A mecânica do sexo

Por , em 16.11.2015

Em biologia, a reprodução sexual é um processo de combinação e mistura de traços genéticos, que muitas vezes resultam na especialização de organismos numa variedade macho ou fêmea, cada um conhecida como um sexo diferente. A reprodução sexual, então, envolve a combinação de células especializadas (gametas) para formar descendentes que herdam traços de ambos os pais.

Orgasmo dos homens é quase essencial (“quase” porque pequenos grupos de esperma podem escapar do pênis antes do orgasmo ser atingido) para a reprodução, enquanto que o orgasmo feminino não. Muitos acreditam que o orgasmo feminino não tem nenhuma função óbvia além de ser “agradável” – embora algumas evidências sugerem que ele pode ter evoluído como uma vantagem discriminatória no que diz respeito à escolha do cônjuge.

Você sabia?

A mulher mais fértil, de acordo com o Guinness Book of World Records, era a esposa de Feodor Vassiliev da Rússia (1707-1782), que teve 69 crianças sobreviventes.

Acredita-se que o pai o mais prolífico de todos os tempos seja o último imperador Sharifian de Marrocos, Mulai Ismail (1646-1727), que supostamente gerou mais de 800 crianças a partir de um harém de 500 mulheres.

Mas qual é a mecânica do sexo?

Para entender como o sexo funciona, fisicamente falando, uma equipe de pesquisadores convidou um casal para ter relações sexuais dentro de um aparelho de ressonância magnética. O lugar é apertado, o que não permite muitas manobras e posições, e os dois tinham que ficar 15 minutos parados depois da penetração. Ou seja: não é o ninho de amor perfeito. Mas foi o suficiente para nos mostrar um ângulo diferente da reprodução sexual.

No vídeo abaixo, o laranja é o homem e o azul é a mulher:

Os resultados mostraram que a penetração do pênis provoca um deslocamento no útero, e acontece em um ângulo mais agudo do que os cientistas originalmente imaginavam. A ressonância também mostrou que o esperma é entregue lá no fundo da vagina – bem mais fundo do que se pensava ser possível.

A partir deste conhecimento, sabemos que os espermatozoides passam menos tempo lutando por suas vidas.

Por que as células reprodutoras da mulher ficam para dentro e as do homem não?

Esta é uma das grandes diferenças sensíveis entre o aparelho reprodutivo do homem e da mulher. O homem carrega os espermatozoides nos testículos, que é uma estrutura que fica para “fora” do corpo. Como você pode ver no vídeo, isso acontece porque os testículos são mais frios e, se ficassem em uma região semelhante ao do útero feminino, não sobreviveriam. [sciencedump]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 3,00 de 5)

Deixe seu comentário!