Irlanda do Norte pretende usar 40%de energia alternativa até 2020

Por , em 27.09.2010

A nova estratégia de uso de energia da Irlanda do Norte estima que 40% da energia usada no país será alternativa até 2020. Isso irá reduzir o consumo de carvão, gás e petróleo no país.

Atualmente, menos de 10% da energia da Irlanda do Norte é alternativa – a maioria dessa porcentagem é de energia eólica. Para que a meta de 40% seja alcançada, maiores fazendas eólicas precisarão ser construídas, incluindo grandes turbinas no mar, para que os ventos marinhos sejam aproveitados. Outro item que está presente no plano são os incineradores de dejetos – um tanto controversos já que, se não forem construídos corretamente, podem causar uma enorme poluição no ar.

O processo inicial não será barato – cerca de 100 euros a mais serão descontados na conta de luz dos irlandeses. No entanto, a alternativa para o país seria ficar “a mercê” de outros países que exportassem petróleo e outros tipos de combustível.

Segundo a ministra de energia da Irlanda do Norte, Arlene Foster, a medida mostra o quão necessárias são as medidas para deixar de contribuir com a poluição e o aquecimento global.

As medidas tomadas na Irlanda do Norte chamam a atenção para o momento que estamos vivendo na política do Brasil. A questão da energia não é apenas econômica, mas também ambiental. Você já conferiu quais são os planos de seu candidato para a geração de energia no país? [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!