Computador quântico: Nasa e Google unem forças para criar um

Por , em 16.05.2013

O rei da internet e a rainha do espaço juntaram-se para estudar inteligência artificial: o Google e a NASA formaram um Laboratório Quântico de Inteligência Artificial a fim de criar um computador que conta com as propriedades únicas da física quântica.

O laboratório ficará no Centro de Pesquisa Ames da NASA, localizado no Vale do Silício, na Califórnia (EUA). Os pesquisadores esperam que o computador quântico, que irá completar cálculos de maneira mais rápida (pelo menos 3.600 vezes mais rápida) do que os supercomputadores de hoje, esteja em funcionamento até o terceiro trimestre deste ano.

Unindo forças para construir um computador quântico!

O computador quântico deve ser capaz de encontrar padrões complexos de informações a fim de determinar soluções criativas, um processo chamado de aprendizado de máquina. Busca personalizada na internet e previsões de congestionamento no tráfego com base em dados de GPS são exemplos de aprendizagem de máquina.

O campo é particularmente importante para coisas como reconhecimento facial ou de voz, comportamento biológico e gestão de sistemas muito grandes e complexos.

“Nós acreditamos que a computação quântica pode ajudar a resolver alguns dos problemas mais desafiadores da ciência, principalmente em aprendizado de máquina. Aprendizagem de máquina diz respeito à construção de melhores modelos do mundo a fim de fazer previsões mais precisas”, informou o Google em seu blog. “Se queremos curar doenças, precisamos de melhores modelos de como elas se desenvolvem. Se queremos criar políticas ambientais eficazes, precisamos de modelos melhores do que está acontecendo com o nosso clima. E se queremos construir uma ferramenta de busca mais útil, nós precisamos entender melhor as questões e o que está na web para obter a melhor resposta”.

Segundo o Google, os métodos mais eficazes para a utilização de computação quântica envolvem a combinação de máquinas avançadas com suas nuvens de computadores tradicionais. A empresa já havia desenvolvido algoritmos de aprendizado de máquina que trabalham no interior de um computador quântico, fabricado pela D-Wave Systems. Com eles, pode-se reconhecer rapidamente a informação, economizar energia em dispositivos móveis, etc.

Este ano, a D-Wave vendeu seu primeiro computador quântico comercial para a Lockheed Martin. Funcionários da Lockheed disseram que o computador seria usado para testar e medir coisas como projetos de aeronaves a jato ou a confiabilidade de sistemas de satélite.[LiveScienceNYTimes]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • Dom:

    inteligente seria usar o scq pra cuntruir um mais avançado scq ,acho que o Google vai se arrepender algum dia ja que poderiam construir lo sozinho algum dia ,sonho com o dia que vão começar a pensar no planeta terra.

  • Cesar Grossmann:

    O que será que a Skynet da vida real vai fazer quando se tornar senciente?

    • Guilherme Euripedes:

      Se autodestruir por Depressão pós-Cogito.

  • Mayron Richard:

    Agora vai hein! Com essa parceria logo logo já teremos muitas coisas…

    • Saprugo:

      Como a Skynet, por exemplo, rssss… Imaginem um robô humanoide da DARPA com um poderoso processador quântico e rodando um programa avançado de IA!! Acho que o que está faltando para a primeira máquina se tornar auto-consciente é justamente o avanço da computação quântica, inclusive li aqui mesmo no hype que isto (uma máquina se equiparar em inteligência ao ser humano, para pouco tempo depois o superar) acontecerá daqui apenas alguns anos, previsão feita por um visionário da tecnologia que não me lembro o nome agora.

Deixe seu comentário!