Mulheres “sentem o cheiro” de doenças sexualmente transmissíveis nos homens

Por , em 12.12.2011

Segundo um novo estudo, pode ser possível “cheirar” doenças sexualmente transmissíveis nas pessoas.

A pesquisa russa mostrou que as mulheres classificaram o cheiro do suor da axila de homens com gonorreia como menos agradável do que o cheiro de suor de homens sem a doença. Elas também foram mais propensas a descrever o cheiro de suor como “podre” se fosse de um indivíduo infectado.

Os pesquisadores disseram que o odor dos homens infectados pode ter mudado conforme o sistema imunológico respondeu à gonorreia. A capacidade das mulheres de farejar homens infectados pode ser parte de um mecanismo evolutivo que garante, inconscientemente, que ela não se relacione com um parceiro de risco.

No estudo, os cientistas coletaram suor das axilas de 34 homens russos com idades entre 17 e 25 anos. 13 tinham gonorreia, 16 eram saudáveis, e 5 tiveram gonorreia no passado, mas se recuperaram.

Os homens usaram camisetas com almofadas de algodão nas axilas por uma hora, e depois as almofadas foram colocadas em frascos de vidro.

Os pesquisadores pediram a 18 mulheres saudáveis para cheirar os frascos e classificar a agradabilidade do cheiro em uma escala de 10 pontos (com pontuação mais alta indicando um cheiro mais agradável), e também para escolher uma palavra de uma lista para descrever o odor (incluindo podre, floral, vegetal, mentolado, frutado, etc).

As mulheres classificaram o suor dos homens infectados menos da metade tão agradáveis quanto o suor dos homens saudáveis. Também disseram cerca de 50% dos homens com gonorreia tinham suor que cheirava “podre”, enquanto apenas 32% dos homens saudáveis foram descritos como pútridos.

E, enquanto 26% dos homens saudáveis tinham um cheiro “floral”, apenas 10% das pessoas com gonorreia foram descritas dessa forma.

Os pesquisadores especularam que os sistemas imunológicos dos homens podem estar envolvidos, porque eles encontraram uma ligação entre a concentração de proteínas que combatem a doença (anticorpos) na saliva dos homens e o quão agradável o seu suor cheirava a mulheres: quanto maior a concentração de anticorpos, menor a pontuação.

Estudos anteriores com animais descobriram que infectar os camundongos com parasitas ou vírus reduz a atratividade de seu cheiro para as fêmeas. Essas pesquisas chamam a atenção para o papel crucial do sistema imunológico na modulação da atratividade do odor resultante de uma infecção.

No entanto, os pesquisadores afirmam que as pessoas com doenças sexualmente transmissíveis não estão exatamente em desvantagem em termos de atrair um parceiro – eles notaram que esse odor corporal “diferente” pode ser melhorado por desodorantes.[LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

21 comentários

  • Jordane Gomes:

    Ezio José o americano que engravidou, era uma transexual com útero, e decidiu usá-lo.

  • Carlos Estevam:

    começou com “cheiro agradável de suor” ..

  • Luiz:

    Desculpe, mas um universo de 18 mulheres é muito pouco para uma validação estatística. Precisaríamos de 10 vezes isso para termos um resultado confiável estatisticamente.

  • asdf:

    desinformativo. em poucos casos e oportunidades seria um ‘criterio seletivo’ concreto. se fosse não haveria tantos casos de doenças se proliferando.

  • José Calasans:

    Pelo que pude entender acho que a pesquisa está correta,quando alguém que pode,tiver a ideia de utilizar um sensor de odores de largo espectro para diagnosticar certas doenças,será de grande ajuda para medicina,o suor contem substancias que dependem do nosso metabolismo e pode dar dicas de como anda nossa saúde,só um exemplo:Uma pessoa que tenha diabetes quando suada exala um cheiro característico,em relação a outra sadia,quem tiver algum parente com essa doença pode fazer um teste e verá que é verdade.

  • Rafael:

    Se isso fosse tão certo a seleção natural ja teria eliminado todas as doenças sexualmente transmissiveis nos humanos.

  • gloria:

    O resultado ñ prova ,nem desmente a pesquisa, então fica o dito pelo ñ dito.Esqueceram de dizer q mulher doente fede tanto quanto, somos feitos da mesma matéria, e doenças sexualmente transmisível tbm contamina as femeas tanto qunto os machos.Quando vamos envelhecendo o odor muda muito, sinta o cheiro da casa de pessoas muito idosas, pessoas doentes ou muito pobres ou promíscuas, eles cheiram à morte!

    • Roberto:

      Oi Gloria, não vamos confundir pobreza com sujeira ou doença, o que está em pauta é o cheiro de pessoas portadoras de DST e o cheiro de pessoas sadias, ok?

  • Claudio:

    Essa matéria é preocupante. Influencia as pessoas a acreditar que pelo cheiro dá pra saber se alguém é saudável, e portanto, a evitar o uso de preservativo.

    Vcs deveriam ser mais responsáveis e tirar do ar.

