é realidade pura. A grande maioria dos objetos criados pelo homem são objetos fálicos, de poder hegemônico penetrante, desde uma faca que “PENETRA” uma caça na época das cavernas até um ônibus espacial que “PENETRA” o espaço rumo ao poder infinito. Perceba que ambos são objetos fálicos parecidos de forma grosseira com um pênis, se é que você me entende. Algumas feministas mais radicais se iludem de que um dia os papeis se inverterão e as mulheres vão assumir o lugar dos homens numa ilusória inversão de papeis. Ledo engano e ingênua ilusão. O macho não aceita dominação. O macho não aceita submissão, se o macho não domina pela palavra e atitude, ele domina pela força, pela violência. As mulheres podem até conseguir altos cargos em altas corporações, mas o mais próximo que chegarão do poder dominante do “FALO” é o poder do dinheiro. Porque enquanto existir o poder do “FALO” a hegemonia é do homem. Se algum dia as mulheres conseguirem uma forma de “colocar” um pênis quem sabe sentirão o gostinho de “talvez” serem o ser dominante um dia. Mas por enquanto, meu bem, seja bem vinda ao mundo dominante dos homens. Huahauhauahuahau!

    • Laura Macedo:

      Deus expulsou Lúcifer com este mesmo pensamento. Ele queria ser Deus, mas nao era. Foi para o caldeirão do Hulk e agora canta pagode no inferno. O homem quer ser como a mulher, mas não consegue. E inverte toda uma história baseada no simples poder de dar a vida. Esses “FALOS” foram gerados nos úteros femininos, graças a nós, então. Que maravilha é ser mulher! Eis então homens, o cuidado de não irem fazer uma visitinha a Lucifer e além de cantar pagode, vai cantar funk e levar muito créeeeeuu.. (risos)

    • Laura Lopes:

      E, até isso,é construído historicamente, meu caro.Essa ideia de superioridade masculina, do poder do falo.Realmente, o homem representa a força ativa e a mulher a passiva, no entanto, atribuir maior ou menos valor a uma e a outra é uma questão meramente cultural.E, convenhamos, os homens também passam suas agruras durante a vida, uma vez que deve ser bastante perturbador ter que provar a potência e masculinidade o tempo todo, não poder demonstrar as emoções, ter que fazer papel de forte, invencível, poderoso, muitas vezes esconder as inseguranças atrás do falo.Afinal, somos todos humanos e precisamos uns dos outros.Gosto de homens, não os invejo, a partir do momento que entendo que macho e fêmea, homem e mulher são complementares e interdependentes.

  • José Mariano:

    Hoje, vivemos numa acorrida de conhecimento, de tudo há motivo de troca de experiência, o que não podemos é deixar de falar daquilo que nos faz bem, com todo respeito com toda sinceridade há portanto fundamento.
    Eu não tenho problema na parte sexual, eu e minha esposa somos realizados, mais estou sempre em busca de conhecimento, afim de satisfazer melhor a minha unica parceira.
    Também tenho uma filha e eu sempre procuro entender a tendência social, afim de não deixar que ela aprenda sobre sexo de uma maneira errada.
    Há um ditado que “um grito a mais pode conte ou espalhar uma boiada”.
    Por isto precisamos nos conhecer melhor.

  • Aninha:

    Eitaa é muitaa frescura, tem mulher que é tão cheia de “pudor” que nunca sentiu sequer um orgasmo. ficam colocando a culpa nos homens, mas não falam do que gostam,não falam do que as faz sentir prazer, e o pior de tudo figem orgasmo. comecei a minha vida sexual a um ano e pouco (sei que é pouco tempo)nunca fiz sexo com outro homem,só com meu namorado,mas sempre falamos do que gostamos um para o outro, e quando não gozo eu falo,então ele faz de tudo pra me satisfazer.Quebrar os tabus sobre o sexo e aproveitá-lo ao máximo,gozar é o que importa!!! o//

  • Cássia:

    Interessante a matéria!
    Só gostaria de comentar sobre essa questão histórica, visão religiosa e marxista que alguns demonstraram aqui. Apenas na época do Cristianismo a situação mudou, pois a princípio e em novas eras a mulher sempre foi mto bem respeitada. Infelizmente a bíblia distorceu mta coisa aí, e pobres ingênuos e ignorantes os que acreditam em tais fatos, rs. Mas de certa forma, eu tento tolerar tais pensamentos primitivos e dominados. Gente, por favor, leiam mais sobre a história da humanidade, cultura, religião, biologia, sociedade, para não ficarem comentando coisas ridículas e ofensivas. Abram a mente e chega desta guerra entre os sexos, vamos nos respeitar, neh?!

    • Laura Macedo:

      isso a mulher já sabe.. o homem ainda está aprendendo o conceito..é que tem muitos neuronios dificultando o espaço

  • Barretti:

    Qdo se trata d Homens e Mulheres as reportagens sempre sao grandes rsrsrs pq será?
    Gente para di kerer entender se fossemos iguais ou se tudo fosse facil, n teria a menor graça.
    É por isso q amamos elas…

  • Roodney:

    Ana Carolina Os comentários feitos são apenas nós homens exercendo nosso direito de resposta,nós respeitamos as mulheres,caso contrario não respeitaríamos nem as nossas mães,o que não admitimos são são comentários pejorativos sobre nós homens,se as pessoas não gostam da acidez de nossos comentários então basta não nos provocar afinal o nosso direito começa onde termina o do outro e vice versa.

    • Laura Macedo:

      eu acho q ela está brincando, afinal, há tantas brincadeiras pejorativas com as mulheres.. mas deixe de lado, nao leve a sério..

  • Anna Carolina:

    Tem certos comentários que não deveriam ser feitos. ¬¬

  • willian:

    A Vilma é solteira..hehe

  • Douglas:

    Vilma, não se esqueça que o homem veio primeiro que a mulher!!!!

    • Laura Macedo:

      por isso ele é o mais véio da historia kkkk.. a mulher é mais nova e sempre será! Agora, quem é o mais importante, Jesus (o Filho de Deus) ou Adão? Eu acho que é o tal de Jesus, ele tem mais fãs e seguidores, kkkk…

    • Laura Macedo:

      e é claro, ele veio beeeeeeem depois de Adão. Ai ai… e ainda tem jovem invejando o véio? eu hein.. eu prefiro nascer neste século.. sou jovem e tem tanta coisa boa pra se aproveitar..

  • Roodney:

    Inveja de quê Vilma?A de sangrar uma vez por mês ou a de ser insuportável quando estão naqueles dias,ou ainda a de ser submissa aos homens durante a maior parte da história da humanidade?Fora o fato de nunca sermos dominados (ou domesticados por vocês mulheres)afinal toda mulher feminista tem complexo ou de inferioridade ou de superioridade,talvez Eva fosse argentina e Adão brasileiro ¬¬ Aff…Por causa do feminismo é que faz valer o provérbio:

    “Existem três tipos de mulher: as bonitas, as inteligentes e a maioria.”

    • Laura Macedo:

      Realmente as humanas foram dominadas pelos macacos, porque os macacos sao mais fortes, rs..

  • vilma:

    É se Deus não tivesse criado o homem (macho), teria criado outros animal para nós mulheres domesticar.
    Que tarefa dificil o homem aprender sobre as mulheres,
    para não falar que eles tem inveja de nós.

Deixe seu comentário!