Será que são dois leões machos transando?

Por , em 26.04.2016

As imagens de dois leões “machos” acasalando na natureza foram uma grande sensação online, mas a verdade pode ser ainda mais intrigante.

O leão embaixo é provavelmente uma leoa com uma juba, um tipo de animal regularmente visto no norte de Botswana, onde Nicole Cambré fotografou recentemente os leões no safári.

Uma das fotos mostra os dois animais esfregando a cabeça um contra o outro, o que não é um comportamento incomum para os machos como parte de uma exibição dominante, observa Kathleen Alexander, especialista em leões africanos e professora da Virgina Polytechnic Institute, em Blacksburg, nos EUA.

Sobre o acasalamento, “eu nunca vi uma interação entre machos assim, e eu estive trabalhando em Botswana por 20 anos”, diz ela. “Eu diria que é mais provável que seja uma leoa com juba”, propõe.

leoes copulando

As leoas com juba de Botswana podem carregar uma predisposição genética para o fenômeno, de acordo com Luke Hunter, presidente do grupo de conservação de grandes felinos Panthera. Essas fêmeas podem ser um sinal de perturbação do desenvolvimento, quer na concepção ou enquanto no útero, ele já afirmou antes. “Se for o primeiro caso, a contribuição genética do esperma, que determina o sexo do feto na maioria dos mamíferos, era provavelmente aberrante, dando origem a uma fêmea com algumas características do sexo masculino”, explica.

“Em alternativa, e talvez mais provavelmente, o problema pode ter ocorrido durante a gestação, se o feto foi exposto a um aumento dos níveis de androgênios – hormônios masculinos tais como a testosterona”.

Se uma mãe leoa tinha níveis anormalmente elevados de androgênios durante a gravidez, sua prole feminina pode acabar “masculinizada” – situação que ocorre ocasionalmente em pessoas, mas que raramente é observada em animais selvagens.

leoes copulando 2

Alexander acrescenta que outras espécies africanas evoluíram fêmeas mascunlinizadas como parte de uma estratégia de sobrevivência. Por exemplo, hienas manchadas do sexo feminino têm clitóris ampliados chamados pseudo-falos, pois se parecem com os pênis, mas são na verdade maiores. Muitas vezes eretos, estes falos permitem que as fêmeas exibam domínio e mantenham sua sociedade matriarcal. [National Geographic]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

1 comentário

Deixe seu comentário!