  • Ezio José:

    Gonorréia é coisa do passado. Dos tempos dos lupanares onde as prostitutas exerciam seus ofícios quase como enclausuradas. Hoje com o véu da vergonha rasgado, a prostituição tomou conta da sociedade em aberto. Quase extintos estão os lupanares e a DST mais conhecida chama-se AIDS.

  • André:

    Putz, dizem que as mulheres ja tem o 6º sentido, agora é o 7º pra variar ¬¬

  • Jervázio:

    Isto é tudo uma mentira apra ganharem dinheiro!

  • Ana Lourenço da Rosa:

    A pesquisa russa (…), initulada “MULHERES” sentem o cheiro de doenças sexualmente transmissíveis nos homens. Postado por Natasha Romanzoti em 12/12/2011. Não será comentado a parte fisiológica que promove essa reação química a nível, molecular (…), etc., isso pode ser lido no presente artigo. Só comentaremos a parte metodológica que é realmente muito interessante e até certo ponto bastante fácil de ser praticada por todas as pessoas no dia a dia. O cheiro que foi investigado pelos pesquisadores russos, foi coletado diretamente das “axilas” de homens com gonorréia e sem gonorréia. As variáveis pré-estabelecidas foram: cheiros (odores sudoríferos) pontuados de 1 a 10 pontos – os quais a saber: PODRE, FLORAL,VEGETAL, MENTOLADO e FRUTADO. Os detectados com a doença foram identificados como PODRES (…); é conveniente lembrar que as mulheres que indentificavam os cheiros não sabiam para qual finalidade estavam realizando aquela tarefa, etc. Essa pesquisa e bastante relevante e verdadeira. Basta revisar literatura com relação aos odores exalados pelos diversos povos de diferentes continentes da terra, isso com relação aos seus cheiros característicos de acordo com as suas culturas alimentares (…). Como exemplo: onde a base da alimentação é mais de origem animal (…), conclua você qual é o cheiro desse povo; em detrimento de um outro povo que basicamente só tem como alimentação, raízes de vegetais (…). Esse segundo povo não exala suor podre , nem possui as sua fezes com odor podre. Não estudei seus suores nos casos de serem portadores de alguma doença (podre). Quando fizer algum estudo nessa temática vai descobrir qual é o país do mundo mais mal cheiroso(…), não vai acreditar…!Ana Lourenço da Rosa/ Tocantins/Brasil.

  • Helio:

    Resumindo, pelos dados apresentados, nao da pra sentir o cheiro de doenças sexuais, rsrs, o titulo esta em desacordo com a informacao.

  • Walter, o Cavaleiro de Cristo:

    Sentir cheiro de doenças é uma coisa natural no mundo dos animais. Por exemplo: A leoas recusam copular com um macho que não esteja saudável.

  • x:

    pode ser um comesso mas….. acho que as estatisticas mostram que esse metodo de detecsao nao e tao certeiro assim e que poderiam ser principalmente ”chutes”

    • Cesar:

      X, não tem “chute”. As mulheres não estavam tentando encontrar alguém doente, elas apenas estavam tentando descrever o cheiro que sentiam. A descrição do cheiro dado, quando tabelada em relação ao dono do cheiro, mostrou que elas em geral sentem repulsa em relação ao odor corporal de alguém com doença.

      Se elas estivessem tentando acertar qual amostra era de alguém doente, aí sim haveria o fator do acaso, mas mesmo este fator pode ser isolado usando a estatística. Por exemplo, em um teste com astrólogos, eles receberam um perfil psicológico e três mapas astrológicos e tinham que determinar qual o mapa astrológico que correspondia à pessoa com aquele perfil psicológico. Neste caso, espera-se que, apenas chutando, alguém acerte 33% das vezes, se não me falha a lembrança. Se a margem de acertos ficar então em 33%, então eles se deram tão bem quanto uma pessoa tentando fazer a mesma coisa por sorteio.

      Veja que os cientistas são pessoas inteligentes, e pensam em muitas possibilidades. Como eles sabem que podem esquecer alguma coisa, pedem a outros cientistas para verificar os estudos em busca de erros, e desta forma tentam se proteger dos erros humanos. Um exemplo vívido disso aconteceu recentemente, com o caso (ainda não concluído) dos neutrinos viajando a velocidades superiores à da luz. Primeiro eles repetiram o experimento milhares de vezes, para confirmar os resultados e testar hipóteses que explicassem o resultado. Depois eles abriram os experimentos para outros cientistas, solicitando auxílio para verificar os dados e os procedimentos. Recentemente repetiram o experimento, mas com algumas alterações, sugeridas por outro grupo de cientistas. E assim vai, quando eles esgotarem as possibilidades, vão ter o resultado confirmado ou refutado.

    • Walter, o Cavaleiro de Cristo:

      Você está correto. Hoje em dia, é preciso saber o que realmente é ciência e o que é balela.

  • Mr. Positivo:

    Charlie Sheen deve fede que é um inferno então.

    • Igor:

      Só pra mulheres, nos homens não sentimos, pois obviamente não reproduzimos com machos(apesar de uns ”tentarem”)

    • Ezio José:

      Já lí uma notícia que um americano engravidou-se. Se for verdade o fim deste mundo já está no fim mesmo. O outro mundo será uma suruba só.

Deixe seu comentário!