Mais bits em uma polegada do que estrelas na Via Láctea

Por , em 21.03.2012

O universo dos discos rígidos (HD) presenciou um novo recorde na última semana. A empresa tecnológica Seagate, sediada em Scotts Valley (Califórnia, EUA), lançou o primeiro HD que supera a marca de 1 terabit (o equivalente a mil gigabytes, ou um trilhão de bytes) por cada polegada quadrada. Este novo padrão marca a possibilidade de dobrar a capacidade máxima atual dos HDs ainda nesta década.

A quantidade de dados que caberão em um único HD de tamanho padrão de 3,5 polegadas (o equivalente a quase 9 centímetros) quadradas pode ser elevado a até 60 terabytes nos próximos anos. Com isso, o número de bits comportados em uma única polegada quadrada é superior a 17 trilhões, número maior do que a quantidade de estrelas na Via Láctea (estimado entre “apenas” 200 a 400 bilhões).

A marca histórica foi alcançada pela empresa graças a um novo método de armazenamento de dados: Gravação Magnética Assistida por Aquecimento (HAMR, na sigla em inglês).

A tecnologia HAMR, originalmente demonstrada pela Fujitsu em 2006, acrescenta um laser à cabeça do disco rígido. Ela funciona normalmente, mas sempre que grava dados, o laser é ligado. A leitura de dados é feita da maneira convencional.

O raio laser aquece o HD em um período de tempo mais curto. Isso amplifica o campo magnético do material durante a gravação, e permite que os dados sejam registrados em espaços mais estreitos, economizando espaço.

Só para você entender o quão pequenos mesmo os bits magnéticos são em uma unidade HAMR, um terabyte a cada polegada quadrada equivale a dois milhões de bytes a cada polegada linear, em outras palavras, cada um tem apenas 12,7 nanômetros de comprimento – ou cerca de uma dúzia de átomos.

Os cientistas explicam que a utilização do HAMR para gravação ainda não foi explorada ao máximo, por isso é possível ampliar ainda mais essa capacidade em um futuro próximo. [Seagate, Foto]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

12 comentários

  • José:

    O tamanho padrão de de um HD de 3,5 polegadas refere-se ao diâmetro do mesmo, portanto a área desse disco é dada por: A=πr^2 sendo r= 3,5/2; r=1,75″ então A = 3,14*(1,75)^2; A = (9,6″)^2; usando conversor de polegadas quadradas para centímetros quadrados:
    http://www.metric-conversions.org/pt/area/polegadas-quadradas-em-quadrado-centimetros.htm?val=9,61
    Obtemos: (9,6″)^2 = 62cm^2.

  • Hugo:

    “3,5 polegadas (o equivalente a quase 9 centímetros) quadradas”

    3,5 polegas são quase 9cm, no entanto, 3,5 polegadas QUADRADAS são 23cm quadrados.

    • Vinícius D.:

      Na verdade, 1 polegada tem 2.54 cm, em 3.5 polegadas há 8.89 cm, o quadrado disso é de aproximadamente 80cm², de onde diabos tiraste 23cm²?

    • Marina:

      Você fez o cálculo errado, Vinícius D. As 3,5 polegadas são o resultado da multiplicação de dois lados, e não é simplesmente convertendo a unidade de medida e elevando-a ao quadrado que você faz a conversão.
      O Hugo está certo sim, tente fazer o seguinte raciocínio: a forma mais simples de obtermos um retângulo cuja área é de 3,5 polegadas é desenhando-o com as medidas de 1 polegada de largura e 3,5 polegadas de altura (onde fazemos a área = 1 x 3,5 = 3,5 polegadas quadradas). Agora converta as medidas dos lados em centímetros, onde obtemos 2,54 cm de largura por 8,90 cm de altura. Aí sim é que devemos multiplicar estes valores convertidos e obter a medida de área em centímetros quadrados, que será de aproximadamente 22,6 centímetros quadrados, exatamente como o Hugo mencionou. Entendeu agora como se faz?

    • Vinícius D.:

      Ao fazer-se 1 polegada * 3,5 polegadas encontrar-se-ia 3,5 polegadas², não?

    • Andhros:

      Tá certo Marina, talvez usar a fórmula do quadrado seja mais intuitivo, acho que acabaria com a dúvida do Vinícius.

      Encontrar medida do lado em polegadas, depois em centímetros e finalmente calcular a área em centímetros²:

      A(pol²) = l x l = l² = 3,5 pol²
      l² = 3,5 pol²
      l = √3,5 pol²
      l = 1,87 pol ▌

      l = 1,87 pol x 2,54 cm/pol = 4,75 cm ▌
      A(cm²) = l² = 4,75² cm² = 22,56 cm² ▌

    • Cesar Grossmann:

      Tem um jeito mais simples, sem fazer conta nenhuma. Vai no Google e escreve “3,5 polegadas^2 em cm^2”:

      http://www.google.com.br/search?q=3%2C5+polegadas%5E2+em+cm%5E2

    • Vinícius D.:

      Só vi um erro na reportagem, que é na terceira linha, ao falar “marca de 1 terabit (o equivalente a mil gigabytes, ou um trilhão de bytes)”, na verdade seria “marca de 1 terabyte”, byte é diferente de bit, essa distinção é feita corretamente nas demais partes da reportagem. 1 byte agrupa 8 bits.

    • Vinícius D.:

      Senso assim, agradeço a todos pela contribuição, foi realmente um erro de interpretação meu. :]

  • Tundra:

    Em 2025 teremos pendrive de 100 terabyte.

    • Elton:

      Desculpa, mas o que tem a ver com discos rígidos e raios lasers???
      Pendrivers são coisas completamente diferentes de um hd. O modo armazenamento é feito através de chip de memória.

  • Jadson:

    EU QUERO ISSO NO MEU NOTEBOOK!!!! (desculpem o caps lock, mas tive que dizer isso em voz alta…:P)

Deixe seu comentário!