Neandertais tiveram expectativa de vida parecida à de humanos modernos

Por , em 12.01.2011

Segundo um novo estudo, nossos antigos parentes provavelmente tiveram uma expectativa de vida semelhante a da nossa espécie.

Os restos conhecidos de Neandertais possuem uma lacuna enigmática: idosos são raros. Os cientistas sugeriram, portanto, que esses seres humanos pré-históricos tinham uma expectativa de vida intrinsecamente mais curta do que a dos seres humanos modernos, com a nossa linhagem finalmente superando a deles, e assim contribuindo para o seu desaparecimento.

Nossa espécie, Homo sapiens, é a única sobrevivente da linhagem do gênero Homo. Ainda assim, no passado havia muitas outras, que também poderiam ser chamadas de humanos [modernos].

Um antropólogo americano analisou os registros fósseis para medir a expectativa de vida adulta dos Neandertais e dos humanos modernos, que coexistiram em diferentes regiões por cerca de 150.000 anos.

Ele encontrou aproximadamente o mesmo número de adultos entre 20 a 40 anos e adultos acima de 40 anos tanto entre os Neandertais quanto nas primeiras populações humanas modernas, sugerindo que a expectativa de vida era provavelmente a mesma para ambos os grupos.

Ou seja, o argumento de que uma sobrevivência mais longa entre os primeiros seres humanos modernos causou o desaparecimento dos Neandertais não tem base.

Os pesquisadores advertem que uma série de fatores pode distorcer os cálculos da expectativa de vida. Por exemplo, o estilo de vida dos humanos arcaicos e modernos aparentemente exigia grande mobilidade durante o Pleistoceno, para procurar refeições. Isso provavelmente significa que os membros mais velhos, que não conseguiam acompanhar os mais novos, eram deixados para morrer. Seus restos mortais podem ter sido espalhados por animais necrófagos, e perdido seu registro fóssil.

Ainda assim, mesmo que novas descobertas de fósseis mudem esse padrão, é improvável que o alterem muito. No geral, a longevidade não foi um fator na extinção dos Neandertais. Segundo os pesquisadores, se os primeiros humanos modernos tiveram uma vantagem na população, provavelmente foi devido a altas taxas de fecundidade e baixas taxas mortalidade infantil. [MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

6 comentários

  • Neadite Vivian:

    TUDO SE TRANSFORMA, APRENDAMOS COM O TEMPO E A CIÊNCIA.

  • David Quirino:

    Considero este tipoi de estudo, apenas, especulativo, pois nos dias atuais deparamo-nos com todos os tipos ditos extintos. Qual de nós será dado como modelo extinto por um paleontologista… ou seja lá qual for o nome que quiserem dar a quem faz tais afirmações… daqui a cem mil anos, caso ainda existamos? …tem cada tipo estranho pululando por este mundo afora, que fica difícil dizer : Ó! Você tá extinto, sabia? …e, você, não deveria existir! …Ah! os pigmeus são uma lenda desenvolvida a partir das hitorinhas em quadrinhos do Fantasma que anda… aqueles, da tribo Bandar, sabe?

  • Germana:

    Concordo com você, Ez. Um esqueleto de uma criança híbrida foi eencontrada em uma caverna em portugal.

  • Mats:

    Isso é porque eles eram humanos como nós. Só o preconceito evolutivo é que faz as pessoas pensarem que eles não eram.

    Isto é mais um dado da ciência que contradiz a mitologia da teoria da evolução.

    • Elton Paes:

      Hahaha, mitologia ?
      haha
      Esses criacionistas não tem jeito mesmo. Um dia defendi qualquer pessoa colocando seu comentário criacionista, mas eles teimam em errar, e falar sobre o que desconhecem por simples medo da verdade, ignorância e alguns pura desonestidade. Me diga senhor Mats, aonde uma linha evolutiva paralela a nossa parece ser uma mitologia para o senhor ?
      Provada através de fósseis, através de dna, pessoas que deram suas vidas para proporcionar sabedoria através dos estudos e pensamento lógico, indo de contra as antigas estórias, os mitos, aqueles que são bons para contar quando ainda se é uma pessoa com menos de 5 anos de idade. E que hoje merece estar em uma estante, junto aos incansáveis mitos que rodearam a nossa história. Não tenha medo, a verdade liberta lembra ?

  • Ez:

    Acredito no que diz uma matéria do Natgeo:

    Os neandertais não acabaram, eles se juntaram a nós.

    Foi encontrado o esqueleto de um homo “recente”.
    Constataram que era um híbrido, sapiens neandertal com sapiens sapiens.

    Historicamente se encaixa a possibilidade de que, depois de encurralados (os s. sapiens se expandiram a ponto de deixarem os neandertais sem territorio) os dois povos se juntaram, afinal não eram tão diferentes e pelo achado, a reprodução era possível.
    Mas especificamente, os neandertais foram lentamente absorvidos pelos s. sapiens.

    O que você acha? possível, impossível?

    Constataram que os neandertais eram providos de inteligência.
    “Se não pode com o inimigo, junte-se a ele.”
    Um pouquinho de bom senso não seria tão improvável para a época.

Deixe seu comentário!