Nova “lâmpada” pode ajustar seu relógio biológico e te ajudar a dormir

Por , em 26.12.2011

Nosso relógio biológico é influenciado pela luminosidade do ambiente em que estamos. Quem trabalha à noite e dorme de dia, por exemplo, pode não conseguir descansar plenamente porque o corpo interpreta a luz como indicativo para ficar acordado. Com esse problema em mente, pesquisadores americanos criaram uma “lâmpada biológica”, que se adapta sozinha às necessidades de luz de cada pessoa.

O termo “relógio biológico”, na verdade, tem uma nomenclatura científica: ritmo circadiano. Era este o foco do novo estudo: tornar o corpo mais preciso em seus “horários naturais”. Existe um hormônio, melatonina, responsável por sentir o quanto de luz existe lá fora e dizer ao cérebro que já é noite e você deveria ir para a cama.

A lâmpada biológica está ligada, portanto, ao modo como a melatonina é produzida. Quando as ondas eletromagnéticas de luz são absorvidas pelos olhos, um aparelho fotorreceptor do órgão manda os sinais para o hipotálamo, que secreta melatonina conforme essa variação.

O objetivo dos cientistas é o ajuste de luz automático visando à produção dos níveis certos de melatonina, para que o corpo descanse na hora do sono. O aparelho pode “enganar” o organismo, simulando que há muita luz no ambiente para que os níveis de melatonina diminuam e o corpo não deseje dormir.

E o inverso funciona da mesma maneira. Quem sofre de insônia, em alguns casos, tem o hábito de ver TV, ler um livro ou fazer qualquer atividade que demande muita luminosidade no ambiente, para então apagar a luz e tentar dormir. A lâmpada biológica, como explicam os cientistas, é capaz de regular a diminuição gradativa da luz, para acompanhar o ritmo do corpo.

Este equipamento ainda está em fase de testes, mas tem sido muito bem aceito pela comunidade científica. É uma maneira relativamente simples, conforme esclarecem os pesquisadores americanos, de acertar o relógio biológico de qualquer pessoa. [MSN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

2 comentários

  • Beli:

    Eu amo dormir de dia e ficar acordada a noite. A noite me acorda, me faz bem… posso até fazer faxina de madrugada… acho que não desenvolvo melatonina.

    • Rafael:

      Eu não. Enquanto trabalhei assim por 2 anos, a vida tornou-se bem menos eficiente, e quando estava acordado, estava mal. Com uma transferência rapidamente tudo se resolveu.

      Uma ideia interessante: sempre quando vou dormir, ouço programas curtos da rádio CBN que são sincronizados quando espeto o meu MP4 no PC pelo player MediaMonkey. É impressionante como durmo rapidamente nesses casos, muitas vezes antes de ouvir os programas em poucos minutos, durmo com os fones no ouvido. Parece que isso interfere positivamente no meu relógio biológico me avisando a hora de dormir.

Deixe seu comentário!